Digite seu E-mail:

Assine o Feed

A Segunda Besta do Apocalipse e sua Guerra ao Socialismo de Esquerda

besta-apocalipse-contra-socialismo-esquerda

A Besta Apocalíptica a mais de dois séculos tem se empenhado por seus agente em diversas sociedades e nações infiltrados, disseminando o ódio, a mentira e a perseguição aos filhos da liberdade, também manifestado pelos movimentos políticos populares como o Comunismo e Socialismo.

Milhares de teoria que distorcem a história real são difundidas, más no pouco que será esclarecido aqui, a ficha cairá para muitos de que tais ideias em dar um tom pejoratívo ao termo da "comunista" na verdade é fruto dos FASCISMO da NOVA ORDEM MUNDIAL.

Assim a besta segue seu caminho "fazendo guerra aos santos e vencendo" (Apocalipse13:7)e hoje por causa da decadência de muitas instituições religiosas, pela introdução de elementos contrários ao "Evangelho", resiste ainda os verdadeiros ideais nas almas simples e humildes provadas no fogo das expiações da vida, que buscam a justiça, verdade e liberdade sem ditames de tais instituições já dominadas e também marcadas por esse animal apocalíptico de fim de tempos.

Estados Unidos, a Segunda Besta

EUA-besta-terra

A primeira Besta do Apocalipse foi a Roma Papal, e a segunda todos sabem; o protestantismo americano dirigido por esta nação. A nação ao qual se promove uma falsa visão de paz e liberdade em slogan para o mundo e seu povo. Más muitos ignoram na verdade de como está supostas supremacia fôra conseguida e é para o mantenimento do famoso "American way of life". Não pelo trabalho árduo apoiados na justiça; más no roubo, espoliação e subjulgação de outras nações menores.

Vejam: A Besta do Apocalipse 13 que emerge do Mar !

Por isso precisam lutar contra o comunismo e socialismo, pois são a antítese do capitalismo explorador americano. E assim a besta com seu hálito maldito pelas desinformações introduzem nas nações sobre seu domínio tais ideais; que é o combate cultural com distorções ao Comunismo e Socialismo de geração á geração, para se justificar de suas guerras sanguinárias, assassinatos e genocídio que nem todas as outras da era cristã jamais puderam se comparar em número de vítimas humanas.

Socialismo e Capitalismo

capitalismo-segunda-besta

Fazendo uma síntese simples podemos concluir; para é claro que muitos entendam o que será explicado por completo neste artigo; que para o entendimento racional deste tema, alguns fatores devem ser levados em conta:

1- O Comunismo atendeu a necessidade e se moldou de acordo com cada cultura e crenças local de cada país; por isso temos um comunismo que proíbe a livre expressão religiosa na China e já em Cuba não, por isso que não pode ser julgado como todo em matéria de filosofia.

2 – O Comunismo é ditadura sim, numa forma radical em controlar e monitorar as ideais sociais e culturais de uma nação como proteção á invasão sargás e sedutora que o imperialismo trás as pessoas, principalmente as mais simples.

3 - O Comunismo evoluiu para o Socialismo; permitindo um livre arbítrio da sociedade, tanto nas questões de ordem comercial, religiosa e cultural. Para anteder o anseio de uma sociedade que gritava por LIBERDADE, sem as ditaduras, é claro, más sem perder os verdadeiros ideais de justiça e liberdade e paga seu preço por esta liberdade que concede !

4 - O capitalismo pelo contrário não evoluiu e nem evoluirá; sem os ideais socialistas; pois ele sempre tendeu a servir uma minoria, que sempre usou do abuso desenfreado e explorativo em todos os setores da sociedade humana; consumindo de forma sargas vidas, sonhos e o próprio meio ambiente de forma mesquinha.

5 - O Socialismo sempre em seu ideal defendeu e defenderá o proletariado (povo simples), na busca da justiça social, igualdades de direitos, sem que isso interfira de modo radical á outras classes. Na busca perfeita de um comercialismo justo, ético e verdadeiramente sustentável. E principalmente em amor a terra e ao patriotismo.

Obs: Deixando claro aqui que não estamos justificando e apoiando os atos radicais e violentos tomados por muitos comunistas em muitas ditaduras equivocadas, más  mostrar que ele foi uma consequência e necessidade da época, pois toda ação gera uma reação. E esta ação primária se encontra no capitalismo sem sombra de dúvida como veremos adiante.

Capitalismo e as Marcas da Bestas

capitalismo-marca-besta

Como vemos; o Capitalismo é uma das marcas da besta, pois sempre serviu a atender uma minoria (Elite illuminati) de um único país (E.U.A), como é bem conhecido por teóricos cristãos de diversas denominações, pois em todas as manobras comerciais, políticas e sociais; sempre foi em valorização ao Dollar. Por isso o Estados Unidos é o simbolo do capitalismo no mundo.

A Marcas da Besta como já expliquei, não é literalmente um "chip-eletrônico" como muitos creem, más padrões morais degradantes, que servem á involução: ódio, guerras, mentira, corrupção, proselitismo religioso, preconceitos, perseguições, castas, assassinatos, crimes e outras mais, que são o oposto do evangelho.

"E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas," (Apocalipse 13:16)

Vejam: O Número da Besta, Imagem da Besta e Marca da Besta, saibam as diferenças ?

Por isso que as Marcas de Deus (simbólicamente) é primeira aliança divína com o povo hebreu ou pacto da antiga aliança (Hebreus 8 : 6).

“E será isso por sinal sobre tua mão, e por frontais entre os teus olhos; porque o Senhor, com mão forte, nos tirou do Egito.”(Êxodo 13:16)

E hoje na época da Graça, o evangelho é a NOVA MARCA ou Sinal de Deus para com os homens (João 1:17). Assim; o CAPITALISMO materialista estadunidenses por suas obras e ideais, são uma das Marcas da Besta nas frontes (conciências) e na mão (atos) direita (Apocalipse 13:16). Como a liberdade, humildade e justiça defendida por socialistas são Marcas do Evangelho.

igreja-do-anticristo

A Igreja Corrompida e os Falsos profetas

Assim; é muito natural vermos hoje, pseudos-teóricos cristãos, por sua visões limitadas, forjarem suposições bíblicas deturpadas para criminar o Socialismo de Esquerda e Comunismo, como uma obra do mal sem base em uma bagagem; racional, cultural e histórica por fruto de suas ignorâncias, aproveitadas por falsos profetas que em sí; já vendidos ao mundo de Cesar, combatem a esquerda; em vez de apoia-la.

Por isso a MÃO DIREITA, é simbolo da igreja corrompida. A direita no velho testamento representa a palavra de Deus, no cajado de Moisés; sempre guiado pela mão direita (Êxodo 15:12, Levítico 8:23, Zacarias 11:10, Isaías11:4, Lucas 22:69) e , assim como no evangelho segundo Jesus; suas ovelhas estariam á Direita (Mateus 25:33) ; e simbolicamente, a MARCA DA BESTA na mão direita, é a nada mais do que a corrupção que dominaria as comunidades (igrejas) nestes fins tos tempos, como ocorreu com Israel: O Anticristo.(2 Tessalonicenses 2:4)

controle-mente-illuminati

Golpismo:

Assim são sempre os mesmo método usados para com outras nações: derrubar governos eleitos democraticamente, apoiando ditadores, terroristas ou forças militares que levavam o caus e a desordem sociais estas nações, com seus governos servis aos seus interesses; para que da li a espoliação a estas nações sejam executadas de forma fácil e barata. Por isso o termo: GOLPE.

Entreguismo:

Graças a agentes oportunistas como políticos geralmente, comerciantes e empresários, que traiam seus povos e suas nações por dinheiro e privilégios monetários, enquanto seus iguais perecem na escravidão da Matrix Elite Studinenses, por isso o termo: ENTREGUISTA.

Ditadura Militar:

No Capitalismo, o militarismo como forma de estratégia jamais foi sinônimo de patriotismo, aliás somente aos E.E.U.U. Como no caso do golpe militar no Brasil em 64, onde para manter os interesses comerciais e impedir que esta nação cai-se nos ideais e movimento Comunistas de liberdade da época; perpetrou-se o golpe, onde nossas forças armadas foram usadas contra o próprio país em prol da soberania americana.

Ditadura Comunista:

Como um pai que controla os passos da criança que pela sua inocência e atos impensados possa não se machucar em sua caminhada. Assim servia as ditadura comunistas, pois geralmente sempre eram o povo simples que tomavam levantes contra aqueles que queriam sua proteção, por causa das mentiras propagadas pela mídia e outras manobras de difamações. Como sempre foi para o andamento dos golpes. Como ocorreu na Guatemala, onde o povo simples ajudou a derrubar o presidente eleito, e mais tarde foi quem pagou por sua ignorância sendo massacrados por aqueles ao qual apoiaram.

A Falsa Liberdade

falsa-liberdade-americana

Agora vamos entender na coletânea abaixo; sobre o FASCISMO da propaganda americana no uso do termo "LIBERDADE", que sempre derrubou governos legítimos, aliando-se a ditadores e cometeu genocídios, em nome de seus interesses geopolíticos com suas ditaduras invisíveis e seu combate nos movimentos socialistas de justiça e liberdade.

* Genocídio indígena nos Estados Unidos

Bastamos aqui só entender que depois da independência americana no que propocionou o progresso desta nação em comparação a muitas outras, foi o feito da reforma agrária, más não; os outros paíse é claro não deveriam a possuir. Como veremos adiante.

Democracia Fascista

Seguindo a cartilha da Doutrina Monroe de 1823, que determinava América Latina uma "esfera de influência" para os Estados Unidos. Fica aqui 3 exemplos clássicos contra governo eleitos populares:

1930: - República Dominicana

rafael-leonidas-trujillo

Em 1916 os EUA ocupam República Dominicana. Nesse período os EUA criam a temida “Guarda Nacional”, um esquadrão da morte que faz desaparecer os inimigos da ditadura ianque (Socialistas e Comunistas). Rafael Leonidas Trujillo (foto) foi comandante desta Guarda.

Horacio Vazquez assume a presidência em 1924, após a saída das tropas americanas de ocupação. Seu governo foi distinguido pelo respeito das liberdades públicas, promoção da educação nos programa de infra-estrutura em todo o país, em estradas, canais de irrigação, pontes, edifícios públicos e aquedutos, entre outros. Esta política incentivou que muitos municípios a se comprometem numerosas obras de desenvolvimento urbano. Durante esses anos revistas e jornais surgiram, centros de institutos, clubes, cinemas, hotéis e recreação e comerciais.

Com o suporte dos Estados Unidos, Trujillo tomou o controle do país em 1930, com um golpe de estado. Inciando uma cruel ditadura sendo a mais sangrenta da America latina até hoje.

A repressão dominicana eliminou a sangue frio 20 mil dominicanos, o que ainda é per capita 400 vezes pior do que a do Brasil em 64. Outros sofreram como os haitianos que fossem encontrados perambulando além das fronteiras. Em 1937, 20 mil trabalhadores rurais migrantes foram assassinados com revolveres, manchesters, cacetes e a facadas.

O Secretário de Estado americano, Cordell Hull, teria dito a frase "ele pode ser um filho da puta, mas é nosso filho da puta".

Trujillo fica no poder até março de 1961, quando foi assassinado por armas enviadas pela própria CIA, que foi quem o colocou e manteve no cargo, por causa de outros interesses futuros exo-políticos.

* Saldo de Mortos: 50 000 pessoas

1954: Guatemala

United Fruit Banana

Jacobo Arbenz Guzman, presidente da Guatemala  eleito democraticamente, foi deposto num golpe orquestrado e financiado pela CIA, que o substituiu por uma brutal ditadura militar patrocinada pelos EUA.

Além da CIA, várias instituições bancárias, trabalharam para proteger seus interesses no país, instigando que Arbenz era uma ameaça comunista e criando um clima desestabilizador no país.

Jacobo Arbenz Guzman, tentou realizar uma reforma agrária com base na lei, em defesa das instituições democráticas e a defesa da soberania da Guatemala. O governo de Arbenz passou a distribuiu terras aos camponeses. Entrando em choque com o monopólio das empresas dos Estados Unidos nas terras da Guatemala, sobretudo a United Fruit Company. Em resposta seu governo foi alvo de golpe de estado organizado pela CIA.

Houve uma campanha maciça de contra-insurgência que deixou dezenas de milhares de guatemaltecos mortos e o desaparecimento de mais de 140 mil guatemaltecos. Alguns ativistas de direitos humanos colocam o número de mortos em cerca de 250.000.

capitalismo-de-mamon-guatemala

O presidente americano Ronald Reagan em seu apoio ao general Ríos Montt no seu "combate aos comunistas", explicando que: "é um homem de grande integridade pessoal e compromisso… sei que ele quer melhorar a vida dos guatemaltecas e promover justiça social.", más relatórios, mais tarde afirmavam de suas operações: "mulheres grávidas e crianças foram mortas, mulheres violadas, pessoas foram torturadas e queimadas vivas, destruídas cidades e aldeias inteiras, queimadas zonas cultivadas e destruídas zonas de pecuária".

Houve um registo sistemático e padronizado de atuação dos esquadrões de morte estatais: aldeias queimadas, mulheres e crianças queimadas vivas, pessoas esventradas, pescoços cortados com catanas, desaparecimentos em massa, empilhamento de corpos nas ruas, etc.

Vejam: O papel dos EUA no Golpe de Estado na Guatemala

Assim a United Fruit Company (1889-1970), uma empresa multinacional americana enriqueceu explorando o comércio de frutas tropicais (principalmente bananas) em regiões do terceiro mundo principalmente com o trabalho escravo.

* Saldo de Mortos: 250 000 pessoas

1973: Chile

Augusto-Pinochet

O golpe de estado de 11 de Setembro, ocorrido no Chile em 1973, consistiu na derrubada do governo eleito democraticamente, Salvador Allende, tendo sido articulado por oficiais da marinha e do exército, com o apoio do governo dos Estados Unidos através da CIA, encabeçado pelo general Augusto Pinochet (foto), que se proclamou presidente.

Allende (Marxista) assumido a presidência e tentou socializar a economia chilena, com base num projeto de reforma agrária e nacionalização das indústrias. A sua política, a chamada "via chilena para o socialismo", pretendia, segundo ele, uma transição pacífica, com respeito às normas constitucionais chilenas e sem o emprego de força.

A indústria do cobre foi nacionalizada, assim como os bancos.

Para derrubar o presidente Richard Nixon tinha ordenado a CIA para “fazer gritar de dor” a economia chilena, através de sanções econômicas visando desestabilizar a economia do país.

Com a queda do presidente, subiu ao poder o general Pinochet, o qual levou a nação chilena a dezessete anos de regime militar, onde foram mortas cerca de 40 mil pessoas, muitas presas ou torturadas.

A Comissão Trilateral pertencentes ao cartel do petróleo de David Rockefeller (illuminati), foi um dos grande investidores desta agenda fascista no chile.

* Saldo de Mortos: 40 000 pessoas

A CIA e as Falsas Bandeiras

operacoes-secretas-cia

Algumas pessoas são tão ingênuo ao ponto de pensarem que nenhum governo iria matar seus próprios cidadãos. Mas alguns governos, principalmente o da Besta como seus aliados fazem isso o tempo todo. Há um sem número de falsos ataques, como a Operação Gladio.

A operação Gladio foi uma operação secreta da CIA com a inteligência italiana que implacavelmente bombardeados italianos inocentes, como aqueles que esperam em uma estação de trem, matando centenas, e depois culpar a violência sobre os partidos comunistas europeus na era pós-Segunda Guerra Mundial, a fim de bloquear os comunistas de ganhos eleitorais.

A presidente da Itália revelou a verdade sobre a Operação Gladio, e você pode ler o detalhe sórdido em uma série de livros e online. Os atentados não foram feitas, como foi amplamente divulgado na mídia ocidental corrupta, pelos comunistas. Os bombardeios foram realizados pela inteligência italiana ajudados pela CIA. Em uma das audiências de investigação italianos, um membro da inteligência italiana disse que os locais a serem bombardeadas foram escolhidos de forma a maximizar as mortes de mulheres e crianças, porque essas vítimas foram mais úteis em desacreditar os comunistas perante á população.

Vejam:

- Falsos taques terroristas (Falsa bandeira)

- 42 Falsos Ataques Terroristas (Falsa Bandeira) Admitidos por autores

Golpes na America Latina

democracia-fascista

- Fica aqui uma coletânea de mais exemplos resumidos do famigerados golpes perpetrados pela Nação Americana me prol de sua elite na America Latina.

1855: O aventureiro americano William Walker, que opera no interesse dos banqueiros Morgan e Garrison, invade Nicarágua e proclama-se presidente. Durante seus dois anos de governo também invadir os países vizinhos de El Salvador e Honduras, também proclamou chefe de Estado nos dois países. Walker restaurado a escravidão nos territórios sob sua ocupação, derrubando a abolição da escravatura na Nicarágua, que ocorrera em 1824.

1865: Os Cavaleiros do Círculo Dourado foi criado em 1865, uma sociedade secreta fundada para promover os interesses do sul dos Estados Unidos, que era preparar o caminho para a anexação de um "círculo dourado" dos territórios do México, América Central e Caribe para a inclusão nos Estados Unidos como Estados escravos. Baseados nos ideais de William Walker.

1927: Na Nicarágua um capitão na Marinha dos EUA ordena Sandino para se render. O rebelde responde: "Eu quero país livre ou morrer" O Estados Unidos, em seguida, fez o primeiro bombardeio aéreo na América Latina .. Atacou a aldeia de El Ocotal. 300 nicaragüenses mortos por bombas e metralhadoras Yankees.

1946: Estados Unidos abre no Panamá notória Escola das Américas, para a formação dos militares no hemisfério. Há ali os principais protagonistas das ditaduras militares no Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, América Central e outros países foram formados.

1952: Em Cuba, com o consentimento e por favor, o governo dos EUA, conduziu o general Fulgencio Batista a produzir a derrubada de Carlos Prio e inaugura uma tirania sangrenta, que dizimou 20 mil cubanos em 7 anos – uma proporção maior de norte-americanos que morreram nas duas guerras mundiais. Até que se deu o fim de sua ditadura com a revolução cubana libertadoura Comunista de Fidel Castro e Hernesto CheGuevara.

* Saldo de Mortos: 20 000 pessoas

1960: Presidente Americano Eisenhower autorizou a realização de grande escala secreta para derrubar o governo de Fidel Castro, que tinha chegado ao poder em janeiro de 1959 e imediatamente começou um trabalho revolucionário de extraordinária gama social e ações de apoio popular, ações secretas incluiu o assassinato do líder cubano, criando bandos contra-revolucionários e sabotagem aos principais setores da economia da ilha.

1961: Forças mercenárias recrutados, organizados, financiados e dirigidos pelos Estados Unidos invadiu Cuba na Baía dos Porcos (Playa Giron). Em menos de 72 horas eles são derrotados no que foi a primeira grande derrota militar do imperialismo dos EUA na América Latina.

1964: O presidente brasileiro João Goulart (socialista), que pretendia realizar uma reforma agrária, a nacionalização das estatais com a expropiação várias empresas norte-americanas e uma melhor divisão social e acaba sendo vítima de um golpe apoiado e promovido mais tarde pelos Estados Unidos. A Ditadura militar, além de travar o país á liberdade e ao progresso temos os dados fatais de 600 mortos além das 357 vítimas já registradas. "São camponeses, sindicalistas, líderes rurais e religiosos, padres, advogados e ambientalistas e mais de 1100 indios, contabilizando mais de 2 mil vítimas. Tudo em prol dos interesses do TIO SAN.

* Saldo de Mortos: + ou -2 000 pessoas

1966: Os EUA envia tropas, consultores e Boinas Verdes a Guatemala para implementar uma campanha chamada contra-insurgência. Em um relatório do Departamento de Estado revelava que “para eliminar algumas centenas de guerrilheiros teriam que matar talvez 10.000 camponeses guatemaltecos”.

1976: Uma terrível ditadura militar toma a Argentina. Anos mais tarde desclassificados nos Estados Unidos cerca de 5.000 documentos secretos que revelaram a estreita cooperação e apoio dado a partir dos mais altos níveis de poder em Washington para os militares argentinos, responsáveis ​​pela morte de pelo menos 30.000 argentinos, uma grande parte deles jovens estudantes e trabalhadores. Recentemente, o Departamento de Estado revelou documentos que implicam diretamente o ex-secretário de Estado Henry Kissinger e outros altos funcionários dos EUA nos crimes cometidos pela ditadura na Argentina, que lançou uma campanha de assassinatos, torturas e "desaparecimentos" após assumir o poder. Kissinger estava envolvido em operações de chamada Operação Condor, uma rede cooperativa para capturar e executar opositores políticos na Argentina, Brasil, Chile, Uruguai, Paraguai e Bolívia.

* Saldo de Mortos: 30 000 pessoas

1980: Os Americanos aumentam a assistência militar para El Salvador que enfrentam guerrilheiros da FMLN partido libertador de "Esquerda Marxista". Os esquadrões da morte proliferam; Dom Romero foi assassinado por "terroristas de direita"; 35 000 civis são mortos entre 1978 e 1981. O estupro e assassinato de quatro freiras pelos capangas militares faz com que o governo Yankee de suspender a ajuda militar.

Segundo dados elevou a 80 mil o número total de mortes (em 12 anos) – 95%, segundo estimativa da ONU, vítimas do próprio governo. No maior, e mais tarde em  El Mozote, mais de 100 pessoas foram mortas e enterradas (saiba mais AQUI).

* Saldo de Mortos: 80 000 pessoas

1983: Os EUA invadem uma pequena ilha caribenha de Granada com cinco mil marines. As tropas dos EUA monatram uma grande conspiração, para retirar do poder de Maurice Bishop, um líder esquerdista e nacionalista.

Bishop foi executado em 19 de outubro de 1983, junto com a sua companheira e ministra da Educação do seu governo, Jacqueline Creft, e o mesmo aconteceu a outros membros do seu executivo, como Unison Whitman.

Durante a invasão de Granada, ocorrida a oartir de 25 de outubro, os Estados Unidos tomaram de assalto o aeroporto em construção, morrendo na operação vários trabalhadores civis cubanos.

1989: Os Estados Unidos invadem o Panamá para prender o seu antigo protegido, Manuel Noriega. A operação deixou nada menos do que 3.000 mortes de civis.

* Saldo de Mortos: 3000 pessoas

besta-mundial

A Besta que sai da Terra e seu Imperialismo

Fica aqui mais casos do golpismo americano perpetrada a diversas nações pelo globo, em muitos casos com a cumplicidade de seus aliados imperialistas; como a França e Inglaterra e na verdade; os exemplos ainda são bem maiores. E os métodos sempre os mesmo, quando não, o uso de "falsas bandeiras" para acusar seus opositores, na desculpas para as invasões, como ocorreu no "11 de Stembro" que seria outro caso típico de falsa bandeira como desculpa para a invasão no Iraque. E assim a Besta continua sua agenda contra aqueles que não possuem suas marcas e a imagem de sua realidade.

"E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta." (Apocalipse 13:15)

Afeganistão

Na década de 1980, os EUA trabalharam com o Paquistão e a Arábia Saudita para derrubar o governo socialista do Afeganistão. Eles financiaram, treinaram e forças armadas lideradas por líderes tribais conservadores cujo poder era ameaçado pelo progresso do seu país na educação, os direitos das mulheres e reforma agrária. Depois que Mikhail Gorbachev retirou as forças soviéticas em 1989, esses senhores da guerra apoiados pelos EUA dividiram o país e impulsionaram a produção de ópio a um nível sem precedentes, de 2.000 para 3.400 toneladas por ano. O governo do Taliban cortou a produção de ópio em 95% em dois anos, entre 1999 e 2001, mas a invasão dos EUA em 2001 restaurou os senhores da guerra e traficantes ao poder. O Afeganistão ocupa agora o 175º. lugar entre 177 países do mundo em corrupção, 175º. entre 186 no desenvolvimento humano, e, desde 2004, produziu um número sem precedentes de 5.300 toneladas de ópio por ano. O irmão do presidente Karzai, Ahmed Wali Karzai, era muito conhecido como um traficante de drogas apoiado pela CIA. Depois de uma grande ofensiva dos EUA na província de Kandahar em 2011, o coronel Abdul Razziq foi nomeado chefe de polícia da província, impulsionando a operação de contrabando de heroína que já lhe rendeu 60 milhões de dólares por ano em um dos mais pobres países do mundo.

Albânia

Entre 1949 e 1953, os EUA e o Reino Unido se propuseram derrubar o governo da Albânia, o menor e mais vulnerável país comunista na Europa Oriental. Exilados foram recrutados e treinados para voltar à Albânia, agitar a dissidência e planejar um levante armado. Muitos dos exilados envolvidos no plano eram ex-colaboradores da ocupação italiana e alemã durante a Segunda Guerra Mundial. Eles incluíram o ex-ministro do Interior, Xhafer Deva que supervisionou as deportações de “judeus, comunistas, resistentes e pessoas suspeitas” (conforme descrito em um documento nazista) para Auschwitz. Documentos desclassificados dos EUA desde então revelaram que Deva foi um dos 743 criminosos de guerra fascistasrecrutados pelos EUA após a guerra.

Camboja

Quando o presidente Nixon ordenou o bombardeamento secreto ilegal do Camboja em 1969, os pilotos americanos receberam ordens de falsificar seus registros para esconder seus crimes. Eles mataram pelo menos meio milhão de cambojanos, despejando mais bombas do que na Alemanha e Japão juntos na Segunda Guerra Mundial. À medida que o Khmer Rouge ganhava força em 1973, a CIA informou que sua “propaganda tem sido mais eficaz entre os refugiados submetidos a ataques de B-52”.

Depois que o Khmer Vermelho matou pelo menos dois milhões de seu próprio povo e foi finalmente expulsos pelo exército vietnamita em 1979, o Grupo de Emergência do Camboja nos EUA, com sede na Embaixada dos EUA em Bangcoc, partiu para alimentá-los e supri-los como a “resistência” ao novo governo cambojano apoiado pelos Vietnamitas. Sob pressão dos EUA, o Programa Alimentar Mundial forneceu US $ 12 milhões para alimentar 20.000 a 40.000 soldados do Khmer Vermelho.

Por pelo menos mais uma década, a Agência de Inteligência de Defesa dos EUA forneceu ao Khmer Vermelho informações de satélite, enquanto as forças especiais norte-americanas e britânicas os treinaram para colocar milhões de minas terrestres no oeste do Camboja, que ainda matam ou mutilam centenas de pessoas todos os anos.

China

Até o final de 1945, 100.000 soldados norte-americanoslutavam ao lado das forças do Kuomintang Chinês (e japonês) em áreas dominadas pelos comunistas no norte da China. Chiang Kai-Shek e o Kuomintang podem ter sido os mais corruptos de todos os aliados dos Estados Unidos. Um fluxo constante de consultores norte-americanos na China advertiu que a ajuda dos EUA estava sendo roubada por Chiang e seus comparsas, alguns deles até mesmo vendidos aos japoneses, mas o compromisso dos EUA com Chiang continuou durante a guerra, sua derrota pelos comunistas e seu governo de Taiwan. A atitude temerária do Secretário de Estado Dulles em nome de Chiang levou duas vezes os EUA à beira da guerra nuclear com a China em seu nome em 1955 e 1958 sobre Matsu e Qemoy, duas pequenas ilhas ao largo da costa da China.

El Salvador

A guerra civil que assolou El Salvador na década de 1980 foi uma revolta popular contra um governo que governava com a maior brutalidade. Pelo menos 70 mil pessoas morreram e milhares desapareceram. A Comissão da Verdade das Nações Unidas, criada após a guerra descobriu que 95% dos mortos foram assassinados por forças do governo e esquadrões da morte, e apenas 5% por guerrilheiros da FLMN. As forças governamentais responsáveis ​​por esta matança unilateral eram quase totalmente estabelecidas, treinadas, armadas e supervisionadas pela CIA, forças especiais dos EUA e pela Escola das Américas nos EUA. A Comissão da Verdade das Nações Unidas constatou que as unidades culpadas pelas piores atrocidades, como o Batalhão Atlacatl que conduziu o infame massacre de El Mozote foram precisamente aquelas supervisionadas mais de perto por conselheiros americanos. O papel dos americanos na campanha de terrorismo de Estado é agora aclamado por altos oficiais militares dos EUA como um modelo de “contra insurgência” na Colômbia e em outros lugares, à medida que a guerra dos EUA contra o terror espalha a sua violência e caos por todo o mundo.

França

Na França, Itália, Grécia, Indochina, Indonésia, Coréia e Filipinas no final da II Guerra Mundial, forças aliadas em avanço descobriram que as forças da resistência comunista tinham ganhado o controle efetivo de grandes áreas ou países inteiros, à medida que as forças alemãs e japonesas se retiravam ou se rendiam. Em Marselha, a o sindicado comunista CGT controlava as docas que eram críticas para o comércio com os EUA e o plano Marshall. O OSS havia trabalhado com a máfia siciliano-americana e gangsteres da Córsega durante a guerra. Assim, após o OSS ter sido incorporada pela nova CIA após a guerra, ele usou seus contatos para restaurar os bandidos da Córsega no poder em Marselha, para quebrar as greves portuárias e controle das docas pelo CGT. Ele protegeu os corsos enquanto estes montavam laboratórios de heroína e começaram a enviar heroína para Nova York, onde a máfia siciliano-americana também florescia sob a proteção da CIA. Ironicamente, rupturas de abastecimento devidas à guerra e à revolução chinesa havia reduzido o número de viciados em heroína nos EUA para 20.000 em 1945, e vício em heroína poderia ter sido praticamente eliminado, mas infame French Connection da CIA, ao invés, trazia uma nova onda de vício em heroína, crime organizado e violência relacionada com a droga para Nova York e outras cidades americanas.

Gana

Parece não haver qualquer líder nacional inspirando a África nos dias de hoje. Mas isso pode ser culpa do América. Na década de 1950 e 1960, houve uma estrela em ascensão em Gana: Kwame Nkrumah.Ele era o primeiro-ministro sob o domínio britânico de 1952 a 1960, quando Gana tornou-se independente e ele se tornou presidente. Ele era um socialista, pan-Africano e anti-imperialista, e, em 1965, escreveu um livro chamado Neocolonialismo: a última etapa do imperialismo. Nkrumah foi derrubado por um golpe da CIA em 1966. A CIA negou envolvimento na época, mas a imprensa britânica, mais tarde, informou que 40 agentes da CIA operavam a partir da Embaixada dos EUA “distribuindo benesses entre os adversários secretos do presidente Nkrumah”, e que seu trabalho “foi totalmente recompensado.” O ex-agente da CIA John Stockwell revelou mais sobre o papel decisivo da CIA no golpe em seu livro Em busca de inimigos.

Grécia

Quando as forças britânicas desembarcaram na Grécia m outubro de 1944, elas encontraram o país sob o controle efetivo da ELAS-EAM, o grupo guerrilheiro de esquerda formado pelo Partido Comunista grego em 1941 após a invasão italiana e alemã. O ELAS-EAM acolheu as forças britânicas, mas os britânicos recusaram qualquer acordo com eles e instalaram um governo que incluía monarquistas e colaboradores nazistas. Quando o ELAS-EAM realizou uma grande manifestação em Atenas, a polícia abriu fogo e matou 28 pessoas. Os britânicos recrutaram membros dos Batalhões de Segurança treinados pelos nazistas para caçar e prender membros do ELAS, que mais uma vez pegaram em armas como um movimento de resistência. Em 1947, com uma guerra civil violenta, os britânicos falidos pediram aos EUA que assumissem o seu papel na Grécia ocupada. O papel dos EUA no apoio a um governo fascista incompetente na Grécia foi consagrada na “Doutrina Truman”, visto por muitos historiadores como o início da Guerra Fria. Lutadores do ELAS-EAM depuseram suas armas em 1949, após a Iugoslávia ter retirado seu apoio, e 100.000 foram executados, exilados ou presos. O primeiro-ministro liberal Georgios Papandreou foi derrubado por um golpe apoiado pela CIA em 1967, levando a mais de sete anos de regime militar. Seu filho Andreas foi eleito como o primeiro presidente “socialista” da Grécia em 1981, mas muitos membros do ELAS-EAM presos na década de 1940 nunca foram libertados e morreram na prisão.

Guatemala

Depois de sua primeira operação para derrubar um governo estrangeiro no Irã, em 1953, a CIA lançou uma operação mais elaboradapara remover o governo liberal eleito de Jacobo Arbenz na Guatemala em 1954. A CIA recrutou e treinou um pequeno exército de mercenários sob o exilado guatemalteco Castillo Armas para invadir a Guatemala, com 30 aviões norte-americanos sem identificação fornecendo apoio aéreo. O embaixador dos EUA, Peurifoy, preparou uma lista dos guatemaltecos a serem executados, e Armas foi instalado como presidente. O reinado de terror que se seguiu levou a 40 anos de guerra civil, em que pelo menos 200 mil foram mortos, a maioria deles indígenas.

O clímax da guerra foi a campanha de genocídio em Ixil pelo presidente Rios Montt, pela qual ele foi condenado à prisão perpétua em 2013, até que a Suprema Corte da Guatemala os salvasse com base em um tecnicismo. Um novo julgamento está marcado para 2015. Documentos da CIA desclassificados revelam que a administração Reagan estava bem ciente da natureza indiscriminada e genocida das operações militares guatemaltecas quando aprovou nova ajuda militar em 1981, incluindo veículos militares, peças de reposição para helicópteros e conselheiros militares norte-americanos. Os documentos da CIA detalham o massacre e a destruição de aldeias inteiras, e concluem: “A crença bem documentada pelo exército de que toda a população indígena Ixil é pró-EGP (Exército Guerrilheiro dos Pobres) criou uma situação em que se espera que o exército dê luta sem quartel a combatentes e não combatentes da mesma forma”.

Haiti

Quase 200 anos após a rebelião de escravos que criou a nação do Haiti e derrotou os exércitos de Napoleão, o povo sofredor do Haiti finalmente elegeu um governo verdadeiramente democrático liderado pelo padre Jean-Bertrand Aristide em 1991. Mas o presidente Aristide foi deposto em um golpe militar apoiado pelos EUA, após oito meses no cargo, e a Agência de Inteligência de Defesa dos EUA (DIA) recrutou uma força paramilitar chamada FRAPHpara atacar e destruir o movimento Lavalas de Aristide no Haiti. A CIA colocou o líder da FRAPH Emmanuel “Toto” Constant em sua folha de pagamento e enviado armas da Flórida.

Quando o presidente Clinton enviou uma força de ocupação dos EUA para restabelecer Aristide no poder em 1994, os membros da FRAPH detidos pelas forças dos EUA foram libertados por ordens de Washington, e a CIA manteve a FRAPH como uma gangue criminosa para minar Aristide e o Lavalas. Depois que Aristide foi eleito presidente pela segunda vez em 2000, uma força de 200 soldados de forças especiais dos EUA treinou 600 ex-membros FRAPH e outrosna República Dominicana, para se preparar para um segundo golpe. Em 2004, eles lançaram uma campanha de violência para desestabilizar o Haiti, que forneceu o pretexto para as forças dos EUA desembarcar no Haiti e remover Aristide do cargo.

Honduras

O golpe de Estado de 2009 em Honduras levou a uma severa repressão e assassinatos por esquadrões da morte de opositores políticos, sindicalistas e jornalistas. Na época do golpe, as autoridades americanas negaram qualquer participação no golpe e usaram semântica para evitar o corte da ajuda militar dos EUA conforme exigido pela lei dos EUA. Mas dois telegramas do Wikileaks revelaram que a Embaixada dos EUA foi o principal intermediário na gestão do rescaldo do golpe e na formação de um governo que está agora reprimindo e assassinando seu povo.

Indonésia

Em 1965, o general Suharto tomou o poder efetivo do Presidente Sukarno, sob o pretexto de combater um golpe fracassado e desencadeou uma orgia de assassinatos em massaque matou pelo menos meio milhão de pessoas. Diplomatas dos EUA admitiram mais tarde ter fornecido listas de 5.000 membros do Partido Comunista para serem mortos. O oficial político Robert Martens disse“Foi realmente uma grande ajuda para o exército. Eles provavelmente mataram um monte de gente, e eu provavelmente tenho muito sangue em minhas mãos, mas isso não é de todo ruim. Há um momento em que você tem que bater duro em um momento decisivo. ”

Irã

O Irã pode ser o caso mais instrutivo de um golpe da CIA que causou problemas intermináveis ​​de longo prazo para os Estados Unidos. Em 1953, a CIA e o MI6 do Reino Unido derrubaram o governo popular e eleito de Mohammed Mossadegh. O Irã tinha nacionalizado sua indústria de petróleo por um voto unânime do parlamento, acabando com o monopólio da BP que só pagava ao Irã um royalty de 16% sobre o seu petróleo. Por dois anos, o Irã resistiu um bloqueio naval britânico e sanções econômicas internacionais. Depois que o presidente Eisenhower assumiu o cargo em 1953, a CIA concordou com um pedido britânico para intervir. Após o golpe inicial ter falhado e o xá e sua família fugirem para a Itália, a CIA pagou milhões de dólares para subornar oficiais militares e pagou gangsteres para desencadear a violência nas ruas de Teerã. Mossadegh foi finalmente removido e o Shah retornou para governar como um fantoche ocidental brutal até a Revolução Iraniana em 1979.

Israel

Assim como os EUA usam seu poder econômico e militar, seu sistema de propaganda sofisticado e sua posição como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU para violar o direito internacional com a impunidade, eles também usam as mesmas ferramentas para proteger seu aliado Israel da responsabilidade por crimes internacionais. Desde 1966, os EUA usaram seu veto no Conselho de Segurança 83 vezes, mais do que os outros quatro membros permanentes combinados, e 42 desses vetos foram em resoluções relacionadas com Israel e / ou a Palestina. Só na semana passada,a Anistia Internacional publicou um relatórioque “as forças israelenses têm demonstrado desprezo pela vida humana, matando dezenas de civis palestinos, incluindo crianças, na Cisjordânia ocupada ao longo dos últimos três anos, com quase total impunidade.”

Richard Falk, relator especial da ONU sobre os Direitos Humanos nos Territórios Ocupadoscondenou o ataque de 2008 sobre Gazacomo um “enorme violação da lei internacional”, acrescentando que países como os EUA “que forneceram armas e apoio ao cerco são cúmplices dos crimes.” A Lei Leahyexige que os EUA cortem a ajuda militar às forças que violam os direitos humanos, mas nunca foi aplicada contra Israel. Israel continua a construir assentamentos em território ocupado, em violação à 4ª Convenção de Genebra, tornando-o mais difícil cumprir as Resoluções do Conselho de Segurança que os obrigam a se retirar dos territórios ocupados. Mas Israel permanece além do Estado de direito, protegido contra a prestação de contas por seu padrinho poderoso, os Estados Unidos.

Iraque

Em 1958, depois que a monarquia apoiada pelos britânicos foi derrubada pelo general Abdul Qasim,a CIA contratou um iraquiano de 22 anos de idade chamado Saddam Husseinpara assassinar o novo presidente. Hussein e sua gangue falharam no trabalho e ele fugiu para o Líbano, ferido na perna por um dos seus companheiros. A CIA alugou-lhe um apartamento em Beirute e, em seguida, o transferiu para o Cairo, onde era pago como um agente da inteligência egípcia e era um visitante frequente da Embaixada dos EUA. Qasim foi morto em um golpe de Estado baathista apoiado pela CIA em 1963, e da mesma forma que na Guatemala e na Indonésia, a CIA deu ao novo governo uma lista de pelo menos 4.000 comunistas a serem assassinados. Mas, uma vez no poder, o governo revolucionário Baath não era um fantoche ocidental, e nacionalizou a indústria de petróleo do Iraque, adotou uma política externa nacionalista árabe e construiu os melhores sistemas de educação e saúde do mundo árabe.

Em 1979, Saddam Hussein tornou-se presidente, conduziu expurgos de opositores políticos e lançou uma guerra desastrosa contra o Irã. O DIA dos EUA forneceu informações de satélite para direcionar as armas químicas que o Ocidente o ajudou a produzir, e Donald Rumsfeld e outros funcionários dos EUA o acolheram como um aliado contra o Irã. Só depois de o Iraque invadiu o Kuwait e Hussein tornou-se mais útil como um inimigo, a propaganda dos EUA o marcou como “Um novo Hitler.”Depois que os EUA invadiram o Iraque sob falsos pretextos em 2003,a CIA recrutou 27 brigadas de “Polícia Especial”,fundindo a mais brutal das forças de segurança de Saddam Hussein com a milícia Badr treinada pelos iranianos para formar esquadrões da morte que assassinaram dezenas de milhares de homens e meninos árabes sunitas em Bagdá e em outras partes de um reinado de terror que continua até hoje.

Coréia

Quando as forças americanas chegaram à Coréia em 1945, elas foram recebidas por funcionários da República Popular da Coreia (KPR), formada por grupos de resistência que tinham desarmado e rendido forças japonesas, e começado a estabelecer a lei e a ordem em toda a Coréia. O General Hodge tinha sido expulso do seu cargo e colocado a metade sul da Coréia sob ocupação militar dos EUA. Por outro lado, as forças russas do Norte reconheceram o KPR, levando à divisão de longo prazo da Coreia. Os EUA mandaramSyngman Rhee, um exilado conservador coreano, e o instalaram como presidente da Coreia do Sul em 1948. Rhee tornou-se um ditador em uma cruzada anticomunista, prendendo e torturando suspeitos comunistas, brutalmente sufocando rebeliões, matando 100.000 pessoas e prometendo tomar a Coréia do Norte. Ele foi pelo menos parcialmente responsável pela eclosão da Guerra da Coréia e pela decisão aliada de invadir a Coréia do Norte uma vez que a Coreia do Sul havia sido recapturada. Ele foi finalmente forçado a renunciar por protestos estudantis em massa em 1960.

Laos

A CIA começou fornecendo apoio aéreo às forças francesas no Laos em 1950, e continuou envolvida lá por 25 anos. A CIA projetou pelo menos três golpes de Estado entre 1958 e 1960, para manter o crescente Pathet Lao de esquerda fora do governo.Ela trabalhou com os traficantes direitistas do Laoscomo o General Phoumi Nosavan, transportando ópio entre a Birmânia, Laos e Vietnã, e protegendo seu monopólio sobre o comércio de ópio no Laos. Em 1962, a CIA recrutou um exército mercenário clandestino de 30.000 veteranos das guerras de guerrilha anteriores da Tailândia, Coréia, Vietnã e Filipinas para combater o Pathet Lao. Como um grande número de soldados americanos no Vietnã ficou viciado em heroína, a Air America da CIA transportava ópio do território Hmong na planície de Jars para os laboratórios de heroína do general Vang Pao em Long Tieng e Vientiane para embarque para o Vietnã. Quando a CIA não conseguiu derrotar o Pathet Lao, os EUA bombardearam o Laos quase tão pesadamente quanto o Camboja, com dois milhões de toneladas de bombas.

Líbia

A Guerra da OTAN contra a Líbia sintetizou a abordagem da guerra do presidente Obama “disfarçada, tranquila, livre da mídia”. A campanha de bombardeios da OTAN foi fraudulentamente justificada ao Conselho de Segurança da ONU como um esforço para proteger civis, bem como o papel instrumental de forças especiais estrangeiras ocidentais e outras no terreno foram bem disfarçado, mesmo quando Forças especiais do Catar(Incluindo ex-mercenários paquistaneses do ISI) lideraram o ataque final sobre o Quartel General Bab Al-Aziziya em Trípoli.

A OTAN realizou 7.700 ataques aéreos, 30.000 -100.000 pessoas foram mortas, cidades legalistas foram bombardeadas até escombros e limpeza étnica, e o país está em caosenquanto milícias islâmicas treinadas e armadas pelo ocidente se apoderam de território e de instalações de petróleo e disputam o poder. A milícia Misrata, treinada e armada por forças especiais ocidentais é uma das mais violentas e poderosas. Enquanto escrevo isto, manifestantes invadiram o prédio do Congresso em Trípoli pela quarta ou quinta vez nos últimos meses, e dois representantes eleitos foram baleados e feridos enquanto fugiam.

México

O número de mortos em guerras de drogas no México recentemente ultrapassou 100.000. O mais violento dos cartéis de drogas é Los Zetas.Autoridades norte-americanas chamam os Zetas de “o mais tecnologicamente avançado, sofisticado e perigoso cartel de drogas operando no México.” O cartel dos Zetas foi formado por forças de segurança mexicanas treinadas por forças especiais dos EUA na Escola das Américas, em Fort Benning, Georgia, e em Fort Bragg, Carolina do Norte.

Mianmar

Após a Revolução Chinesa, os generais do Kuomintang se mudaram para o norte da Birmânia e tornaram-se poderosos barões da droga, com proteção militar tailandesa, financiamento de Taiwan e de transporte aéreo e de apoio logístico da CIA. Produção de ópio da Birmânia passou de 18 toneladas em 1958 para 600 toneladas em 1970. A CIA manteve essas forças como um baluarte contra a China comunista, mas eles transformaram o “Triângulo dourado”no maior produtor de ópio do mundo. A maior parte do ópio era enviado por tropeiros para a Tailândia, onde outros aliados da CIA o enviavam para laboratórios de heroína em Hong Kong e Malásia. O comércio mudou por volta de 1970 quando o parceiro da CIA General Vang Pao montou novos laboratórios no Laos para fornecer heroína aos soldados no Vietnã.

Nicarágua

Anastasio Somosa governou a Nicarágua como seu feudo pessoal por 43 anos, com o apoio incondicional dos EUA, enquanto sua guarda nacional cometia todos os crimes imagináveis, ​​de massacres e tortura até extorsão e estupro com total impunidade. Depois que ele finalmente foi derrubado pela Revolução Sandinistaem 1979, a CIA recrutou, treinou e apoiou mercenários “contras”para invadir a Nicarágua e conduzir terrorismo para desestabilizar o país. Em 1986, o Tribunal Internacional de Justiça considerou os Estados Unidos culpado de agressão contra a Nicarágua pela implantação dos contras e instalação de minas nos portos nicaraguenses. O tribunal ordenou que os EUA cessassem sua agressão e pagassem reparações de guerra à Nicarágua, mas elas nunca foram pagas. A resposta dos EUA foi declarar que não mais reconhecem a jurisdição vinculante da CIJ, efetivamente colocando-se acima do Estado de direito internacional.

Paquistão, Arábia Saudita e Turquia

Depois de ler o meu último artigo AlterNetsobre guerra fracassada contra o terror, ex-especialista da CIA e do Departamento de Estado em terrorismo, Larry Johnson me disse: “O principal problema no que diz respeito à avaliação da ameaça terrorista é definir com precisão o patrocínio do Estado. Os maiores culpados hoje, em contraste com 20 anos atrás são o Paquistão, Arábia Saudita e Turquia. O Irã, apesar dos delírios da direita/neocons, não é ativo na promoção e / ou facilitação do terrorismo”. Nos últimos 12 anos, Ajuda militar dos EUA ao Paquistãototalizou US $ 18,6 bilhões. Os EUA acabam de negociaro maior negócio de armas da históriacom a Arábia Saudita. E a Turquia é membro de longa data da OTAN. Todos os três principais patrocinadores do terrorismo no mundo de hoje são aliados dos EUA.

Panamá

Os oficiais de repressão às drogas dos EUA queriam prender Manuel Noriega em 1971, quando ele era o chefe da inteligência militar no Panamá. Eles tinham provas suficientes para condená-lo por tráfico de drogas, mas ele também era um antigo agente e informante da CIA, assim como outros agentes traficantes da CIA de Marselha a Macau, ele era intocável. Ele foi temporariamente libertado durante a administração Carter, mas, de outro lado continuou a receber pelo menos US $ 100.000 por ano do Tesouro dos EUA.

À medida que ele passou a ser o governante de facto do Panamá, tornou-se ainda mais valioso para a CIA, informando sobre reuniões com Fidel Castro e Daniel Ortega da Nicarágua e apoiando as guerras secretas dos EUA na América Central. Noriega provavelmente saiu do tráfico de drogas por volta de 1985, bem antes de os EUA o indiciarem por isso em 1988. O indiciamento foi um pretexto para a invasão do Panamá EUA em 1989, cujo principal objetivo era dar os EUA maior controle sobre o Panamá, à custa de pelo menos 2.000 vidas.

As Filipinas

Desde que os EUA lançaram sua chamada guerra contra o terror em 2001, uma força-tarefa de 500 soldados JSOC dos EUA realizaram operações secretas no sul das Filipinas. Agora, sob o “pivô para a Ásia” de Obama, a ajuda militar dos EUA às Filipinas está aumentando de US $ 12 milhões em 2011 para US $ 50 milhões este ano. Mas os ativistas de direitos humanos filipinos relatam que o aumento da ajuda militar coincide com o aumento das operações de esquadrões da morte contra civis. Os últimos três anos têm testemunhado pelo menos 158 pessoas assassinadas por esquadrões da morte.

Síria

Quando o presidente Obama aprovou o envio de armas e milicianos da Líbiapara a base do “Exército Sírio Livre” na Turquia, em aviões da OTAN sem identificação no final de 2011, ele estava calculando que os EUA e seus aliados poderiam replicar a “bem sucedida” derrubada do governo líbio. Todos os envolvidos entenderam que a Síria seria um conflito longo e sangrento, mas apostaram que o resultado final seria o mesmo, apesar de55% dos síriosterem dito a pesquisadores que ainda apoiavam Assad. Alguns meses mais tarde, os líderes ocidentais minaram o plano de paz de Kofi Annan com o seu “Plano B”, “Amigos da Síria”. Esse não era um plano de paz alternativo, mas um compromisso com a escalada, oferecendo apoio garantido, dinheiro e armas aos jihadistas na Síria para garantir que eles ignorassem o plano de paz Annan e continuassem lutando.

Esse movimento selou o destino de milhões de sírios. Ao longo dos últimos dois anos, o Qatar gastou US $ 3 bilhões e transportou aviões carregados de armas; a Arábia Saudita enviou armas da Croácia e forças especiais monarquistas árabes e ocidentais treinaram milhares de jihadistas fundamentalistas cada vez mais radicalizados, agora aliados à Al-Qaeda. As negociações de Genebra II foram um esforço pouco entusiasmado para reviver o plano de paz Annan de 2012, mas a insistência ocidental em que uma “transição política” significa a renúncia imediata de Assad revela que os líderes ocidentais ainda valorizam mais a mudança do regime que a paz. Parafraseando Phyllis Bennis, os EUA e seus aliados ainda estão dispostos a lutar até o último sírio.

Uruguai

Os funcionários estrangeiros com quem os EUA trabalharam incluem muitos que se beneficiaram com a sua cooperação em crimes americanos ao redor do mundo. Mas no Uruguai em 1970, quando o chefe de polícia Alejandro Otero opôs-se a que os americanos treinassem seus oficiais na arte da tortura, ele foi rebaixado. O funcionário dos EUA, a quem ele se queixou era Dan Mitrione, que trabalhava para o Escritório dos EUA de Segurança Pública, uma divisão da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional. As sessões de treinamento de Mitrione incluiriam torturar moradores de rua até a morte com choques elétricos para ensinar seus alunos até onde eles poderiam ir.

Iugoslávia

O bombardeio aéreo da OTAN na Jugoslávia em 1999 foi um crime flagrante de agressão, em violação do Artigo 2.4 do Estatuto da ONU. “Quando o secretário do Exterior britânico, Robin Cook disse à secretária de Estado Albright que o Reino Unido estava tendo “dificuldades com seus advogados” sobre o ataque planejado, ela lhe disse que o Reino Unido deveria ”conseguir novos advogados” de acordo com seu vice James Rubin. A força terrestre testa de ferro da OTAN em sua agressão contra a Jugoslávia era o Exército de Libertação do Kosovo (KLA), liderado por Hashim Thaci. Um relatório de 2010 do Conselho da Europa e um livro de Carla Del Ponte, a ex-procuradora do Tribunal Penal Internacional para a Jugoslávia, apoiam alegações de longa data que, no momento da invasão da OTAN, Thaci comandava uma organização criminosa chamada grupo Drenica que enviou mais de 400 sérvios capturados para a Albânia para serem mortos, de modo que seus órgãos pudessem ser extraídos e vendidos para transplante. Hashim Thaci é agora o primeiro-ministro do protetorado da OTAN de Kosovo.

Zaire

Patrice Lumumba, o presidente do Mouvement National Congolais pan-africanista participou na luta do Congo pela independência e se tornou o primeiro primeiro-ministro eleito do Congo em 1960. Ele foi deposto em um golpe apoiado pela CIA liderado por Joseph-Desejo Mobutu, seu Chefe do Estado Maior. Mobutu entregou Lumumba aos separatistas apoiados pelos belgas e mercenários belgas que tinham estado lutando na província de Katanga, e ele foi baleado por um pelotão de fuzilamento liderado por um mercenário belga. Mobutu aboliu as eleições, nomeou-se presidente em 1965 e governou como um ditador por 30 anos.

Ele matou adversários políticos em enforcamentos públicos, mandou torturar outros até a morte, e eventualmente desviou pelo menos cinco bilhões de dólares, enquanto o Zaire, como ele o renomeou se mantinha como um dos países mais pobres do mundo. Mas o apoio dos EUA a Mobutu continuou. Mesmo quando o presidente Carter se distanciou publicamente, o Zaire continuou a receber 50% de toda a ajuda militar dos EUA à África Subsaariana. Quando o Congresso votou cortar a ajuda militar, Carter e os interesses das empresas norte-americanas trabalharam para restaurá-lo. Só na década de 1990, o apoio dos EUA começar a vacilar até que Mobutu fosse deposto por Laurent Kabila, em 1997 e morresse logo em seguida.

resistencia-contra-besta

Conclusão :

Para finalizar e fazer uma conclusão simples; como vemos nos exemplos aqui citados; tais governos que tentavam implantar a própria independência nacional, a justiça e a liberdade, eram na verdade; o alvo da tal Besta Apocalíptica que insistem em reunir seus exércitos na luta contra o cordeiro (bem e progresso).

"Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso." (Apocalipse 16:14)

Más chegou a hora em que a sujeira debaixo do tapete seja expostas e seus agentes desmascarados e a justiça feita para aqueles que por vidas e vidas vivem buscando por ela.

"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;" (Mateus 5:6)

Mesmo a custas de seus interesses pessoais na terra até mesmo pela negação de suas vidas em muitas vidas e por isso o termo: Comunista como forma pejorativa de humilhação, pelos filhos da desobediência só atigem os desprovidos de cultura e história (Romanos 1:30).

"Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:33)

E isso só será possível com a derrota de tal monstro, primeiramente de nossas atitudes e consciências, pois quem deve libertar o homem é o próprio homem, pela educação e no conhecimento da verdade; e o momento é agora. Onde em breve se confirmará com a queda destes seus poderes e símbolos (USA) do poder diante das ações exodinâmicas da natureza pelos cataclísmas que estão por vir na transição do planeta.

"E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre." (Apocalipse 19:20)

Autor: Valter J.Amorim

_______________________________________________________________________

Postagens Relacionadas:

Fora Dilma, PT e Bem vindo á uma Nova Ordem Mundial (Illuminati)

Jornalista americano alerta que governo dos EUA estão agindo para derrubar Dilma

Estados Islâmicos, criado pelos EUA e Sionista para domínio do mundo Árabe

Boicote a Israel, porque todo homem de bem e cristão devem apoiar ?

Fora Dilma, fora PT, fora Comunistas e a agenda Anglo-Sionista

4 comentários:
  1. Nunca li tanta merda. Seu nível de analfabetismo funcional, psicose, esquizofrenia e desonestidade intelectual são absurdos. Juntando a tudo isso, o agravante são seus erros de português. Aff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz questão de liberar seu comentário, pois é o exemplo clássico do problema ao qual nos deparemos hoje e em diversas comunidades, redes sociais, na internet e nos contatos pessoais em confrontos com muitos de veis da extrema direita.

      Raiva, ódio, intolerância, cupidez, orgulho e hipocrisia principalmente; isso está gravado na história da humanidade; portanto não sou eu aqui o analfabeto funcional; alias muitos de vocês criticam Dilma em sua fala: "GOLPE", más nem se quer entendem o sentido desta palavra ao que foi gravado na história e está ai.

      Vai ter que engolir guéla a baixo a VERDADE e dane-se se sua MENTE CRISTALIZADA pela direita imoral ou seus agentes como a MÍDIA enganadora ou teu parto falou outra coisa. Para aqueles que conhecem as revelações bíblicas sabem o que eu falo e isso que importa. Quanto aos erros de caligrafia; não vivo de imagens; querendo se mostrar perfeito na sociedade em pureza das imagens como muitos de vocês, o que importa para Deus é a essência e não a imagem. Que adianta ser rico, lindo, e poderosos se suas almas após a morte será destinada aos infernos e miséria dos astrais inferiores ?

      Sinceramente; vocês não sabem na verdade; nem o que são, para mim almas falidas ricas apenas das Marcas da Besta, destilando ódio e egoísmo onde passam, destinadas apenas ao futuro expurgo planetário.

      Com toda minha sinceridade, compaixão e tristeza, só posso lhes dizer: Tchau Queridos !!!!!

      Excluir
  2. O interessante é que o irmão walter falou sobre coisas reais.Descrições históricas,com análises técnicas e informativas do que aconteceu;com críticas construtivas,reais e imparciais do que aconteceu e acontece.Bom texto rapaz! Muito elaborado como narrativa histórica,com linguagem fácil de entender.
    DEUS o conserve assim. Esses tipos de comentários fazem falta na internet;continue IMPARCIAL SR WALTER J AMORIM. TEXTOS SIMPLES em que consegui ler.

    ResponderExcluir
  3. AH,QUE BOM SERIA SE OS COLONIZADORES TIVESSEM FEITO A MESMA COISA QUE JESUS CRISTO E OS 12 APÓSTOLOS FIZERAM!!! Rezemos para que a humanidade pratique os ensinos de JESUS CRISTO 25 horas ao dia. Isso que os dominadores fazem é prática anti-cristã, é ser um real 666 na terra. Um absurdo.

    ResponderExcluir

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !