Digite seu E-mail:

Assine o Feed

O Fim da era cristã e do Império das Trevas segundo as contagens bíblicas

fim-do-mundo-e-a-bíblia

O Fim da era cristã

Apesar de muitos afirmarem que a bíblia não possui em si linhas de apoio onde o calculo baseado em datas pode se apoiar, pois seriam apenas meras ilusões baseado nas palavras de Jesus em que aquele dia só conhece o pai.

Posso afirmar que a bíblia na realidade trata de fim de períodos, ciclos e tempos, e na verdade ela possui sim pontos de apoio ás datas e se não fosse assim, teríamos que a catalogá-las, como simples obras de mera ficção, pois trezentos anos depois teríamos crentes e fiéis, acreditando ainda no apocalipse estando por vir, sem levar em conta os dados históricos e a lógica, comumente como já faz algumas religiões.

Fim dos Períodos Bíblicos

Temos a era judaíca e a era cristã, que na lógica cada uma possui um legado de 1800 anos mais ou menos.

O ponto de separação entre estas duas é o nascimento de Cristo, ou tempo zero.

O fim do mundo judaíco representa o fim de período e uma hegêmonia, aquele que Jesus referia, ou seja o inicio do reino de Deus sobre a terra. (Marcos 9:1) e (Lucas 21:32).

- Para entender a (1º Ressurreição) clique aqui

A primeira ressurreição ocorre em Jesus com sua vinda, mais a segunda ressurreição ocorre 1800 anos depois, As profecias do profeta Daniel adentra a era cristã, assim como o livro de Apocalipse, que adentra para muito mais além desta era.

fim dos tempo e era cristã e judaica

O segundo mundo, representa aquela nação (Mateus 21:43), a qual se daria o reino de Deus (Roma) sede do mundo pagão e não um fim literal, mais simbólico que representava a sua autoridade sobre todas as nações.

A segunda ressurreição está descrita nas profecias finais de Daniel (Dn 12:2), e agora vamos entender seu teor histórico.

- Mais quando o que podemos tomar como base para solucionar esta época ?

E assim Daniel querendo entender quando ocorreria aquele fato pergunta (Dn 12:06), e o anjo diz claramente.

Onde ele afirma que depois de;

“tempo, tempos e metade do tempo, e quando tiverem acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas” (Dn 12:7)

O “tempo, tempos e metade do tempo” representa na lingua simbólica da bíblia 42 meses que é definido por 1260 dias, que na realidade representa anos (Ezequiel 4:6).

Estes 1260 dias, são os mesmo descritos no livro de João em que a mulher (igreja primitiva) é confinada no deserto longe dos olhos do DRAGÃO (igreja Romana). (Apocalipse 12:14).

Ou seja: representa os 1260 anos que a igreja Romana deteve o poder pela usurpação da igreja de cristo.

periodo dos apocalipses

Os mesmo 1260 anos em que as duas profecias (O velho e o novo testamento) profetizariam vestidas de sacos (enclausuradas) ou seja restrita somente ao clérigo PAPAL.

O início da atividade PAPAL se deu em 538, mais 1260 anos, que corresponde á 1790 como o fim dessa Hegemonia.

Mais DANIEL nos dá outras referências;

(Dn 12:11)

538+1290 = 1828

(Dn 12:12)

538+1335= 1873

- Então teríamos aqui nesta ultima referência o fim da ERA CRISTÃ.

70 semanas de Daniel e o Santuário

Temos outras referências que confirmam estas datas, vamos ver:

As setentas semanas de Daniel, enserram na época de Jesus e tendo como ele o principal personagem da redenção de Israel.

E os a purificação do santuario, se findam na época da segunda ressurreição.

era judaica e era cristã

70 semanas = 490

A contagem se inicia desde a ordem para restaurar Jerusalém em 457 a.C, então temos.

457-490= 33 DC

- Na época do inicio da divulgação da mensagem cristã, mais para purificar o santuário precisaria de 2300 anos que chegamos a data de : 1843 DC.

Como vemos seria impossível perante estas referências de Daniel encontrar uma um coincidência perfeita, pois nem mesmo o nosso calendário pode-se dar exemplos quando deixamos em evidência os anos bissextos e as diferenças do calendário judaico que usava as referências lunares.

Mais temos uma base, que é a data final estipuladas por Daniel á 1873 épocas de grandes transformações na humanidade, pela interação da liberdade plena com muitas descobertas nas artes e ciências.

Foi nesta época em que milhares de movimentos revolucionários foram exercidos em contra partida da mentalidade retrograda e ditadoura de muitas instituições religiosas arcaicas, em que a mente dos santos não se poderia conter.

Pois foram muitos deles que desceram já maduros e evoluidos para traser mais conhecimentos e desbravar o espírito da ignorância do meio da sociedade onde encarnariam.

O Império das Trevas ou Caixa de Pandora

demônios e forças trevas

Os períodos que correspondem á “Fim dos Tempos” são marcados por sinais caracteristicos próprios, que o próprio Jesus dogmatizou em seu sermão, tais como: o crescimento da iniquidade, proliferação do caus, aparecimento de falsos profetas e outros mais. Representando uma época onde a negligência moral se faz muito presente, e por causa do liberalismo sexual pelos instintos animais desenfreados, um grande numero de natalidades sem controle é percebido, facilitando o processo de saturação do planeta e suas terríveis conseqüências diretas e indiretas.

O plano espiritual na tentativa de sanar este equilíbrio permite assim os processos de reencarnações forçadas, onde espíritos primitivos aprisionados são libertos de suas prisões, e passam a encarnar em meio a sociedade, dando vazão aos seus instintos criminosos e selvagens, acelerando ainda mais o processo de degeneração da sociedade. ver (Apocalipse 20:03).

Suas encarnações são as ultimas oportunidades no solo terrestre e após a volta ao plano espiritual passam exercer seus planos nefastos de vingança sobre a sociedade através das obsessões complexas na população geralmente por vingança.

Por isso esses períodos representam uma prova final para muitos.

“Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.” (Apocalipse 22:11)

Os piores destes espíritos encarnaram na época da segunda guerra, e agora esse processo se encontra em fase final, sendo que grande parte destes espíritos já estão sendo banidos para outros mundos inferiores.

Mais muitos deles ainda estão ainda encarnados e ministrando seus poderes em muitas lideranças, e sobre o código dos símbolos bíblicos encontramos uma grande mensagem de esperança ao momento desta transformação da humanidade, para um novo alvorecer de luz e paz.

“Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias. (Daniel 12:12)

“Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.” (Apocalipse 12:12)

- Lembra da justiça do 144 que é o múltiplo de 12x12, olhem essas duas referências de dois apocalipses (Daniel 12:12 e Apocalipse 12:12), apesar de possuirem valores históricos diferentes, mais em si ambas representam caracteristicas de epocas de transformações ou apocalipticas.

Portanto não podemos deixar de perceber que vivemos um grande momento, e porque tantas mensagens mediúnicas tanto afirmam que milhares destes espíritos satânicos estão tão desesperados, e tentam fazer de tudo para que a terra não avance para sua nova etapa na evolução.

A Era do Espírito

jesus o espirito santo

Para concluir da trindade das revelações e dar seguimento ao propósito divino, com o fim da era cristã, que não representa o fim cristianismo, mais sim de uma era onde as verdades sagradas estavam sob a hedge de instituições humanas que por interesses não tinham a intenção em divulgá-la, para manter seus controles perante o psiquismo humano.

A era do espírito representa a purificação do santuário “Universal” onde as verdades sagradas seriam reveladas e o espírito de liberdade para aqueles que assim desejavam viver, seria o ápice das revelações de uma nova vida cristã.

era cristã e a era do espirito

Para nós espíritas, ela representou a revelação espírita restaurando o cristianismo puro e primitivo que foi ocultado por estas instituições e que agora se faria presente para aqueles que sentiam a falta dessas verdades em suas consciências, pelas mãos de Allan Kardec.

Pelo conhecimento da reencarnação e da imortalidade da alma, bem como do retorno aos verdadeiros padrões dos dons espirituais pela mediunidade, e da concientização do retorno a vida corpórea para o resgate de suas faltas, e de suas responsabilidades para como o próximo, a si e ao mundo como cidadão da grande família universal.

As Três medidas do Senhor

O fim daquele mundo não deve ser considerado como o inicio da era cristã, pois temos que levar em consideração alguns fatores, Jesus nos deixou uma pista sobre o que considero como a justiça dos 144.

O numero 12 em si representa perfeição na cabala, e sua multiplicação por doze que é 144 que dá uma ênfase, simbolizando a plenitude ou conclusão como assim podemos entender.

“ A que compararei o reino de Deus?

É semelhante ao fermento que uma mulher, tomando-o, escondeu em três medidas de farinha, até que tudo levedou.” (Lucas 13:20-21)

- Essas três medidas podem ser entendidas como as três guerras judaicas romanas que ocorreu naquele tempo, para liberta Jerusalém da força estrangeira, e que culminou no ano 135 com o fim total daquele mundo.

Tomando com base o nascimento de Jesus e levando em conta que estes dias seriam abreviados (Mateus 24:22), temos a referência de 144 anos para a conclusão que foi resumida em 135 anos.

Jerusalém se tornou uma terra pagã segundo a ordem do imperador Adriano, com ídolos e a proibição da leitura do torah naquele lugar ao mínimo dos religiosos que restou, e que foram chacinados tempos depois.

espiritismo cristão

A Era cristã como já foi exposta termina em 1873 e se adicionarmos essas mesmas três medidas de plenitude numa referência de 144 anos temos o ano de 2017 e quer queiram o não também pode ser abreviado.

Não estou aqui impondo alguma certeza, é apenas uma suposta suposição de referências que notei e nem querendo fazer uma indução a data de 2012, tanto que seria até impossível concluir um coincidência exata, mais talves exista sim alguma relação nisso com estas referências, e que cada um tire suas conclusões.

Outro fator interessante é que em meio a este periodo de conclusão dos 144 anos da era cristã á qual estamos vivendo, já tivemos duas grande guerras, e poderiamos entender está ultimas medida com a tão falada terceira guerra mundial, pois na época de Jesus foi tudo cumprido num lugar isolado, mais agora é todo o planeta sob a edge desta possível justiça !

Agora quando e como será o fim deste mundo antigo, somente podemos concluir como de costume, que somente o pai celeste sabe !

Coincidências Proféticas

O interessante é que uma apóstola Neuza Itioka apóstola brasileira afirma que Jesus voltará entre 2017 e 2018, Neuza é Bacharel em Teologia (Faculdade Metodista Livre), formada em Pedagogia pela USP e doutora em Missiologia pelo Seminário Teológico Fuller.

William Tapley auto-intitula-se como Co-Profeta do Final dos Tempos e também como 3ª Águia do Apocalipse. Ele diz que a sua chegada como profeta foi prevista na Bíblia, e o fim do mundo para 2017.

Os judeus messíânicos acreditam piamente na redenção de Israel e na volta do Messías também para 2017.

Porém, de acordo com a revelação do Espírito Humberto de Campos, transmitida por Chico Xavier em 1937, no cap. 15 do livro Crônicas de Além-Túmulo. 2012 já passou, ou seja, já estamos em 2017, pois a contagem no mundo astral difere do terreno.

Seriam em sí só coincidências, reflitam ?

Autor: Valter J. Amorim


Postagens Relativas:

Os “Últimos dias” e o que diz a Bíblia realmente !

A Visão Espírita Sobre a Besta do Apocalipse

A Grande Tribulação e Seu Sentido Histórico e Espiritual

As Obsessões e Suas Mais Variadas Faces

3 comentários:
  1. Voces ficam totalmente cegos apenas para atacar a IGREJA DE CRISTO A Católica apostólica romana.

    ResponderExcluir
  2. O era cristã terminará com a ascensão do Isla. Destruímos nossas bases civilizacionais, seremos simplesmente absorvidos pela Civilização Muçulmana.

    ResponderExcluir
  3. Flávia Tavares, Jesus nunca fundou nem igreja e religião nenhuma, o que Jesus fez foi trazer justiça, conhecimento, liberdade, amor, vida eterna para que crêem verdadeiramente dele e a Igreja Católica foi fundada durante o Império Romano de Constantino nos anos 350 DC e a mesma distorceu os ensinamentos do Cristo para atender os interesses econômicos de Roma.

    ResponderExcluir

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !