Digite seu E-mail:

Assine o Feed

O Reino de Deus e o seu Tempo

O que é na verdade o Reino dos Deus?

O que é na verdade esta utopia daqueles que crêem num Deus soberano de paz, amor e justiça?

reino de deus nos céus

Seria um reino paradisíaco nos céus onde os santos estão confundidos e unidos entre si, não tendo nenhuma preocupação, além de louvar e cantar cânticos ao criador?

Mais se na verdade fossemos afirmar que este Reino de Deus, possui seu tempo determinado de florir sobre a face da humanidade, e que simbolicamente nunca representou assim um estado tão perfeito sobre o ponto de vista simbólico bíblico, assim como muitos imaginam, será que muitos acreditariam?

Os Símbolos Cristãos

O judaísmo possuía e possui seus símbolos sagrados, que foram usados no contexto da história cristã, mais também pelas próprias oligarquias celestes nas novas revelações.

reino dos céus

O cristianismo como seu fundador Jesus, foi iniciado por ele mesmo alguns novos símbolos que teria assim um fator determinante na fé dos eleitos.

O Reino de Deus foi um destes e que apesar de sua imagem transcendental, figurando num reino celeste e espiritual, também possuía um fator na questão dos símbolos e que só alguns iniciados naquele tempo conseguiriam entender.

O Reino dos Deus na terra, representava a direção espiritual e regional de uma nação guiada pelas revelações divinas. ao qual tinha o poder de regeneração os homens para a vida transcendental.

Assim como um dia a nação Judia teve esse papel importante para com estas revelações num contexto atual naquele determinado tempo da história humana, segundo as palavras de Jesus.

Só que infelizmente estava em sua época, sobe a direção de homens com suas índoles  morais ainda em aperfeiçoamento onde o mal ainda atuava, não poderia se dar toda um complexabilidade das lei divinas, e teria que sucumbir, não por causa das suas crenças, mais sim por causa das limitações humanas.

Esta nação se corrompeu muitas vezes, se desviando dos princípios divinos para a decadência gerando a corrupção espiritual e política da nação.

E já na época de Jesus ele mesmo afirmou:

“Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.”  (Mateus 21:43)

- Portanto foi o que ocorreu, pois Roma uma nação soberana seria símbolo deste novo reino na terra, que simbolizou a igreja romana sob a edge do evangelho.

E sobre o cunho de seu poder dominador antes da criação da igreja, Roma invade Jerusalém e destrói todas as bases política e religiosa daquela nação. Um fim que Jesus profetizou e que infelizmente até hoje é visto como uma profecia futurista de fim do mundo global.

a figueira e o reino de deus

Como o próprio judaísmo, Roma sede do mundo pagão também fecharam – se os olhos para as luzes que vieram do alto, e se corromperam por suas inferioridades políticas, e morais, limitando a liberdade espiritual dos homens, e por fim a igreja romana possuía apenas uma essência de dominação e controle das consciências.

Os dois Fins e as duas Ressurreição:

A Bíblia e os Evangelhos se referiram á dois fins de períodos, conhecido também como a primeira ressurreição que representava o fim total da oligarquia judaica até o ano 135 dc, que deveria ocorrer em sua geração (ver : Lucas 21:32).

E o segundo fim que é descrito no livro do profeta Daniel, que ocorre no fim período estipulado por Deus, para que o sucessor ao Reino de Deus pós Israel, domine sobre o mundo por tempo determinado, e que se dá como se referia as profecias 1800 anos depois .

“.. Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira; pois isso pertence ao tempo determinado do fim.” (Daniel 8:19)

- A linha cronológica das revelações dadas a Daniel se refere aos reinos que se dariam no decorrer do tempo da história humana, caracterizadas por Reinos simbolizados por animais ou bestas.

E neste contexto vemos: Babilônia, Pérsia, Grécia, e finalmente Roma, que teria seu fim simbólico 1800 anos depois de sua ascensão e que se cumpriu como determinado.

Pois assim disse a profecia:

“…..e se levantará contra o Príncipe dos príncipes, mas sem mão será quebrado. (Daniel 8:25)

reino do pai

Um Novo Tempo:

Estamos aos pés de um novo período, onde o correto Reino de Deus, se mostra cada dia, mais presente nos corações dos homens, que sentem a falta do amor incondicional, universal e da verdade em todas as manifestações da vida.

Se Deus fosse somente a força atuante e direta em toda a sociedade, não haveria necessidades de enviar Jesus e muitos outros avatares, para esclarecer e despertar os homens.

O Reino de Deus deve ser também erguido por nós, sob a hedge dos puros pensamentos e das verdadeiras relações. Se o reino de Deus fosse somente para ele, poderíamos esperar o tempo passar sem fazer nada por isso, pois de uma forma ou outra tudo ocorreria.

A espiritualidade maior não nos mostra as coisas assim, e viver achando que somos apenas meros mortais destinados apenas a servir de instrumentos vivos á exaltação do criador, é se fazer omisso ás obrigações morais e humanas a que todos estamos responsabilizados, pois a época já chegou.

Comentário Aquarius:

Jesus disse a Nicodemos:

“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.” (João 3:5).

- Seria um absurdo afirmar que Jesus sobre o ponto de vista messiânico de renovação que praticamente aboliu os rituais, criar-se-ia novos, como no caso do batismo sobre a imersão nas águas.

Sobre o ponto de vista espírita, Jesus não faz alusão ao batismo, mais sim a reencarnação futura de Nicodemos.

O nascer de novo, representa dois símbolos pela renovação, não somente em águas que tinha um fator de purificação e renovação moral numa nova mentalidade(cristã), como a nova vida já nesta nova mentalidade pela reencarnação.

O reino de Deus que referia Jesus, era a nova fase que seria iniciada pela Roma cristã e sendo Nicodemos já de idade, não poderia ver esta vitória, senão numa futura encarnação, nesta nova fase da humanidade, simbolizando a vitória de Deus sobre os predomínios oligárquicos seculares do judaísmo.

Autor : Valter J.Amorim


Postagens Relacionadas :

Os Últimos dias e o que diz a Bíblia realmente !

2012 e o Fim da Era Cristã e do Império das Trevas Segundo os Códigos Bíblicos

A Visão Espírita Sobre a Besta do Apocalipse

A Grande Tribulação e Seu Sentido Histórico e Espiritual

Os Vários Fim do Mundo Durante os Séculos

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !