Aquárius 2036

Aquarius 2036 - É o blog de assuntos ligados á Espiritualidade Universalista, Transcendental e Consciente para a nova era de Aquário.

Apocalipse racional da Nova era, sem as mentiras dispensacionalistas !

Esta página especial, vem com uma coletânea de links para todos os artigos aqui interpretados por mim ao longo de 10 anos neste blog.
0
0
Share:

Sanxingdui - Cidade antiga da China e a possível interação alienígena em passado remoto

As relíquias de Sanxingdui e as provas de interações alienígenas em sociedades antigas

A descoberta de 500 artefatos, em em Sanxingdui, na província central de Sichuan que incluindo uma máscara de ouro impressionante, em um sítio arqueológico da Idade do Bronze na China, reacendeu velhas teorias de que já foi o lar de uma antiga civilização alienígena.

A máscara tem olhos arregalados e nariz profundo, semelhante a descobertas anteriores de estátuas humanas de bronze, alimentando especulações de habitantes alienígenas porque as características parecem "aliens".  

Em uma lista de perguntas compilada pela emissora estatal CCTV, algumas pessoas disseram que aquelas máscaras de bronze pareciam mais personagens de filmes em  Avatar do que chineses.

Novas descoberta sobre Sanxingdui

mascaras-de-bronze-outros-artefatos-nas-ruinas-sanxingdui

A descoberta de uma máscara antiga alimentou teorias de uma antiga civilização alienígena.

Isso significa que Sanxingdui pertence a uma civilização alienígena?” perguntou uma pessoa.

Outras pessoas perguntaram se os donos originais da máscara podem ter vindo do Oriente Médio.

Wang Wei, diretor do Instituto de Arqueologia da Academia Chinesa de Ciências Sociais, foi firme em sua rejeição à teoria alienígena.

Não há chance de que Sanxingdui pertença a uma civilização alienígena”, disse ele à emissora estatal CCTV.

Essas máscaras de olhos arregalados parecem exageradas porque os fabricantes querem emular a aparência de divindades. Eles não devem ser interpretados como a aparência de pessoas comuns”, acrescentou.

mascaras-divindades-sanxingdui 

Uma cultura estranha ?

Lei Yu, o diretor do Museu Sanxingdui, expressou opiniões semelhantes em um programa da CCTV em janeiro. Ele disse que Sanxingdui não era uma cultura estranha.

Era uma cultura regional colorida, florescendo ao lado de outras culturas chinesas.

Lei disse que simpatiza com as dúvidas porque muitos artefatos apresentam um ar de mística. Escavações anteriores encontraram uma bengala dourada e uma estátua de bronze em forma de árvore, única de outros artefatos chineses antigos.

estatua-representando-rei-shu-Sanxingdui
Estatueta representando um rei de Shu

Mas Lei disse que esses artefatos de aparência alienígena, embora bem conhecidos, contam apenas como uma pequena parte de toda a coleção Sanxingdui. Muitos outros artefatos Sanxingdui podem ser conectados à civilização chinesa.

Um rei de Shu

O mais interessante é estátua de bronze de um homem descalço com tornozeleiras e mãos fechadas.

Acredita-se que a estátua de 2,62 metros de altura e 180 quilogramas represente um rei do Reino Shu. Shu era o nome de Sichuan nos tempos antigos.

Datada de 3.100 anos, a estátua do rei é coroada com um motivo de sol e revestida com três camadas de "roupas" de bronze de mangas curtas justas, decoradas com um padrão de dragão e revestidas com uma fita xadrez.

Huang Nengfu, professor de artes e design na Universidade de Tsinghua e eminente pesquisador em roupas chinesas de diferentes dinastias, considera a vestimenta a mais antiga túnica de dragão existente no país. Ele também acha que o padrão é obra do famoso Bordado Shu.

arvore-pilhas-de-três-estrelas-sanxingdui
Arvore sagrada de Sanxingdui

A árvore Três montes das Estrelas

Entre as descobertas, a enorme árvore sagrada de bronze é sem dúvida uma das mais colossais e enigmáticas.

Sanxingdui se traduz em "Pilhas de Três Estrelas". É uma relíquia cultural do antigo Reino de Shu. O nome se refere aos três montes de terra no local homônimo, cuja descoberta atraiu a atenção internacional e reescreveu a história da civilização chinesa.

Composta por um pedestal, um tronco e parte de um dragão, a árvore de bronze de 3,95 metros de altura é a mais antiga, a mais alta e a maior de seu tipo no mundo. Estava numa caixa desmontada e levou oito anos para ser montada por especialistas chineses. Alguns acham que ela representa uma lendária árvore espiritual, enquanto muitos pesquisadores acreditam que a árvore era um símbolo abrangente.

sanxingdui-um-cavalo-arteatos
Obras artisticas de Sanxingdui

Fonte: https://news.cgtn.com/news/2021-03-17/Sanxingdui-relics-What-is-the-secret-of-the-bronze-heavenly-tree--YG1f5cOv3W/index.html

Os locais de Sanxingdui datam de 2.800 a 1.100 aC e estão na lista da UNESCO como patrimônio mundial provisório.

Os especialistas acreditam que a área já foi habitada por Shu, um antigo país chinês.

extraterrestre-recriado-com-base-mascaras-sanxingdui
Recriação de ser com base nas mascaras de Sanxingdui

Os arqueólogos dizem que todos os artefatos são prova de uma vibrante subcultura chinesa, mas não há uma explicação definitiva para como a cultura desapareceu misteriosamente. O local foi descoberto pela primeira vez em 1929, mas não foi explorado profundamente até os anos 1980 e 1990.

Essa recriação artistica do site: https://www.artstation.com/artwork/WKkdaJ, procura manter essa possivel visão materializada dos antigos habitantes de Sanxingdui, defendida por muitos como uma possibilidade sim.

Bastamos referir aqui, em artigos antigos de nosso blog, as pirâmides antigas encontradas na China, como restos de tubulações de milhares de anos. Podendo ter sido Sanxingdui,uma colonia ou base dos Anunnnakis.

Ou uma cultura que manteu em suas tradições o culto daquilo que registraram.

Vejam: Encanamentos de 15.000 anos encontrados em Pirâmides Chinesas

Vejam: Múmias de Gigantes Loiros, Pirâmides na China e o Segredo Nacional

Por estes dois posts acima, você tem uma idéia complexa de quê nossa suposições não se dão por dogmatismo ideológicos e sim, por provas irrefutáveis envolvendo não somente a as culturas anscestrais chinesas bem como a de outras nações.

nova-onda-avistamentos-china-ovnis
Aparecimentos de óvnis na China

Uma nova onda de avistameto de Óvnis na China

Esse todo reboliço na arqueologia do país diante de centenas de casos de novos avistamentos de óvnis no país, que também passa a excitar a imaginação popular.

Vejam: China military uses AI to track rapidly increasing UFOs

Apesar dos cientista ortodoxos serem totalmentes controversos á essas possibilidades.

"Algumas estátuas de deusas artisticamente exageradas não podem ser consideradas 'alienígenas'", disse Lei Yu, arqueólogo do Instituto de Pesquisa Arqueológica e Relíquias Culturais da Província de Sichuan, de acordo com um relatório da Agência de Notícias Xinhua. 

 

mapa-piramides-chinesas-em relacao-sanxingdui
Cidades antigas e complexo de piramides na China

Os deus de Chian

Bom gente, vamos lançar aqui algumas especulações como autoria exclusiva deste blog: “Aquárius 2036”.

Circulo em preto: Esta e a região do sitio da antiga civilização de Erlitou e que segundo provas arqueológicas essa cultura se comunicava com Sanxingdui.

Circulo em Vermelho: Esta e a região onde existiu Sanxingdui.

Circulo em Branco: É a região onde se localiza o estranho monte Baigong, de forma piramidal e onde foram encontradas tubos e encanações de mais de 10 mil anos.

Circulo em Amarelo: Já nesta região se encontra as famosas pirâmides de Xian, que possui grande caracteristicas com as piramides egipcias. Isso porquê segue uma sequência megalítica com base nas maiores.

posicao-piramides-egito-matematica-anunnaki
Piâmides do Egito e suas localizações

Vejam as relações casuísticas, são muito coincidentes as situações.

Sabemos que as piramides foram alinhadas com certas posições determinadas de certas constelações, que no caso as mais importantes e originais, antidiluvianas sendo, as de Khufu (Grande piramide) de Khafre e Menkaure (Miquerinos), seguido as posições da constelação de Órion.

posicao-piramides-china-matematica-anunnaki
Esta (nº 1) é a maior pirâmide do complexo XI'an e atuou como o centro principal ou posição de base para todas as outras pirâmides.

Reparem abaixo na posição das piramides principais da China, da região de XI'an, sendo que a gridada pelo número 1, representa a maior do complexo piramidais deste país, seguindo uma escala descendente, podemos caracterizar como originais, ou de origem anunnaki. Enquanto outras é claro, são cópias humanas, como é o caso da piramide se Sakara, que foi erguida por mãos e força humana, sob orientação de Amenhontep que ficou conhecido também como Hermes Trimegistros, sob o reinado do faraó Joshep.

XI'an era a antiga capital da China, onde os imperadores reinaram por cerca de 3.000 anos. Muitos desses dignitários reais, ou outros a quem foi concedida grande honra, foram enterrados nas pirâmides do distrito. Antigos registros de mosteiros mongóis-tibetanos-lama e tradições orais, no entanto, atestam o fato de que essas pirâmides não foram construídas como mausoléus durante o reinado das dinastias chinesas, mas foram consideradas antigas já há 5.000 anos.

O complexo da pirâmide em XI'an forneceu tutoriais muito sofisticados relacionados ao tamanho da Terra e como navegar ao redor dela com segurança. Na opinião deste pesquisador, esses edifícios poderiam facilmente ter até 8.000 anos de idade.

Diante destas aproximações, o significado do nome Sanxingdui (três montes das estrelas) ser uma homenagem á estas criações dos deuses ?

Vale lembrar que camaras de sacrifícios foram encontradas em Sanxingdui, e que este povo passou a cultuar estes deuses de forma primitivas, como outros fizeram. Não estamos referindo aqui, que talvez tais alienígenas fundaram algumas destes civilizações e governaram como ocorreu no Egito, Suméria e outras, ainda é cedo, sem o descifrar dessa linguagem e sua história, suas tradições e mitos.

Porquê os arqueólgos foram claros, nada em escrita foi encontrada neste sítio.

O que alimenta nossas curiosidades e suposições, é claro.

Autor: Valter J.Amorim (Aquárius 2036)


 

Postagens Relacionadas:

A Relíquia Extraterrestre do Tibet

Múmias de Gigantes Loiros, Pirâmides na China e o Segredo Nacional

Registros antigos revelam uma Guerra entre Chineses e Extraterrestres á 5000 mil

0
0
Share:

Utopia: esta antiga civilização prosperou sem guerras (Vale do Indo)

A verdadeira utopia civilizatória existiu ?

A civilização do Indo parece ter florescido por 700 anos sem armaduras, armas, desigualdade ou realeza. Veja como construir um paraíso na Terra; IMAGEM uma ilha pacífica do Atlântico, governada pela razão. Suas 54 cidades são governadas por funcionários educados e um príncipe vitalício. Embora a guerra não tenha sido abolida, ela é usada apenas como último recurso. 

As pessoas não veem glória em lutar e capturam os inimigos em vez de matá-los. Esta é a Utopia original - o mundo pagão, comunista e pacifista esboçado há exatamente 500 anos na obra de ficção homônima de Thomas More. 

A Verdadeira Utopia

himalaia-do-vale-do-indo
Relevo hoje do Vale do Indo

O livro de More exerceu uma influência poderosa em nossa imaginação - principalmente por meio da ficção científica utópica. Mas em um mundo de autocracia, fanatismo e terrorismo, parece tão distante da realidade como sempre. Na verdade, ainda há discussões sobre sua verdadeira intenção. Seu título, derivado do grego antigo ou-topos - que significa “nenhum lugar” - é um trocadilho com eu-topos , “bom lugar”. More estava propondo um projeto de sociedade ideal ou satirizando o interesse próprio, a ganância e as façanhas militares das monarquias hereditárias de seu tempo?

Em uma coisa, quase todos concordam: nenhuma utopia jamais existiu. As grandes sociedades humanas tendem a ser governadas pela coerção. O instinto de guerra tem sido uma força motriz em quase todas as civilizações dos últimos cinco milênios, da antiga Mesopotâmia ao Império Britânico.

Ou não é? Uma sociedade misteriosa e antiga pode desmentir isso. A civilização do vale do Indo é a mais enigmática das quatro grandes civilizações primitivas. Mas, embora a Mesopotâmia, o antigo Egito e a antiga China se gloriassem na guerra, ela parece ausente do vale do Indo. Era uma utopia real e funcional? Se sim, como ele sobreviveu e por que acabou desaparecendo?

A civilização do Indo floresceu de cerca de 2600 a 1900 aC. Mais de mil assentamentos foram encontrados cobrindo pelo menos 800.000 quilômetros quadrados do que hoje é o Paquistão, Índia e Afeganistão (veja o mapa) , mas seus restos só foram descobertos na década de 1920. É agora considerado o início da civilização indiana e possivelmente a origem do hinduísmo.

Em um século de escavações, encontramos apenas uma representação de luta

Todos os sinais apontam para uma sociedade próspera e avançada - uma das maiores da história. Ele tinha um vigoroso comércio de exportação marítima através do Mar da Arábia, e os arqueólogos encontraram objetos feitos no vale do Indo em cidades da Mesopotâmia, como Ur e Akkad. As duas maiores cidades do Indo, Harappa e Mohenjo-daro, ostentavam um planejamento de ruas e esgoto digno dos tempos modernos, incluindo os primeiros banheiros conhecidos do mundo e um impressionante tanque de água de tijolo conhecido como Grande Banho.

pedra-escrito-civilizacao-indo
Uma pedra do selo com a escrita do Indo

Os artesãos do Indo criaram pesos de pedra complexos para o comércio e contas de cornalina longas e perfuradas com precisão para joias. Milhares de pequenos selos também foram encontrados; usados ​​ao redor do pescoço, os comerciantes os teriam usado para carimbar sua identidade em etiquetas de argila. Cada um é esculpido com uma escrita requintada, mas misteriosa, que provocou mais de uma centena de tentativas publicadas para decifrar sua linguagem - com pouco consenso.

homens-lutando-unica-representacao-indu
A única representação da civilização Indus de humanos lutando

Outros aspectos da civilização são ainda mais desconcertantes. As principais cidades não mostram sinais claros de serem fortificadas. Nenhuma armadura e nenhuma arma indiscutivelmente militar - ao contrário de facas, lanças e flechas projetadas para caçar animais - foi encontrada. Tampouco há evidências do cavalo, animal adequado para incursões, que mais tarde se tornou comum na região. Em quase um século de escavações, os arqueólogos descobriram apenas uma representação de humanos lutando, e é uma cena parcialmente mítica que mostra uma divindade feminina com chifres de cabra e o corpo de um tigre.

Há uma ausência total de palácios reais conspícuos e grandes templos, nenhuma representação monumental de reis e outros governantes, não há muita diferença entre as casas de ricos e pobres, nenhum sinal de dietas diferentes nos ossos de esqueletos enterrados e nenhuma evidência de escravidão. Tudo isso contrasta fortemente com os zigurates da Mesopotâmia e os faraós do antigo Egito.

“O que sobrou dessas grandes cidades do Indo não nos dá nenhuma indicação de uma sociedade engajada ou ameaçada por uma guerra”, diz Neil MacGregor, ex-diretor do Museu Britânico em Londres. O povo Indo, ele argumenta, oferece um novo modelo de uma civilização urbana, sem celebração da violência ou extrema concentração de poder individual: “É ir longe demais ver essas cidades Indus como uma Utopia urbana primitiva?

Há alguns que consideram a ausência completa de guerra e conflito não credível. “Nunca houve uma sociedade sem conflito em maior ou menor escala”, diz Richard Meadow, do Museu Peabody da Universidade de Harvard. Ele argumenta que facas, lanças e similares poderiam ter sido usadas em humanos e também em animais, e aponta que os antigos maias eram considerados excepcionalmente amantes da paz - até que seus hieróglifos fossem decifrados, revelando histórias de batalhas excepcionalmente sangrentas, sacrifício e tortura. Quem sabe o que a escrita do Indo pode revelar se for decifrada?

imagem-rei-sacerdote-cultura-indo
O "rei-sacerdote", sem dúvida a única representação plausível de um líder Indo

Então, novamente, até mesmo os maias tinham fortificações ao redor de algumas de suas cidades e representações generalizadas de reis guerreiros, então as opiniões de Meadow estão atualmente em minoria.

mapa-localizacao-vale-indo
Localização em mapa do Vale do Indo

A maioria das grandes sociedades depende de governos centralizados para fazer cumprir o estado de direito. No entanto, a única escultura do Indo que poderia representar um governante é um pequeno busto meditativo de um homem barbudo e encapuzado com os olhos parcialmente fechados. Geralmente apelidado de “rei-sacerdote” - porque ele usa uma capa sobre o ombro esquerdo, bem como os monges budistas e sacerdotes hindus, com um desenho em trevo que se assemelha a um usado por padres mesopotâmicos - sua identidade é na verdade totalmente obscura.

No entanto, grandes projetos de engenharia no vale do Indo sugeririam que alguma autoridade orientadora existia para mobilizar, dirigir e fornecer a força de trabalho. Pegue as vastas plataformas de pedra que sustentam várias cidades. Eles foram construídos para elevar edifícios e ruas acima do nível das enchentes anuais do rio Indo.

ruinas-de-mohenjo-daro
Mohenjo-daro

Às vezes, plataformas adicionais eram construídas no topo, para elevar ainda mais as estruturas individuais. Em Mohenjo-daro, a plataforma fundamental tem 200 metros de largura, 400 metros de comprimento e 5 metros de altura. O escavador e estudioso do Indo Gregory Possehl, da Universidade da Pensilvânia, calculou que a construção levaria 10.000 homens em pouco mais de um ano. Isso exigiria algum tipo de autoridade central para mobilizar e direcionar os trabalhadores. Claro, More fez concessões para a escravidão em sua Utopia,

Redes comerciais espalhadas por uma vasta área são outra indicação de uma autoridade centralizada. O lápis-lazúli extraído perto do posto comercial de Shortugai, onde hoje é o Afeganistão, pode ser encontrado em lugares tão distantes quanto o Egito. As mercadorias eram sem dúvida transportadas pelo rio Indo e seus afluentes, mas muitos devem ter viajado por terra. Essas redes não poderiam ter se desenvolvido e operado por sete séculos sem estradas básicas entre os assentamentos, presumivelmente mantidas por tributação centralizada, além de algum tipo de estrutura regulatória para fazer cumprir a validade dos acordos comerciais de longa distância.

E depois há os pesos de pedra. Eles foram padronizados para o comércio em todo o vale do Indo e claramente funcionaram bem: o sistema sobreviveu muito depois do desaparecimento da civilização. Não apenas forneceu os padrões de peso para as primeiras moedas indianas, emitidas no século 7 aC, o sistema ainda é usado hoje para pesar pequenas quantidades em alguns mercados tradicionais do Paquistão e da Índia.

"Quem sabe o que a escrita do Indo pode revelar se for decifrada?"

Parece inconcebível que uma sociedade tão rica pudesse ter sobrevivido por séculos sem ser vítima de invasores agressivos ou abraçar homens fortes internos - equivalentes indus de Ramsés, o Grande, no Egito, e Hamurabi, na Babilônia. Como isso foi possível?

Parte da resposta parece ter sido sorte geográfica. A civilização do Indo teve extensas terras que vão desde planícies fluviais e litorais a colinas e montanhas. Água abundante fluía durante todo o ano pelo rio Indo e seus quatro principais afluentes, ao contrário da incerta inundação anual do Nilo no Egito. As matérias-primas eram abundantes, incluindo madeira, pedras semipreciosas, cobre e outros metais. E duas estações de cultivo, decorrentes de seu sistema ciclônico de inverno e de seu sistema de monções de verão, teriam fornecido alimento abundante. Egito e Mesopotâmia não tiveram tanta sorte.

Declínio eventual

mohenjo-daro-harappa-antigas-civilizaçoes-indianas
Ruinas da civilização antiga indiana

Como resultado, os povos do Indo não tinham necessidade econômia de invadir terras estrangeiras, portanto, não havia necessidade de líderes militaristas. Quanto aos invasores, quem eram os prováveis ​​candidatos? A oeste, as relações políticas e comerciais eram boas, a julgar pela descoberta dos assentamentos do Indo em Mehrgarh e Sutkagen-dor no vizinho Baluchistão. O mesmo provavelmente se aplica ao Afeganistão ao norte e ao noroeste, com base no assentamento de Shortugai. A leste, em Rajasthan, havia apenas o deserto de Thar inóspito e escassamente povoado e a cordilheira Aravalli.

Somente no sul, na costa do Mar da Arábia, os habitantes do Indo poderiam ter enfrentado um ataque. Talvez não seja coincidência que este seja o lugar onde os únicos assentamentos fortificados foram encontrados. Quanto a um possível ataque da distante Mesopotâmia, haveria pouca motivação, dado o valor do comércio do Indo, além do fato de que os governantes mesopotâmicos estavam preocupados com batalhas internas.

Então, o que aconteceu com a civilização do Indo? No final da década de 1920, um grupo de 14 esqueletos foi desenterrado em Mohenjo-daro, aparentemente pegos no ato de fugir da cidade. A descoberta levou a teorias de que migrantes da Ásia Central atacaram a civilização do Indo e iniciaram seu declínio: depois de florescer por sete séculos, o povo amante da paz teve um fim violento. Mas um estudo forense na década de 1980 revelou que essas vítimas morreram de malária ou outras doenças, em vez de massacre.

Embora ainda se acredite que grandes migrações da Ásia Central entre 1900 e 1500 aC tenham desempenhado um papel no jogo final do Indo, as mudanças no ambiente também podem ter contribuído. A mudança climática - um agente na queda de tantas outras civilizações - foi identificada: o registro arqueológico sugere que a monção enfraqueceu por volta de 2100 aC. E há fortes indícios de que o curso do rio Indo e seus afluentes mudou. Uma reconstrução de seu curso com base em fontes históricas, formas de relevo passadas e fotografias aéreas mostra grandes mudanças entre 4000 e 2000 AC. A mudança levou a uma crescente ameaça de inundação em Mohenjo-daro, o que poderia ter causado o abandono eventual da cidade. Tudo isso pode ter sido desencadeado por atividade tectônica no Himalaia: a região é sujeita a terremotos;

É mais provável que o declínio da civilização do Indo tenha envolvido fatores ambientais e humanos operando em conjunto. De acordo com o principal estudioso do Indo na Índia, Iravatham Mahadevan, a mesma coisa que tornou a civilização do Indo tão especial poderia ter causado sua ruína. “A civilização parece ter entrado em declínio e desabado por causas naturais e também provavelmente pelo fracasso da ideologia que unia as pessoas”, afirma. Possehl concorda. “A ideologia do Indo, em última análise, tinha pés de barro”, ele escreve em seu livro The Indus Civilization: A Contemporary perspective . “No final, sua ideologia fez do povo Indo quem eles eram, mas pode ter provado ser sua ruína também.

Na opinião de Possehl, a falta de conflito e militarismo endêmico na civilização encorajou seu crescimento original antes de 2600 aC e seu florescimento relativamente curto, em comparação com a Mesopotâmia, Egito e China. Mas também acelerou o declínio da civilização após 1900 aC. O igualitarismo e o pacifismo do Indo, embora produtivos por um certo tempo, acabaram levando à estagnação e inflexibilidade em face da mudança.

Há, reconhecidamente, evidências limitadas para confirmar ou negar a hipótese de Possehl. É provável que permaneçamos no escuro até que a tentadora escrita do Indo seja decifrada. Isso deve esclarecer se algum grau de conflito, se não uma guerra total, é vital para a sobrevivência de uma civilização - e se a Utopia realmente não é "lugar nenhum".

Autor: Andrew Robinson

Este artigo apareceu na versão impressa com o título “Utopia esquecida”

Líder: “A utopia é inalcançável, mas vale a pena persegui-la por todos nós

Fonte:  https://www.newscientist.com/


Postagens Relacionadas:

Mohenjo Daro, o local da batalha dos Deuses Alienígenas Anunnaki

O uso de Armas de procedência alienígena nos anais bíblicos e nas histórias de outros povos

Vimanas - As carruagens de fogo do passado

0
0
Share:

Múmia egípcia de 1.300 anos tinha tatuagem do arcanjo Miguel

mumia de 1300 anos com tatuagem do arcanjo miguel
O arcanjo Miguel e uma tatuagem egipcia antiga

Uma múmia de uma mulher egípcia datada de 700 DC foi escaneada e despojada para revelar uma tatuagem em sua coxa que exibe o nome do bíblico arcanjo Miguel.

A descoberta, anunciada por pesquisadores do Museu Britânico no fim de semana, foi feita durante um projeto de pesquisa que usou exames médicos avançados, incluindo imagens de tomografia computadorizada (TC), para examinar múmias egípcias em vários hospitais no Reino Unido no ano passado.

O corpo da mulher foi envolto em um pano de lã e linho antes do enterro, e seus restos mortais foram mumificados no calor do deserto. Conforme decifrada por curadores, a tatuagem em sua coxa, escrita em grego antigo, diz Μιχαήλ, transliterada como MIXAHA, ou Michael.

Um arcanjo em uma múmia

Os curadores do museu especulam que a tatuagem era um símbolo usado para proteção religiosa e espiritual, embora se recusassem a fornecer detalhes adicionais.

'Michael é uma identidade óbvia para uma tatuagem, já que este é o mais poderoso dos anjos.'

- Maureen Tilley, professora de teologia da Fordham University

Mas outros cientistas e teólogos ofereceram suas reflexões sobre o contexto cultural da tatuagem.

arcanjo miguel na tradução egipcia da tatuagem

“Havia uma população cristã considerável no Egito na década de 700, talvez perto da maioria da população”, disse Maureen Tilley, professora de teologia da Fordham University em Nova York.

“Assim como os gregos e romanos do Mediterrâneo, a parte da população que era alfabetizada era fascinada pelas formas das letras e adorava fazer desenhos com letras nos nomes. Portanto, temos a forma estranha da tatuagem composta pelas letras. ”

Colocar o nome de um poderoso protetor celestial no corpo por uma tatuagem ou amuleto era muito comum na antiguidade, disse Tilley ao Foxnews.com. “Mulheres cristãs que estavam grávidas frequentemente colocavam amuletos com nomes divinos ou angelicais em faixas em seus abdomens para garantir um parto seguro de seus filhos”, disse ela.

“Colocar o nome na parte interna da coxa, como acontece com esta múmia, pode ter algum significado para a esperança de parto ou proteção contra violação sexual, como em 'Este corpo é reivindicado e protegido.' Michael é uma identidade óbvia para uma tatuagem, já que este é o mais poderoso dos anjos. ”

Os gnósticos cristãos, cultistas religiosos daquela época, estavam especialmente interessados ​​nos nomes e funções dos seres intermediários entre os humanos e o divino, observou Tilley.

tatuagem do arcanjo miguel na mumia

Tradição do livro de Enoch ?

“O Evangelho da Verdade e o Livro de Enoque eram populares entre eles e falam muito sobre um anjo cuja história se parece muito com a do Arcanjo Miguel em muitas histórias cristãs, o anjo que liderou o exército celestial contra Satanás e os Anjos Caídos. ”

Ela acrescentou que os cristãos não eram os únicos a usar nomes de poderes angelicais nos dias antigos. “Os judeus da antiguidade eram fascinados pela identidade e natureza dos anjos”, disse ela.

O professor de biologia da Villanova University, Michael Zimmerman, que também usou tecnologias avançadas para estudar múmias egípcias, disse que esse tipo de descoberta é procurado há anos.

“Eu participei de uma expedição ao Oásis Dakhleh no deserto ocidental do Egito há vários anos”, disse ele ao FoxNews.com. Este era um antigo local cristão (por volta de 200 DC), e os falecidos ainda estavam sendo mumificados, simplesmente por serem secos no clima muito quente.

“Não vimos nenhuma tatuagem nessas múmias, então a descoberta do Museu Britânico é notável.”

O museu, que fica em Londres, revelará o que aprendeu sobre essa e outras sete múmias em “Vidas Antigas: Novas Descobertas”, exposição programada para acontecer de 22 de maio a 30 de novembro.

John Taylor, curador-chefe do departamento do antigo Egito e Sudão no museu, disse a um jornal local no fim de semana que a exposição contará a história da vida de oito pessoas da antiguidade, retratando-as como seres humanos plenos, ao invés de arqueológicos objetos.

Usando sofisticadas imagens médicas geralmente reservadas para estudar derrames e ataques cardíacos, a equipe de pesquisa descobriu que esses oito indivíduos antigos, cujos restos mortais foram mantidos no museu por algum tempo, tinham muitas das mesmas características do homem moderno, incluindo problemas dentários, níveis elevados de colesterol e tatuagens.

A exposição retrata uma múmia datada de 3.500 aC, bem como a mulher tatuada, de 20 a 35 anos, que viveu e morreu há cerca de 1.300 anos. Os pesquisadores apontaram que os egípcios regulares - não apenas os membros da realeza - eram mumificados.

A múmia tatuada, cujos restos mortais foram encontrados menos de uma década atrás, estava tão bem preservada que os arqueólogos quase puderam discernir a tatuagem na parte interna da coxa direita a olho nu. Mas a tecnologia infravermelha médica os ajudou a ver isso claramente.

A escola de ciências do Vaticano, a Pontifícia Academia de Ciências, não retornou vários pedidos de comentários feitos por FoxNews.com.

Fonte: https://www.foxnews.com/


Postagens Relacionadas

A estatueta de um Anjo é encontrada na Lua

Anjos Guardiães

Museu de Israel expõe pela primeira vez a pedra atribuída ao Anjo Gabriel

O Resgates de Espíritos em Regiões Trevosas por Anjos e Guardiões

A tradição cristã sobre os Anjos da Guarda

0
0
Share:

Jesus verdadeiro Messias e seu cumprir a Lei e os Profetas !

jesus cumprir lei profetas verdadeiro messias

Jesus aboliu a lei, não como muitos entendem, más na verdade parte dela, as leis humanas de Moisés e cumpriu a lei e os profetas nas profecias messiânicas.

Cumprir a lei e os profetas

Más fato vergonhoso é 80% das comunidades e cristãos ignorarem essa verdadeira interpretação, sem aqui se exaltar.

Quem quizer confirmar fiquem a vontade nestes videos abaixos; com 10 anos dentro do Youtube, sendo os pioneiros neste assunto, que distingue a essência entre a “lei” e “Graça” e velho testamento e velho

Jesus aboliu a Lei de Moisés ?
Did Jesus abolished the law of Moses ?
Did Jesus abolished the law of Moses ?

E sob a limitação literal da época em que coloquei apenas como exemplo de cumprimento da lei e dos profetas, a crussificação; muitos passaram a acreditar que Jesus cumpriu a lei na cruz por nós.

Fica aqui meu mais novo video corrigindo isso.

 

Jesus o verdadeiro messias e como cumpriu a lei e os profetas !
Jesus the true Messiah and how he fulfilled the Law and the Prophets

Então só para resumir e mais o óbvio. O que seria uma absurdo, Jesus cumprir uma lei que era em parte humana e corrupta. Somente os Dez e que ele resumiu em dois é que ele testificou como base na lei do amor e cumpriu as citacções futuristas sobre sua pessoa descritas nas profecias antigas. Como exemplo destas abaixo !

Profecias Messiânicas:

"Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz; Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco." (Mateus 1:22,23)

"E eles lhe disseram: Em Belém de Judéia; porque assim está escrito pelo profeta:" (Mateus 2:5)

"Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos." (Lucas 4:21)

"Para que se cumprisse a palavra que tinha dito: Dos que me deste nenhum deles perdi." (João 18:9)

"Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças." (Mateus 8:17)

"Não falo de todos vós; eu bem sei os que tenho escolhido; mas para que se cumpra a Escritura: O que come o pão comigo, levantou contra mim o seu calcanhar." (João 13:18)

"E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura;" (Atos13:29)

Ou seja; fatos que ocorreram desde o seu nascimento, vida, obras, morte e ressurreição, e que foram previstas descritas nas Leis de Moisés, nos Profetas e Salmos e se cumpriram nele como afirmam diversas passagens dos evangelhos.


Tão simples !

Um abraço e até a próxima !


 Postagens Relacionadas

Jesus cumpriu a Lei de Moisés na Cruz ou as Profecias Messiânicas?

origem cristã sionista e as influências satânicas Rothschild

O Velho Testamento foi revogado por Jesus?

Israel – A Nação Rebelde Cujo o Deus não é o SENHOR !

Fé e Obras são as Regras do Evangelhos ?

0
0
Share:

Ashtar Sheran – Transição Planetária e Mudança da Sociedade em breve

Ashtar-Sheran-Transição-planeta

Ashtar fala sobre as mudanças e a crise societal !!! Destaques aos deslocamento dos continentes , destruição das fronteiras, pânico e confusão por algum tempo, nova lei mundial baseada na igualdade, poderes políticos sofrerão mudanças radicais, redistribuição massiva de recursos da terra.

Transição Planetária e Mudança da Sociedade

Esta mensagem não é definitiva, mas a única coisa aparentemente plausível é a reconfiguração das costas continentais, por uma grande série de terremotos e erupções vulcânicas ... para dizer o mínimo!

Emigrar enquanto você ainda pode! Saber mais...

“Lembre-se ... o que está por vir não é o fim do nosso mundo, é o fim do velho mundo ... onde as pessoas não jogaram bem um com o outro e o planeta ... então, essas mudanças são necessárias, para ter o mundo que realmente desejamos ... não se deixe varrer, não desista, e não se esqueça de entrar, onde seu poder, amor e sabedoria são ...”

fim-do-mundo

Ashtar:

Olá, querido, nossos terrenos !

Hoje eu tenho instruções para lhe dar a seguinte mensagem da Federação Galáctica de Luz.

Como você já sabia, a partir do final de outubro, começou uma Nova Contagem regressiva, quando a Terra estava pronta para o "salto" da energia final no espaço da Quinta Dimensão, onde já possui seus próprios corpos sutis.

Vemos que muitos de vocês sentiram essas mudanças penduradas no ar, cujos precursores são fenômenos naturais incomuns mais e mais manifestados em seu mundo.

O Pai-Absoluto já falou sobre isso em Sua mensagem, e não repetiremos.

Nossa tarefa é contar-lhe o lado prático das próximas mudanças.

O que deve ser experimentado por muitos de vocês, do ponto de vista humano pode parecer terrível, perigoso e até trágico, já que todos os fundamentos da sua sociedade começarão a desmoronar, o que significa sua vida habitual.

Uma Nova Realidade entrará em seu mundo tão rapidamente que nem todos podem superar a barreira psicológica que separa a Vida Antiga e Nova.

E você precisa estar preparado para o fato de que muitas pessoas começarão a sair do plano terrestre, impulsionadas pelo medo dessas mudanças.

Mas essas Almas brilhantes, que estão conscientes do que está acontecendo na Terra, aqueles que há muito e persistentemente preparadas para a Transição, aceitarão essas mudanças com Joy, pois entendem que, sem elas, é impossível atravessar a fronteira tão aguardada separando O mundo tridimensional do mundo da Quinta Dimensão.

Em que estas mudanças consistem?

Em primeiro lugar, como resultado da mudança nos contornos dos continentes e, portanto, da destruição das fronteiras entre os países da Terra, algum caos e confusão associados ao pânico e ao medo das pessoas, que perderam suas casas e são cortadas do seu habitual vida, reinará por um tempo.

Isso continuará até que as organizações internacionais competentes assumam o controle da situação e comecem a trabalhar de forma sistemática para melhorar os territórios, que sofreram desastres naturais e pessoas reassentadas, que perderam suas casas em países, prontos para recebê-las e providenciar habitação.

Em segundo lugar, o sistema financeiro colapsado dará lugar a uma Lei do Novo Mundo, com base em uma distribuição equitativa de fundos, ao invés de uma apropriação gananciosa de toda a riqueza do mundo por um monte de oligarcas financeiras que detêm todos os ativos bancários em suas mãos.

Em terceiro lugar, o poder político em muitos países do mundo sofrerá mudanças radicais, e na cabeça dos países serão pessoas com o novo pensamento, conscientes de que a Terra entrou em uma nova fase de seu desenvolvimento.

Em quarto lugar, uma redistribuição massiva de recursos naturais começará de acordo com as necessidades das pessoas, já que Todos vocês são cidadãos iguais de seu planeta.

Tudo isso será possível devido ao fato de que o nível de vibração das pessoas começará a aumentar rapidamente, senão eles simplesmente não poderão sobreviver no solo, completamente incluídos no espaço da Quinta Dimensão.

Este tempo maravilhoso realmente está chegando, nossos amados, e queremos que você esteja pronto para isso.

Seguimos de perto os eventos no terreno e sempre gostaremos de lhe dar qualquer ajuda da nossa parte.

Ashtar Sheran falou com você em nome da Federação Galáctica de Luz

Recebido por Marta em 9 de novembro de 2017.

Fonte: http://vozrojdeniesveta.com/gryadushhie-peremeny/

mais Ashtar

Via: http://beforeitsnews.com/


 

Postagens Relacionadas:

A Elite Global illuminati não sobreviverá na Transição com a chegada de Nibiru

Novo céu e Nova Terra e o fim do Cristianismo para uma Nova Era

O Astro Intruso segundo o espírito Ramatís

A Era do Espírito e da Verdade

A Grande Transição Planetária e o Espiritismo

A Transição Planetária por completa até 2036

0
0
Share:

“Arca de Gabriel”– Uma arma de Deus encontrada em templo Islã

arca-de-gabriel

A arca de Gabriel, um artefato milenar, oculto e protegido sob as fundações do templo mais importante do Islã, resgatado pelos Russos e levado as pressas para a Antartida, seria este artefato, algum tipo de arma alienígena?

A Arca de Gabriel

Um relatório que Sorcha Faal (Faal é pensado para ser o nome de caneta usado por David Booth, que opera o "What Does It Mean" website) produziu por reivindicações do Ministério da Defesa russo (MOD) que tem circulado em torno do Kremlin. Este relatório afirma que dois satélites das Forças Aeroespaciais foram utilizados para a proteção do navio de pesquisa militar da Federação Russa, almirante Vladimisky, que deixou o porto da Arábia Saudita de Jeddah em 2015, aparentemente levando consigo um misterioso objeto chamado " Arca de Gabriel "

arca-gabriel-navio-russo-Almirante-Vladimisky

De acordo com o relatório, Putin considerou esse objetivo tão importante que ele convocou navios de guerra navais, incluindo o cruzador de mísseis guiados Varyag, o destruidor da classe Sovremennyy, Bystry, Boris Butoma, o poderoso reboque de salvamento Alatau para acompanhar a Almirante Vladimisky no oceano do sul que fornece a proteção enquanto navegou ao Antarctica. Claramente a "Arca de Gabriel" tem enorme significado para o Presidente russo e para a Igreja Ortodoxa Russa.

O navio almirante Vladimisky de investigação começou esta missão top secret em 6 de novembro de 2015, quando ele partiu de Kronstadt na primeira expedição da Antártida da Federação Russa em 33 anos. Retornou em abril de 2016.

anjos-caidos-patriarca-Kirill

O MOD russo disse que o objeto colocado a bordo do navio possuía "Crítico militar-religioso" significado!

Este projeto militar começou em 25 de setembro de 2015, quando os representantes do Custodiante das duas Mesquitas Sagradas em Meca, na Arábia Saudita, contactaram Sua Santidade o Patriarca Kirill de Moscou sobre o antigo "dispositivo ou arma" que foi descoberto sob a Mesquita Masjid al-Haram (Grande Mesquita ) Durante um projeto de construção iniciado em 2014 (veja imagem na parte superior). Aparentemente, os sauditas estavam muito nervosos para mover este objeto desconhecido por eles mesmos, daí eles pediram ajuda russa. Além disso, o trabalho de construção estava sob a mais importante mesquita islâmica do mundo.

arca-gabriel-templo-isla

Este misterioso "dispositivo ou arma" foi descoberto em 11 de setembro de 2015 por um grupo de 15 homens, que, na tentativa de remover este misterioso "dispositivo ou arma", foram mortos instantaneamente por uma enorme emissão de plasma. A expulsão de plasma do solo foi tão poderosa que derrubou um guindaste de construção matando, pelo menos, mais 111 pessoas na área circundante. Como cobertura, os sauditas alegaram que os ventos fortes derrubaram o guindaste sobre matar muçulmanos que freqüentavam serviços de oração em Meca.

Uma segunda tentativa de remover este misterioso "Dispositivo ou arma" Foi feita no dia 24 de setembro. Isto provocou outro lançamento de plasma que matou mais de 2.000 pessoas e dezenas de milhares de pessoas correram em pânico. As autoridades sauditas culparam essas mortes em pânico humano causando uma debandada.

Abaixo, uma foto da descarga elétrica ou de plasma no canteiro de obras.

raio-plasma-arma-alienigena

 guindaste-acidentado-templo-isla

Após o segundo número de mortes catastróficas, seu santo Patriarca Kirill foi contatado pelos emissários da Grande Mesquita.

A Igreja Ortodoxa Russa possui um dos mais antigos manuscritos islâmicos. Foi salvo dos cruzados católicos romanos em 1204 dC, quando os católicos saquearam a Igreja da Sagrada Sabedoria, que os muçulmanos renomeado Hagia Sophia, em Constantinopla, hoje Istambul, Turquia. O manuscrito foi intitulado " Gabriel instruções para Muhammad ".

O relatório russo explica algo que é praticamente desconhecido no Ocidente, o fato de que as Cruzadas Católicas Romanas não eram apenas contra a expansão do Islã, mas também contra aqueles que praticavam a fé ortodoxa russa. É por isso que, durante as cruzadas, a Igreja Ortodoxa Russa não só protegeu suas próprias bibliotecas religiosas, mas também as que pertencem aos muçulmanos da destruição.

O conteúdo deste antigo manuscrito islâmico, que tem um intrigante título de " Instruções de Gabriel a Muhammad", foi alegadamente dado a Maomé pelo Anjo Gabriel numa caverna chamada Hira, situada na montanha chamada Jabal an-Nour, perto de Meca. A Arca de Gabriel foi confiada aos cuidados de Maomé. Esta "arca" possui imenso poder satânico. Muhammad foi proibido de usá-lo porque Gabriel alegou que pertencia a Deus apenas. Gabriel disse que iria ser enterrado em um santuário no "lugar de culto que os Anjos usaram antes da criação do homem" em Meca até sua descoberta futura nos dias de Yawm al-Qīyamah, ou Qiyama, o que significa literalmente "Dia da Ressurreição" .

O Dia da Ressurreição

dia-ressurreição-isla

O Dia da Ressurreição é um apocalipse islâmico ou um fim do mundo.

O que a misteriosa Arca poderia liberar na Terra?

O relatório russo do MOD quase não menciona as conversas realizadas entre Sua Santidade o Patriarca Kirill e os emissários da Grande Mesquita em relação à misteriosa "Arca de Gabriel". No entanto, o que claramente reconhece é que, quando o Presidente Putin foi informado pela primeira vez desta grave situação, em 27 de setembro de 2015, Putin imediatamente contactou os seus superiores militares e ordenou a missão para a Antártida.

Observe também que 3 dias depois, no dia 30 de setembro, a Força Aérea russa começou a bombardear alvos ISIS na Síria. Isso poderia ter sido uma distração para afastar o mundo do que está acontecendo com o transporte da Arca de Gabriel?

Esta história me lembra muito do filme "Raiders of the Lost Ark". No filme, os nazistas aproveitam a antiga Arca da Aliança, que, quando aberta, liberou um mundo de inferno, matando todo ser humano em seu caminho.

Poderia a atividade na Antártida ser a principal razão aparências de UFOs estão dobrando em números !?

Fonte: http://grassrootconservative.blogspot.com.br/


Postagens Relacionadas:

O uso de Armas de procedência alienígena nos anais bíblicos e nas histórias de outros povos

Mohenjo Daro, o local da batalha dos Deuses Alienígenas Anunnaki

Pentágono pode ter usado Arma Cinética contra Tianjin, para evitar Colapso Financeiro Americano ?

Jair Bolsonaro ou Lula para presidente do Brasil ? (Eleiçõe 2018)

0
0
Share:

Shambala (Agartha) segundo os Puranas hindus

 sociedades-Shambala

Os Puranas fazem vários comentários em relação ao fato de a Terra ser oca que não deveriam ser considerados levianos. Ainda que sejam superficiais, deve-se reconhecer seu impacto. Um desses comentários sobre o avatar Kalki afirma que, no final da era de Kali, Kalki nascerá na melhor de todas as famílias brâmanes da cidade de Shambala e que aniquilará os seres humanos degradados que restarem na superfície do planeta. Em seguida, a versão geral dos Puranas continua dizendo que os seres humanos subirão à superfície do planeta para recolonizá-lo e reiniciar a cultura védica. Vale notar que os Puranas mencionam Shambala como sendo uma cidade localizada no interior do planeta. Shambala não é considerada uma cidade do interior da Terra só nos Puranas, mas também na memória coletiva do Tibet.

Terra oca e os Puranas hindus

Outra narrativa dos Puranas que comenta diretamente sobre a porção oca da Terra se relaciona ao avatar Parasurama, e se encontra no Nono Canto, Capítulo 16, Textos 19 - 21, do Bhagavatam. O 19º texto diz que Ele entrou em confronto com a casta dos guerreiros 21 vezes e livrou a superfície da Terra de todos eles. A palavra usada para indicar a face da Terra foi Prithivim.

Em seguida, o texto explica que Parasurama distribuiu os oito pontos cardeais para certos rishis. Isso só tem sentido na medida em que Ele parecia estar desgostoso com a casta dos guerreiros. É claro que, por serem membros da casta sacerdotal, os rishis são diferentes dos guerreiros, sendo tolerantes, intelectuais, praticantes da bondade, etc..

Depois de mencionar os oito pontos cardeais e os rishis que obtiveram domínio sobre essas regiões, encontramos menção a "madhyayatah", ou seja, a região do meio (interior); o Bhagavat Purana diz que a região do meio foi distribuída a Kashyapa Rishi. Assim, adotando uma narração descritiva, e depois de mencionar a superfície ou a “face” do mundo, o Bhagavat Purana segue praticamente num só fôlego mencionando a porção do meio da Terra.

Tanto a terminologia usada como o roteiro da narrativa a respeito do avatar Parasurama favorece diretamente a Teoria da Terra Oca.

Os Puranas contam ainda outra história famosa que menciona abertamente a porção oca da Terra. Trata-se da história dos filhos de Maharaj Sagara. Indra havia roubado o cavalo destinado ao sacrifício ashvamedha (um tipo de sacrifício de fogo). Segundo a história, seus filhos saíram em busca do cavalo e chegaram a um oceano ao Norte pelo qual navegaram até adentrar as “entranhas” da Terra. Lá dentro, no eremitério de Kapila Rishi, eles acabaram encontrando o cavalo. Ainda que o rishi tivesse jurado que não roubara o cavalo, os filhos de Sagara o maltrataram. O que podemos concluir desta história?

Bem, primeiro podemos concluir que os filhos de Maharaj Sagara eram um bando verdadeiramente rude por terem maltratado o rishi! Entretanto, observando mais seriamente, percebe-se a correspondência existente com as indicações a respeito da existência de aberturas próximas das áreas polares do nosso planeta obtidas pelos investigadores da Terra oca (sendo que estes suportam suas alegações com várias evidências). Isso explicaria ter de se atravessar um oceano ao Norte para entrar no interior do planeta.

terra-oca-vedas

Bhagavat Purana não se detém em descrições muito detalhadas como ocorre com outros Puranas; o Bhagavatapenas afirma que os filhos de Sagara seguiram no rumo nordeste. Mas mesmo esta afirmativa parece confirmar a localização da abertura segundo os investigadores da Terra oca, que a situam a Norte e Leste da península russa de Severnaya Zemlya. É interessante notar que para atingir esta região a partir da Índia a pessoa teria de viajar no rumo Nordeste!

Há outro ponto digno de menção que podemos garimpar nesta narrativa: a cultura védica floresceu na Terra oca a tal ponto que o próprio Kapila Rishi chegou a manter seu eremitério por lá. Isso vem de encontro às descrições apresentadas por Olaf Jansen, o jovem norueguês que revelou ter passado pela abertura navegando com o pai no veleiro dele. Olaf descreveu ter encontrado uma sociedade humana que mostra correspondência com as descrições dos Puranas de antes do início da Kali Yuga. Ele descreveu seres humanos com cerca de 4 a 5 metros de altura que viviam por aproximadamente 1.000 anos, tinham memória fotográfica, falavam sânscrito e adoravam o sol interior.

terra-oca-Jansens

Contudo, surge aqui uma pergunta óbvia: por que então os Puranas não falam diretamente a respeito da Terra oca?

Lembremos que estes Puranas foram escritos no limiar de duas yugas, antes que o esquecimento e a ignorância característicos da Kali Yuga começassem a se manifestar. Talvez essa seja a razão porque os Puranas falam da Terra oca como se assumissem que as pessoas naturalmente compreendem.

A evidência dos Puranas é de grande interesse para os adeptos da Teoria da Terra Oca; constitui-se num marco adicional ao corpo de evidências sobre a Terra oca. É interessante observar que as lendas tibetanas a respeito da Terra oca foram popularizadas entre os proponentes da teoria há já muito tempo, até mesmo culminando, na década de 30, na produção de um filme de longa metragem intitulado “Shangri La”, o qual foi refilmado nos anos 70. Talvez isso tenha acontecido devido ao impacto do livro “Shambala” escrito por Nicholas Roerich e publicado em 1930. Ele esteve no Tibet e relatou em seu livro o rico folclore relacionado à Terra oca, mencionando as cidades de Shambala, Shangri La, e o reino de Agharta. É muito provável que as lendas tibetanas sobre a Terra oca tenham se conservado melhor devido aos túneis que, segundo consta, ligam Agharta ao Tibet – é possível que seja por isso que os tibetanos tenham ficado sob a influência da Terra oca por um período de tempo mais longo.

Fonte: www.holloworbs.com


Postagens Relacioandas:

Área 51 e os túneis para o interior da Terra Oca (Agharta)

Há um outro Sol e Civilização Humana no interior da Terra (Agartha)?

Argos a civilização do interior oco da terra

A Lua é oca e possivelmente uma Grande Nave Espacial Extraterrestre antiga

0
0
Share:

Traduza o blog

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Pesquisar neste blog

Nova Era

''Queiram ou não queiram os homens, com o tempo a verdade se fará nos quatro cantos da terra''
(Razin-Guia Espiritual)

Popular Posts

Labels

Arquivo do blog

Feed

Globais
Flag Counter
Destaques Bíblicos