Digite seu E-mail:

Assine o Feed

As obras da Codificação Espírita

As obras da Codificação

A Codificação Espírita
Obras básicas da doutrina espírita A seguir são apresentados aqueles livros codificados por Allan Kardec, e que consistem nas Obras Básicas do espiritismo. Todo ensinamento e estudo espírita utiliza como base estes livros.

O Livro dos Espíritos

O Livro dos Espíritos, publicado em 1857, apresenta-se na forma de perguntas e respostas dirigidas ao que Kardec defendia serem espíritos, totalizando 1.019 tópicos.

O Que É o Espiritismo

Publicado em 1859, é uma introdução didática sobre a doutrina espírita.

O Livro dos Médiuns

Foi publicado em 1861 e versa sobre o caráter experimental e investigativo do espiritismo, visto como ferramenta teórico-metodológica para se compreender uma "nova ordem de fenômenos", até então jamais considerada pelo conhecimento científico: os fenômenos ditos espíritas ou mediúnicos, que teriam como causa a intervenção de espíritos na realidade física.

Evangelho Segundo o Espiritismo

Publicado em 1864, avalia os evangelhos canônicos sob a óptica da doutrina espírita, tratando com atenção especial a aplicação dos princípios da moral cristã e de questões de ordem religiosa como a prática da adoração, da prece e da caridade.

O Céu e o Inferno 

Foi publicado em 1865 e compõe-se de duas partes: na primeira, Kardec realiza um exame crítico da doutrina católica sobre a transcendência, procurando apontar contradições filosóficas e incoerências com o conhecimento científico superáveis, segundo ele, mediante o paradigma espírita da fé raciocinada. Na segunda, constam dezenas de diálogos que teriam sido estabelecidos entre Kardec e diversos espíritos, nos quais estes narram as impressões que trazem do além-túmulo.

A Gênese

Foi publicado em 1868 e aborda diversas questões de ordem filosófica e científica, como a criação do universo, a formação dos mundos, o surgimento do espírito, segundo o paradigma espírita de compreensão da realidade.
Doutrina Espírita e Cristianismo Os espiritistas (tradução muito usada durante as primeiras décadas do século XX para o neologismo spirite) ou espíritas, na sua maioria, afirmam-se cristãos e atribuem à Doutrina Espírita o caráter de uma doutrina cristã.
Entretanto, essa associação entre o Espiritismo (Doutrina Espírita)
e o Cristianismo é contestada pelas religiões de matriz judaico-cristãs, sob a alegação de que, embora partilhe de valores cristãos, a rejeição espírita a diversos postulados bíblicos e teológicos preconizados pelas igrejas cristãs dominantes inviabilizaria a conceituação do espiritismo como "cristão".

Postagens Relacionadas:

A Dogmatização do Espiritismo

O Evangelho no Lar

O Caráter do Espiritismo

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !