Jesus, por Sathya Sai Baba≋Aquárius 2036
Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Jesus, por Sathya Sai Baba

jesus-por-sai-baba

O nome original de Jesus

"Jesus foi reverenciado pela população como Cristo, por não acharem em Seus pensamentos, palavras e atos nenhum traço de ego. Ele não possuía inveja ou aversão, e era cheio de amor e caridade, humildade e simpatia. O nome original de Jesus era 'Isa' que, quando repetido, é Sai. Ambos 'Isa' e 'Sai', significam Ishvara, Deus, o Eterno Absoluto, o Sat-Chit-Ananda. No manuscrito tibetano no monastério, onde Isa passou alguns anos, Seu nome é escrito como 'ISSA', que significa o Senhor de todas as coisas".

Sai Baba, Vol. X. discourse on 25-12-78 . p. 231

Significado de Jesus

"No Cristianismo, o termo 'Esu' (Jesus) é usado para descrever Cristo. Esse termo também significa a unidade da Divindade. O significado interno do termo 'Esu' é o reconhecimento da Divindade Una em todos os seres".

Sai Baba, SS, ~ 1/92'. p.2 "Jesus is truth." Sai Baba, SS. 1/99, p. 6

Sathya-Sai-Baba-fala-de-jesus

Lugar de Nascimento de Jesus Cristo

'Há Dois mil anos atrás, na Palestina, uma província do Império Romano, havia Judeus praticando o Judaísmo. Os Judeus acreditavam em um Deus chamado 'Yehovah'. Eles criam que Deus mandaria um messias para o povo de Israel. Jerusalém era a cidade sagrada dos Judeus e continuou a ser até mesmo sob o comando dos Romanos. Essa foi a época em que Jesus nasceu."

Sai Baba. SS, 1/92, p. 3

Visita dos Três Reis para ver Cristo em Seu Nascimento.

"É dito que quando Jesus nasceu numa manjedoura, três reis foram guiados por uma estrela até o lugar do nascimento de Jesus. Na verdade, eles não eram reis, mas três pastores. Um deles, vendo o menino Jesus observou: 'Essa criança amará a Deus'. Um segundo disse: ' Não. Deus o amará.' O terceiro disse: 'Em verdade, ele mesmo é Deus.'

O verdadeiro significado dessas três afirmações é: Amar a Deus é ser Seu mensageiro. Ser amado por Deus é ser um filho de Deus. É como Jesus disse: 'Eu e meu Pai somos um'. Desta maneira, todas as pessoas são mensageiras de Deus. Isso significa que elas devem divinizar a si mesmas. Quando podem os homens chamar a si mesmos de 'filhos de Deus'? Reconheça quais puras ações são feitas por Deus, abnegadamente para o bem de todos. Não há traço de interesse próprio Nele. Tudo que o homem faz, fala ou pensa nasce do egoísmo. Os homens podem descrever a si mesmos como 'Filhos de Deus' apenas quando estiverem completamente livres de egoísmo e tiverem se tornado Divinos. Para chamar a si mesmo de 'filho de Deus', você deve manifestar as qualidades do Pai."

Sai Baba, SS. 1/95. p. 4

A Infância de Jesus

"Jesus exemplificou o espírito de serviço social. A inspiração para isso veio de Sua mãe Maria. Desde Sua infância Maria o ensinou boas qualidades como verdade, bondade, compaixão e justiça. No seu 12º ano de vida, Jesus e seus pais foram para um festival em Jerusalém. Na multidão, os pais perderam o rastro de Jesus e o procuraram em todos os lugares. Não o encontrando em lugar algum, Maria sentou sob uma árvore e pediu a Deus para vir e ajudá-la. Naquele momento, um pensamento lampejou em sua mente de que Jesus talvez estivesse em um templo perto dali. Jesus estava lá sentado como um novato no templo e escutando as palavras do sacerdote.

Maria delicadamente correu na direção Dele e o abraçou. 'Filho, que agonia passei por sua causa', ela disse. Jesus disse a  ela: 'Mãe! Por que deveria você ter qualquer medo? Aqueles que acreditarem no mundo terão medos. Mas por que deveria alguém crente em Deus temer? Estou na companhia de meu Pai. O que você teme? Você Me ensinou que Deus é tudo para nós.

Como, então, pode você se preocupar desse jeito?' Jesus aprendeu Suas lições de sua mãe e desenvolveu Sua fé espiritual. Depois de retornarem de Jerusalém, Jesus sentiu que o serviço a Seus pais era Seu dever mais importante, por que Ele devia tudo a eles. Nesse espírito, Ele costumava ajudar seu pai no serviço de carpintaria. Quando José, Seu pai, morreu, ele pediu à Sua mãe permissão para Se dedicar ao serviço aos necessitados e desamparados."

Sai Baba. SS, 1/95. p. 3

Iluminação de Jesus

"Como a maior parte dos buscadores, Jesus primeiro procurou a Divindade no mundo objetivo. Mas ele logo percebeu que o mundo é uma pintura caleidoscópica criada pela imaginação de alguém, e procurou encontrar Deus dentro Dele mesmo. Sua permanência nos monastérios do Himalaia na Kashimira e em outros centros de ascetismo oriental e pesquisa filosófica deram a Ele melhor qualidade de consciência. Da atitude de ser um 'Mensageiro de Deus', ele pôde chamar a si mesmo de 'Filho de Deus'. O elo do relacionamento cresceu.

O 'Eu' não mais era distante da luz ou existência. A luz tornou-se uma parte do 'Eu'. Com o corpo-consciente predominante, Ele era um mensageiro. Com o coração-consciente na ascendência, Ele sentiu grande proximidade e ternura. Então, o elo filho-pai parece natural nesse estágio. Mais tarde com o Atma-consciente estabelecido, Jesus pôde declarar: 'Eu e meu Pai somos um'. Os três estágios podem ser descritos como: 'Eu estava na Luz', 'a Luz estava em mim' e 'Eu sou a Luz', e podem ser comparados a Dwaita (dualismo), Vishishta-adwaita e Adwaita (não-dualismo), estágios descritos como na filosofia Hindu. O estágio final é quando toda a dualidade foi deixada. Essa é a essência de todas as disciplinas religiosas e ensinamentos religiosos.''

Sai Baba, SSS, X, discurso em 25-12-78. P. 231

sai-baba-descreve-jesus

A missão de Jesus

"Jesus foi um Karana-janma, um Mestre nascido com um propósito, a missão de restaurar o amor, caridade e compaixão. Ele não tinha apego ao eu, nem prestou nenhuma atenção à alegria ou tristeza, perda ou ganho. Ele teve um coração que respondeu ao chamado da angústia. Ele pregou pela terra a lição do amor. Sua vida foi uma libação para a elevação espiritual da humanidade".

Sai Baba, Vol. X, discourse on 25-12-78 , p. 230

O Trabalho Espiritual de Jesus

"Jesus anunciou a Si mesmo com um 'Mensageiro de Deus'. Ele passou muitos anos em austeridades para que pudesse derramar compaixão e amor sobre toda a humanidade. Mais tarde, Ele perguntou a Si mesmo: 'Sou apenas um mensageiro, ou sou mais proximamente relacionado a Deus, uma parte de Deus com o Divino como minha essência?' Jesus passou doze anos andando sozinho nos desertos engajado em seu questionamento. No final deste período, Ele retornou à sociedade dos homens e anunciou: 'Eu sou o filho de Deus'. Naquela época, os sacerdotes nos tempos sagrados de Jerusalém haviam se tornado corruptos e comerciantes. Eles se deterioraram em homens orgulhosos e egoístas.

Jesus os condenou e tentou erradicar as práticas maléficas. Todas as formas, aos olhos de Jesus, eram Formas Divinas. Ele não podia tolerar nenhuma ação que não correspondesse a esse estado. Então, quando perguntado pelas pessoas quem Ele era, Ele podia responder: 'Eu e meu Pai somos Um'. Jesus tentou ensinar a Paternidade de Deus e Fraternidade do homem. Homens com mentes tradicionais e egoístas consideraram Jesus um falso profeta e tentaram de várias maneiras frustrar Sua missão. Jesus, entretanto, não hesitou. Enfrentado pela oposição, Ele continuou a ser um exemplo vivo de verdade, e tentou purificar a sociedade."

Sai Baba. SSS. Vol. XI, pp. 11 & 12.

O Ministério de Jesus

Depois de sair de casa, Jesus foi batizado por João. Então por quarenta dias Jesus observou severas austeridades sem comida e bebida. Primeiramente ele considerou a Si mesmo como um 'Mensageiro de Deus'. Depois da penitência, Ele compreendeu que Ele era o 'filho de Deus'. Ele começou Seu ministério com um grupo de pescadores como Seus primeiros discípulos. Ele os ensinou que deveriam primeiro buscar o 'Reino dos Céus'. Para entrar nesse Reino, eles tinham que cultivar corações amorosos. Em seguida seus corações se tornariam o Reino dos Céus. Jesus também declarou a eles: 'Eu e meu Pai somos um'

Sai Baba. SS, 1/95. p. 3

"Amor deve ser manifestado como serviço. Seva (serviço humano) deve tomar a forma de comida aos famintos, conforto aos desamparados, consolação aos doentes e sofredores. Jesus trajou-Se até o fim nesse tipo de Seva".

Sai Baba, SSS, Vol XI, discurso em 25-12-81. p. 225

"Assim como Jesus continuou com Sua pregação e atraiu multidões em direção a ele, alguns dos sacerdotes e autoridades invejaram-se de Sua popularidade. Isso acontece em todos os países. Eles começaram a perseguí-lo e acusá-lo de traição. Jesus, porém, continuou Sua missão de amor e retidão, primeiramente como o mensageiro de Deus, e posteriormente como o filho de Deus".

Sai Baba, SS, 1/89, p. 3

Significado Interno dos Ensinamentos de Jesus dados na Última Ceia:

"Jesus disse que o pão consumido na 'última ceia' era seu corpo, e o vinho era seu sangue. Ele quis dizer que todos os seres viventes de carne e sangue devem ser tratados como Ele mesmo e nenhuma distinção deve ser feita entre amigo ou inimigo, nós ou eles. Todos sustentados pelo pão, cada gota correndo nas veias de cada ser vivo é Dele (Deus), animados pela atividade que o vinho os concedeu. Isso é para se dizer que, cada homem é Divino e deve ser reverenciado como tal".

Sai Baba. SSS, Vol. X. Discurso em 25-12-78. pp. 232 & 233

Crucificação de Jesus

"Eles tentaram um de seus (12) discípulos com 30 moedas de prata, para atraí-lo às suas mãos. As leis Romanas diziam que Jesus tentou declarar ser Rei e poderia ser punido por traição. A insistência deles fez o Governador ordenar a crucificação. Quando os pregos estavam sendo direcionados para fixá-lo na cruz, Jesus ouviu a voz do Pai dizendo,'Toda vida é una. Meu querido filho, seja igual com todos', e Ele rogou para aqueles que O estavam crucificando serem perdoados, por não saberem o que faziam. Jesus sacrificou a Si mesmo por causa da humanidade".

Sai Baba. SSS. Vol. X. discourse on 25-12-78, p. 232

Sacrifício de Jesus Cristo

"As pessoas falam do sacrifício de Jesus como evidência por sua crucificação. Mas Ele foi cercado e chicoteado, e coroado pela multidão que o capturou com a coroa de espinhos, e depois, foi fixado à cruz pelos seus capturadores. Uma pessoa presa e chicoteada pela polícia não pode dizer que sacrificou tudo, por que não é um homem livre. Prestemos atenção ao sacrifício que Jesus fez enquanto esteve livre, por sua própria vontade. Ele sacrificou sua alegria, prosperidade, conforto, segurança e posição. Ele enfrentou a inimizade dos poderosos. Ele recusou render-se ou fazer concessões. Ele renunciou ao ego, que é a mais dura coisa de se livrar. Reverencie-O por isso. Ele prontamente sacrificou os desejos com os quais o corpo atormenta o homem. Esse sacrifício é maior que o sacrifício do corpo sob ameaça. A celebração de Seu aniversário deve ser marcada pelo seu sacrifício de ao menos um desejo ou dois, e com a conquista dos mais desastrosos desejos do ego."

Sai Baba. SSS. Vol. VIII, 25-12-72

jesus-descrito-por-sai-baba

O Significado Interno de Fazer o Sinal da Cruz com as mãos.

Você não deve temer dificuldades. Elas são nuvens passageiras. Não oscile. Siga o coração, que é seguro e resoluto. Unidade entre cabeça, coração e mão é essencial ao homem. Este é o significado verdadeiro por trás do fato de os Cristãos fazerem o sinal da cruz com as mãos (Swami fez o sinal da sagrada cruz para mostrar como passa pelo coração, mãos e cabeça). Instale Deus em seu coração. Contemple-O e ocupe-se em bons atos. Considere toda atividade como trabalho de Deus e aja de acordo com isso."

Sai Baba. SS. 1/99. p. 3

Propósito da Celebração do Natal

"Este é um dia sagrado, o dia em que Jesus nasceu. Ele se auto-anunciou como Mensageiro de Deus. De fato, todos os humanos são nascidos como Mensageiros de Deus. O exclusivo propósito dessa carreira humana é propagar a Onipresença de Deus, Sua Força e Glória. Ninguém encarnou para apenas consumir quantidades de comida e satisfazer os desejos de alguém. A vida humana é muito mais preciosa que isso. É esse o porquê da capacidade de apreciar a beleza, verdade e bondade ter sido dotada somente ao homem".

Sai Baba, SSS. Vol. X, discourse on 25-12-76 , p. 84

"Religiões surgem das mentes de bons homens, que almejam tornar todos os homens bons. Eles trabalham para eliminar os perversos e curar o mau. E é por essa razão, apropriado que o aniversário de Jesus, que sentiu a necessidade de salvar a humanidade e que se empenhou nisso, seja celebrado. Mas a celebração deve tomar a forma de aderência aos ensinamentos, fidelidade aos princípios, prática da disciplina e experiência da consciência do Divino, que Ele procurou despertar. Atualmente, o mundo está obtendo satisfação em meras palavras, e em testemunhar engenhosas artimanhas para encobrir a culpa de alguém. Os aniversários dos Grandiosos são celebrados com tal hipocrisia e ostentação externa. Não há análise na luz da mensagem que eles dão, nem qualquer esforço em praticar e disseminar a bem-aventurança que isso promete".

Sai Baba, SSS. Vol. VIII, discourse on 25-12-72. p. 129

O Natal pertence a Todos

"O aniversário de Jesus deve ser celebrado por toda a humanidade, como um 'Karana-Janmas' (Mestres nascidos com propósitos) pertencente a toda raça humana. Eles não devem confinar-se a um só país ou comunidade".

Sai Baba, SSS, Vol. X, discourse on 25-12-78, p. 232

A Árvore de Natal

" Há um costume de se levantar uma árvore de Natal neste dia. A origem deste costume pode ser designada à Alemanha. Um padre de nome Jensen da Inglaterra visitou certa vez a Alemanha. Quando viajava pela Alemanha em sua missão, ele viu alguns alemães empreendendo-se em oferecer a vida de uma criança em sacrifício para satisfazer Deus, que eles acreditavam viver em uma árvore de carvalho. O padre ficou alarmado e os questionou por que estavam oferecendo a vida de uma criança inocente em sacrifício a uma árvore. Como eles afirmavam que Deus vivia na árvore, ele pegou um machado e cortou a árvore. Para sua surpresa, ele foi chacoalhado por uma vibração inexplicável da cabeça aos pés. Ele notou a forma de uma criança entre as duas porções da árvore cortada por ele. O incidente ensina que Deus não vive só nos humanos, mas também em plantas e árvores. Daquele tempo em diante as pessoas começaram a armar árvores de Natal".

Sai Baba, SS, 1/93, p.4

sai-baba-crença-cristã

"Quando o Conselheiro vier, o qual mandarei a vocês vindo do Pai, até o Espírito da Verdade, que se origina do Pai, deverá testemunhar-Me, prestar testemunho a mim…"

"Quando vier, porém, aquele, o Espírito da Verdade (Sathya), Ele vos guiará a toda Verdade… e vos anunciará as coisas vindouras. Ele Me glorificará, porque receberá do que é Meu, e vo-lo anunciará."

(João 16:13-15).

Devemos notar que 'Isa' é o nome muçulmano para Jesus. Sathya Sai Baba explicou o significado de seu nome desta maneira: "Sathya" significa "Verdade" ou "Verdadeiro", "Sa" significa "Divino" ou "Todo". "Ai" ou "Ayi" significa "Mãe". Portanto, "Sai" significa "O Divino ou Mãe Suprema de todos"."As" também significa "Auto-realização e visualização do Senhor – o mais avançado estágio de 'Samadhi' e Sadhana ou prática espiritual." "Aayi" significa "mestre" e "Baba" significa "Pai". Desta forma, "Sathya Sai Baba" significa: "a Verdadeira Divina Mãe/Pai de todos, a Meta de todo iogue ou buscador espiritual, a sempre-misericordiosa Mãe, o todo-sábio Pai e a Meta do Sadhana." E, conforme a profecia budista, pessoas espirituais certamente tem sido conduzidas a essa "Palavra de Verdade".

No livro de Apocalipse na Bíblia, o Senhor aparece em seu traje vermelho-sangue, Seu nome novamente é "Verdade" – "Sathya". Em seu traje, na área superior, "Ele tem um nome escrito que ninguém sabe, se não Ele mesmo".(Ap.19:12). Devemos lembrar que quando Sathyanarayan anunciou a Si mesmo como "Sai Baba", ninguém em sua vila de Puttaparthi sabia quem "Sai Baba" era!

E mais, o nome "Sai" não é um nome indiano comum; de fato, sua origem é obscura, o Professor N. Kasturi disse que talvez fosse derivada da palavra persa "Shah", que significa "Rei ou Monarca". Por isso Sathya Sai Baba teve que explicar o significado deste nome "que ninguém sabia a não ser Ele mesmo."

Além disso, Sathya Sai Baba tem realmente um traje vermelho-sangue com seu nome inscrito – bordado ou tecido- em grandes letras douradas no lado, na área superior. O traje foi um presente de um devoto Hindu que não sabe nada sobre a profecia Cristã!

jesus-cristo-por-sathya-sai-baba

Esta tradução do original em Inglês é um lindo trabalho do PJSS Brasília

Fonte: http://saibhakta.multiply.com


Postagens Relacionadas:

Sathya Sai Baba, Uma Luz que se Apagou ?