Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Boicote a Israel, porque todo homem de bem e cristão devem apoiar ?

cristão e o boicote a israel sionista

O Boicote a Israel

Diversos países entre as mais váriadas mentes conscientes, entre: artistas, filósofos, intelectuais e o público em geral tem se envolvido bravamente no movimento mundial de boicote a Israel, que tem crescido dia á dia, numa união coletiva universal por um mundo melhor e mais justo.

E digo; do porquê na verdade todo homem de bem e cristão devem apoiar este movimento neste artigo inédito. E é claro que grande parte religiosa ainda apegada ás tradições dogmáticas, em maioria protestantes na América e muitos aqui no Brasil, tendem a ficarem neutras em parte e em muitos casos; serem imparciais e até criticarem tal iniciativa.

E neste artigo único, como uma chave rara, que somente ela pode abrir a principal que dá acesso a uma certa liberdade, que no caso aqui é o obstáculo que mundo pseudo-cristão moderno pró-sionista faz, contra movimentos como estes, inspirados em suas falsas convicções bíblicas, que aqui vamos de uma vez por todas desmitificar com a interpretação correta das profecias, provando que não deveria haver motivo nenhum para os cristãos evangélicos apoiarem tal estado israelense.

Na VERDADE, a razão racional, religiosa e espiritual para qualquer um que queira se fazer um verdadeiro seguidor de Cristo, concentir com o apoio ao movimento de boicote e ao mesmo tempo, abrir a consciência coletiva religosa não só para renovações, más contra tais conceitos religiosos ditadoriais escravistas irraizados a tempos, que foram condicionados a manipuladar para o mantenimento desse modelo obscuro de Israel hoje e saibam aqui, como ?

As responsabilidade dos Culpados

idolatria crista israel

O movimento de boicote á Israel além de tentar desestruturar a economia sionista e derrubar esse modelo político neste estado, também tem a intenção de levar a conscientização do público popular e dos órgãos governamentais suas responsabilidades perante aos abusos e crimes cometido por este modelo de Israel (Sionista) em seus últimos 60 anos.

Principalmente das comunidades pseudas-cristãs que desde a tempos tem apoiado e financiado o movimento sionistas, por suas fascinações teológicas errôneas e aqui neste artigo inédito e único, muitos vão entender de como esse apoio dos evangélicos ao Estado de Israel é uma ilusão e fruto da manipulação cultural e religiosa ocidental, deixando claro que o que combatemos aqui é o movimento SIONISTAS.

Vejam: Sionismo – Wikipedia

Para aqueles que quiserem aderirem ao boicote, as tetras iniciais dos códigos de barra que caracterizam produtos importados de Israel são; "729" e "871".

Vejam mais: Apoio ao boicote a Israel se intensifica

O Espírito Sionista em Israel

boicote ao genocidio de Israel

De todas atrocidades cometidas pelo Sionismo, já conhecida por muitos, acho que a mais cruel e satânica, é de como ele pode conseguir por sua influência converter a alma humana no ódio, ao ponto de tal ser passar a desejar o mal á seu semelhantes e menosprezar o valor da vida humana em si.

crianças preconceituosas de israel

Esse horror moral que pudemos ver recentemente em nossa atualidade foi a visão de milhares de judeus fazerem arquibancadas, piqueniques e reuniões ao ar livre numa colina, assistindo e festejando ao cair de bombas dentro de Gaza, sabendo que ali estavam sendo mortos, milhares de mulheres e crianças.

E também um grupo de crianças judia de uma escola primária escrevendo mensagens em bombas para as crianças palestinas. Isso tudo, fruto da demonização que o SIONISMO implantou nas mentes dos jovens judeus, através de adulterações nos livros didáticos em Israel.

Vejam este meu artigo ABAIXO e entenderão isso:

Link: Sionistas mudam a história para gerarem ódio entre Israelenses e Palestinos.

Isso mostra, como o próprio povo judeu está sendo condicionado também por este sistema político maldito, que está muito longe de ser religioso, a odiar os palestinos e como esta nova geração não conhece sua história de 100 anos atrás, crendo que quando chegaram de volta a seus territórios antes de 1948, a região era desabitada e os palestinos, um problema; que surgiu para a competitividade destas regiões. Vejam o vídeo abaixo, e é um estudo da professora judia de literatura Nurit Peled-Elhanan.

Link: Os palestinos nos livros escolares de Israel (Como se faz a desumanização de um povo)

Assim vê esta nova geração; os palestinos sempre como um povo problematico, arredio e cruel; e jamais imaginam que eles próprios (judeus), são os verdadeiros agressores e que seu império foi construido as custas do sangue deste pobre povo que odeiam. E isso o sionistas sempre farão de tudo para enconder do público; a verdade, como estas palavras que jamais se encontrarão em seus livros de história:

David-Ben-Gurion

"Aldeias judaicas foram construídas no lugar de aldeias árabes. Você nem sabe os nomes destas aldeias árabes, e eu não o culpo porque nos livros de geografia já não existem ... Não há um único lugar construído neste país que não tinha uma ex-população árabe". (Moshe Dayan, no Haaretz, 4 de abril de 1969)

"Temos de fazer tudo para garantir que eles (os refugiados palestinos) nunca retornem." - David Ben-Gurion, em seu diário, 18 de julho de 1948, citado por Michael Bar Zohar "Ben-Gurion: o profeta armado", Prentice-Hall, 1967, p. 157.

“Nós expulsaremos os árabes e tomaremos suas terras. Em cada ataque um golpe decisivo deve ser dado resultando na destruição de casas e na expulsão da população”. (Frase de Ben Gurion em carta a seu filho “1937”).

Obs: Ben Gurion, foi um dos principais lideres sionista de Israel em seu tempo, tendo ocupado o cargo de primeiro ministro em 1948.

A Espada e o Dragão

a espada de deus e o dragão apocalíptico

A “Espada” (Jeremias 50:35-37) no velho testamento simbolicamente significava a “justiça”, sintetizada nas guerras pela submissão de uma nação á outra; e por esse motivo até hoje os judeus esperam um messias guerreiro e chefe militar (Isaías11:4).

Na boa nova do Cristo, a espada (Apocalipse 2:16) toma um significado mais abrangente, sintetizando isso na “verdade” (Apocalipse 1:16) pela “palavra de Deus”, que nada mais é que o puro “evangelho eterno” trago por Cristo.

Vejam: Jesus aboliu a lei de Moisés ? (Para entender o que é um puro evangelho)

- E por mais que um crente seja induzido a crer que 2+1 é igual a 4, e muitos passem assim a ver, levando tal conclusão matemática errônea como verdade pelo lado místico nos ditos milagres. A verdade sempre será a verdade ! - não estamos falando apenas do lado religioso e espiritual, más em todas as circunstancias da vida. É neste ponto que emerge a necessidade de uma religião em que a ciência e a lógica andem juntas. E por isso vocês vão entender porque a VERDADE liberta e derrota o tal Dragão.

Obs: Sobre a relação entre o SIONISMO e o DRAGÃO do livro de Apocalipse, sugiro a leitura deste meu artigo na visão transcendental sobre esta relação.

Vejam: Sionismo – O Dragão do Apocalipse e a Invasão Reptiliana na terra

As Marcas da Besta e a Espada que sai da Boca

as marcas da besta e do dragão

Por mais que diversas comunidade religiosas e crentes creiam que 2+1 é igual a 4, e esse quatro a que estou referindo aqui na mais são os mitos de que: “Israel é o povo de Deus, que não se pode critica-la por causa de uma maldição divina, que a volta dos judeus a suas terras são cumprimento de profecias e que tais terras nas mãos dos palestinos não eram férteis” e outros absurdos mais.

A verdade sempre será a VERDADE, pois para mim 2+1 é igual a 3, esse três nada menos é a ESPADA de dois Gumes (Hebreus 4:12) que trago comigo a tempos, e que transpassou cortando fundo a medula de tais sistemas religiosos castrados e equivocados, quando á mais de quatro anos fiz a interpretação correta de "Ezequiel 37", desmistificado toda esse engano gerado por este sistema religioso atual que formam segundo seus dogmas milhares de ditos “homens de Deus”, á qual nenhum deles puderam me refutar até hoje, nas comunidades religiosas e que diretamente servia para exaltar essa Israel e ajuda-la, na indução de milhares de fiéis em todo mundo que até hoje doam recursos a ela; achando que ajudam Deus no cumprimento de profecias.

E que diretamente também influenciava diversos comentários religiosos limitados sobre a "questão da palestina” e o "estado de Israel" ao qual já possuía na época minha visão pessoal do assunto pelo estudo da histórian e que me completou. E agora vamos entender como absurdamente este amor evangélico á Israel Sionista é uma ilusão, fruto da manipulação e tem alimentado esse DRAGÃO com o sacrifício de milhares de vidas na palestina.

As Marcas da Bestas:

Assim, para recaptilar, a “Marca da Besta” esta longe de ser literalmente um “chip eletrônico”, como muitos creem, pois no velho testamento, a primeira aliança era o "sinal ou marca de Deus", Vejam: (Êxodo 13:9), nas “mãos” (atos) e “frontes” (consciências), e da mesma forma segue as marcas da besta que nada mais são, que além de sentimento e atos inferiores, também tais doutrinas equivocadas que ascensionam as “Obras da Lei”, ou melhor; além do judaísmo, suas tradições e mitos ultrapassados, conduzindo os cristãos morte espiritual (João 5:24), ou melhor; o retrocesso espiritual anulando o “sacrifício na cruz” (Mateus 15:8).

Na verdade; a menasgem do “Anticristo”, pois o termo “sentar no templo de Deus”, é a expressão positiva de sistemas religiosos humanos metódicos, que hoje dominam o mundo cristão. Vejam o artigo abaixo:

Vejam: O Número da Besta, Imagem da Besta e Marca da Besta, saibam as diferenças ?

Aos idiotas inimigos da Verdade

os ediotas de olavo de carvalho e reinaldo azevedo

O tom parece meio radical. Más aqui vamos fazer uma colocação justa aos seguidores de falsas ideologias e mestres, como por exemplo; os partidários dos Pró-Sionistas; Dr. Olavo de Carvalho e outros, que em seu blog usa sempre o slogam “para não ser um idiota”.

A conclusão desta idiotice entenderão no final do artigo, e não deixaremos de fazer também uma analise de quem são na verdade os defensores ferrenhos desta atual Israel.

Vamos lembrar também que no ano passado, o Papa Franscisco reconheceu a nescessidade da criação de um estado palestino e isso gerou o ódio dos sionistas e de muitos críticos como no caso do tal Dr Olavo, vamos ver a baixo o trecho de um de seus seguidores fiéis falando do assunto e do próprio Olavo escomugando o papa Franscisco e cavando sua própria sepultura:

idolatria-olavo-de-carvalho

Vejam: Papa Francisco reconhece o Estado da Palestina

cristica-anticrista-de-olavo-de-carvalho-papa-franscisco

Agora; não só Olavo de Carvalho, más Reinaldo Azevedoe por que não colocarmos no mesmo caldeirão também Silas Malafaia, Bispo Marcedo, Rachel Sheherazade e outros desta direita sempre pró-sionistas, e mostrarei na verdade onde fica a moral religiosa, cientifica, cultural e filosófica de tais mestre e ídolos; ditos tradicionais, que abocanham milhares de seguidores doentes e cegos por suas conclusões. Mais adiante entederão de forma clara o mais óbvio.

Derrubando Mitos sobre Israel

mentiras sobre Israel

Para fazer uma matéria simples e resumida, algumas colocações deixarei os link dos artigos completos de tal assunto, e basta qualquer estudá-los afundo e verão que nada aqui estamos manipulando fatos.

A Rebeldia de Israel

- Segundo a própria bíblia, a nação de Israel foi muito rebelde, sendo castigada com o exílio babilônico. Más segundo as promessas de Deus, seria lhes perdoado os pecados e redimida se tornando ai uma super-nação no período conhecido como Fim dos Tempos.

Vejam: Os Últimos dias e o que diz a Bíblia realmente

- Más isso só seria cumprido se ela se converte-se aos ideais do futuro Messias, que sabemos hoje, ser Jesus. Más ao nega-lo, tais promessas acabaram não se cumprindo e portanto; sendo ela castigada mais uma vez com a diáspora romana entre os anos 70 e 135 dc. Fato conhecido como a “Grande Tribulação”, aceita também pela teologia católica.

Vejam: A Grande Tribulação, Arrebatamento e o Fim dos Tempos de Israel

FARSA: A desculpa de que os judeus merecem legitimamente por decreto divino e essas terras é uma farsa, pois um dia Deus deu essas terras a eles, más por suas rebeldias deles foram tiradas novamente no passado. (Marcos 4:25) (Mateus 21:43).

O Povo de Deus e os Anticristos

anticristos evangélicos

Se a profecia de “Ezequiel 37” se cumpriu com a criação de Israel em 1948, como os protestantes afirmam, então na lógica o Messias ainda não veio ou se revelou para o mundo !

Ezequiel 37 fala na verdade da volta do “exílio babilônico” e não da “diáspora romana”, como interpretam os PROTESTANTES; no versículo 26 (Ezequiel 37:26), diz que Deus “faria um pacto de paz”, que não era mais nada que o evangelho trazido por Cristo em seu tempo! - Pois é nesta sequência que está a profecia; “RESSUSCITAR OS OSSOS (Nação) SECOS, LEVÁ-LOS DE VOLTA Á SUAS TERRA E FAZER UMA ALIANÇA DE PAZ”. (grifo meu)

Se esse retorno se cumpriu em 1948 na criação do estado de Israel, então agora só falta a ALIANÇA DE PAZ, pois até hoje os judeus esperam seu Messias. E indiretamente afirmam os PROTESTANTES sem saberem seguindo as ideologias Sionistas que; "O Messias Jesus ainda não veio ao mundo".

Más recapitulando o que disse João, sobre tais ensinos e obras (atos): "Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.” (2 João 1:7)

FARSA: O povo de Deus, é a igreja (comunidades), que atualmente possuem a missão de levar sua palavra (evangelho), esta igreja espiritual é a nova “figueira”, a “vinha” e não mais Israel nação.

A Palestina Desabitada

Qualquer pessoa de bom senso que gosta de se informar culturalmente, tomando como base qualquer enciclopédia idônea ou livros de história até mesmo do ensino médio, estudando a história de Jerusalém e suas respectivas guerras na idade média financiadas pela igreja e as invasões e conquistas dos muçulmanos naquela época, vão entender que desde aquele período houve uma grande onda migratória de árabes para aquelas regiões. Somente na época em que SALADINO conquistou Jerusalém, já havia um população de 77% de árabes na palestina. Segundo documentos israelenses pelo senso da época da criação do estado de Israel, 80 % da população naqueles dias eram de palestinos.

FARSA: Afirmar que esta região era desabitada e que os palestinos só chegaram ali sendo expulsos de suas supostas regiões chegando na palestina na época da volta dos judeus (1918) é uma farsa que vai além de tudo aquilo que conhecemos de racionalismo e ética.

Aliança perpetua com Abraão

Por mais que algumas doutrinas cristã mesmo que preguem, a igreja como soberana, mesmo sendo assim; os judeus são um povo diferenciado de outros em que com ele existe um promessa eterna com Abraão. Não deixa de ser mais uma derivação desta visão deturpada da teologia moderna de Israel como um relógio divino. Fato que os próprios evangelhos desmistificam isso:“e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano.” (Mateus18:17)

FARSA: Somos a bola da vez, ou melhor; o primeiros e os últimos compreende a todos os povos que não seguem o evangelho da vida. Portanto; estão no mesmo patamar; judeus e outros povos.

Amaldiçoarei quem te amaldiçoar

amaldiçoar que te amaldiçoar

"E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra." (Gênesis 12:3)

- Milhares de sites e artigos evangélicos sempre usam essa passagem da Gênesis para dar um ar de medo aos críticos desta Israel em nosso tempo, más na verdade; quando essas palavras foram ditas; a nação israelita era a "menina dos olhos de Deus", portanto; isso se restringe aquele tempo.

FARSA: Vindo a graça por Cristo, os cristãos passaram a serem os primeiros, portanto; hoje, estas palavras da Genesis é uma referências ao povo de Deus, a igreja espiritual.

“Palestina” Termo inventado pelos Árabes

Voltando ao conceito bíblico de fim dos tempos, a profecia bem clara que previa este fim, era a de Daniel, que até hoje tais doutrinas milenistas insistem a manter na forma equivocada, pois não vendo o fim do mundo naquela época, jogam para o futuro o que foi passado.

Ao negarem Jesus, pois era o período que as profecias afirmava que o "Messías" apareceria, acabaram acolhendo Simeon Bar Korchba, como o tal, ainda mais sendo ele um chefe militar, que incentivou o povo a se rebelarem contra os romanos, no ano 135 dc, deu-se um fim catastrófico ao último dos três conflitos entre estas nações. Conhecido historicamente como as “Guerras romano-judaicas”.

Vejam: Guerras romano-judaicas – Wikipédia

tribulação

Então vamos entender a profecia: A primeira guerra em 70dc (Grande Tribulação bíblica), a segunda 115 dc e a terceira em 135dc que deu ao fim do antigo reino de Israel e não do mundo como querem tais teólogos. Assim previu Daniel: “E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações.” (Daniel 9:26)

- Como vemos; no período final das setentas semanas,a cidade e o santuárioseriam destruídos, e isso se cumpre no ano 70dc, a abominação descrita por Daniel e citada por Jesus (Mateus 24:15), e até o fim; ou melhor, se referindo aos anos seguintes que se findaria com o fim deste Reino em 135 dc pelas legiões romanos liderados por Adriano.

E mais tarde no sec ll, o Imperador Adriano denomina aquela região com o nome de “PALESTINA”, vejam este artigo abaixo, judaico: HISTÓRIA E SIGNIFICADO DE “PALESTINA” E “PALESTINOS”FARSA: O termo “palestina” não foi criado pelos Árabe modernos, seguindo ideais partidários, más sim pelo imperador Romano Adriano, por seus direitos de DESPOJO.

FARSA: A Grande Tribulação já ocorreu naquela época e isso é fato bíblico ! – Como afirmou Jesus que “tudo”(Mateus 24:34) ocorreria naquela GERAÇÃO.

FARSA: A teoria do intervalo, em que muitos jogam a última semana de Daniel para nossa época, em suas novas teorias do fim do mundo sem olhar o lado simbólico e histórico aqui descrito, é anticristã, pois induz a crerem que o Cristo ainda não veio ao mundo, bem como a teoria de sete anos de tribulação e outras mais. Toda a TRIBULAÇÃO bíblica já ocorreu, não existe isso que chama de “segunda parte da tribulação”.

A Desculpa de Defesa de Israel

terrorismo de isarel sionista

Para derrubarmos qualquer objeção de qualquer teoria religiosa e popular ao qual nosso opositores sempre usam para justificar tal carnificina. Como no exemplo da necessidade e direito de defesa de Israel perante o Hamas ou o uso covarde da população civil como escudos humanos; valemos aqui lembrar que esse formidável exercito, possui seu excelentes atiradores de elite, não sendo isso problema para Israel neutralizar tais iniciativas terroristas isoladamente.

Isso sem contar com seus sistema de defesa “iron dome”, que impede a penetração de foguetes do Hamas em sua regiões, não necessitando de contra-ataques por parte de Israel.

Vejam: Cúpula de Ferro – Wikipédia

ataque aereo israel gaza

Más a verdade é; que por essa falsas imagens mostradas na mídia pelas propagandas Sionistas, Israel se disfarça visualmente para o público ocidental como o grande respeitador da vida humana; quando na verdade, tais atentados são retaliados mais tarde em diversas regiões de GAZA, e fora da visão das câmeras sensacionalistas, é claro; como seus ataques desproporcionais e só a questão de tal desproporcionalidade já seria a desculpa para qualquer mente racional jamais apoiar o programa militar de Israel.

Hoje, por experiências reais, dois médico noruegueses Gideon Levy e Alex Levac em Gaza descrevem, atônitos, a guerra que visa especialmente a ataques em residências e hospitais e faz população acreditar que já “não há nada a perder”.

A mídia sensacionalista e comprada afirma que Israel avisa cinco minutos antes de bombardear certas áreas em Gaza, em sua suposta guerra contra os terroristas, más na verdade, segundo afirmam estes médicos o aviso é de 80 segundos. Somente em um destes ataques que levou apenas duas horas foram; 1.035 mortos, 6.233 feridos. Assim como outras verdades e que os meios de comunicações da ELITE, sempre encobrem para controlar a opinião pública.

Uma Causa Justa e a Traição britânica

mentira propaganda illuminati sionista

Como vemos no que diz a imagem acima, vamos agora recapitular algumas informações históricas, que tanto os SIONISTAS e seus defensores desta direita corrupta fazem tanta questão de esconder do público. Em 1914, no início da Primeira Guerra Mundial, a Grã-Bretanha prometeu a independência das terras árabes, inclusive da Palestina, então sob controle do “Império Otomano”, se os árabes lutassem contra a Turquia, então aliada de Hitler.

Em 1917, a Grã-Bretanha derrota o Exército Otomano e conquista a Síria e a Palestina; com a ajuda da campanha militar Árabe liderada pelo oficial T.E.Lawrence (conhecido como Lawrence da Arábia).

Más o que aconteceu depois foi a maior traição que a história moderna pode nos conceber. A Grã-Bretanha, trai suas promessas aos árabes concedendo tais concessões territoriais aos SIONISTAS. Como é descrito no famosa carta de Balfour ao senhor Rothschild:

A declaração de Balfour e a traição ao árabes

Caro Lorde Rothschild, alegro-me em poder comunicar-lhe, em nome do governo de Sua Majestade, a seguinte declaração de simpatia pelo movimento judaico-sionista, apresentada e aprovada pelo gabinete oficial: A construção de uma pátria para os judeus na Palestina é vista pelo governo de Sua Majestade com bons olhos.Sua Majestade fará tudo o que for de seu alcance para facilitar os caminhos rumo a esse objetivo.

Deve-se ressaltar, no entanto, que nada deve ser feito no sentido de prejudicar os direitos civis e religiosos dos povos não judeus que vivem na Palestina, ou de prejudicar os direitos e a situação política de judeus em algum outro país.”

- Esta carta, datada de 2 de novembro de 1917 e assinada pelo então ministro britânico do Exterior, Arthur James Balfour, e é uma declaração da cumplicidade e corrupção britânica imperialista para com as futuras operações SIONISTAS de limpeza étnica.Mesmo nela deixando em observação, o respeito ao povo não judeu.

No dia 14 de maio de 1948 a Inglaterra retirou-se da Palestina, entregando escandalosamente o seu aparato bélico e o enorme arsenal militar aos terroristas judeus do " Haganá, do Irgun e do Stern", cumprindo assim a outra obscura cláusula da sinistra negociata "balfour-rothschild", que cuminou mais tarde com o Nakba; o maior desastre etnico de nosso século.

Vejam: 64 anos do Nakba: A limpeza étnica da Palestina e as responsabilidades ocidental e brasileira

- Vamos entender também os interesses por tal território neste artigo abaixo, que vai muito além do que só o petróleo:

Vejam: Os Rotschilds, o Estado de Israel e os recursos do Mar Morto.

anglo-saxo-illuminatisSIONISTAS

Illuminati e Sionistas

Fala-se muito da negação do palestino na partilha, onde eles não teriam aceito o acordo determinado pelo ONU. Se não; é porque tal divisão não eram justas para ele, que na época determinava 55¨% dos territórios á uma população de 16 %, e 82% da população árabe ficando com a menor parte. Más pela histórica e por provas escritas, como as de Ben Gurion, temos a ideia que mesmo aceito tal acordo pelos palestinos, não seriam pelo judeus sionistas. Desde a formação do movimento Sionista, antes da criação do estado em 1948, houve uma necessidade frenética de compra de terras dos palestinos, más antes de 1948, essas terras não passaram dos 10%e assim se fez a necessidade do roubo pelas expulsões, iniciado pelos grupos terroristas.

O Sionismo mostrou claramente ai seus ideais, coincidindo com os escritos dos " Protocolos dos Sábios de Sião" , que muitos defendem afirmando serem apenas documentos forjados e um simples teoria da conspiração, como descreve os planos sionista para o mundo, descriminado nesta carta:

Nessa nova organização da Humanidade, os filhos de Israel, dispersos por todos os cantos da terra se converterão ….Os governos das nações integrantes da futura República Universal cairão, sem esforço, nas mãos dos israelitas, …..A propriedade privada poderá então ser suprimida pelos governantes da raça judia, que administrão, em todas as partes dos fundos públicos. Assim se realizará a promessa do Talmud, segundo o qual, quando chegar o tempo do Messias, nós judeus possuiremos os bens de todos os povos da Terra.” (trecho da carta que Karl Marx recebeu de seu Rabino Baruch Levy em 1848).

- Como podemos observar, "República Universal" o (Nova Ordem) e é assim que age o SIONISMO, por trás dos Illumintais, como autores em busca de uma futura traição para a busca do primeiro lugar. E por isso partimos da idéia, de que; os SIONISTAS não querem a PAZ, sem a conquista de todo território palestino e futuramente do mundo, com segue diversas informações atualizadas. Tanto SiONISTA como ILLUMINATIS, partilham o mundo com suas armações ocultas e os sionistas paraecem é que comandam o jogo dentro do congresso americano, E HOJE; tal invasão da Síria é só mais uma cartada expolítica em seus expansões territórias, como denunciou o coroneu Wesley Clark e outros.

Vejam: Estados Islâmicos, criado pelos EUA e Sionista para domínio do mundo Árabe

E mais: Nem Obama ou ninguém. AIPAC o Lobby Israelense que dominou os EUA “por dentro”

Conclusão:

ídolo dos illuminati sionista

Para concluir, o Sionismo nada mais é que o “lado negro” que é normal de toda religião, cultura, personalidade e etc, como possuímos também o próprio radicalismo cristão, centrado sempre no materialismo. Da qual dominou a maior parte deste modelo moderno de igreja decadente, hoje. Onde a corrupção se fez pela necessidade em moldar tais instituições segundo os competitivismo mundano, pela busca dos número de fiéis, sem a preoculpação em nada com qualidade. Qualidade esta; que exige a submissão do homem ao evangelho e não ao contrário.

Resumindo o que falamos até aqui; cristão que é cristão, tem o compromisso de seguir Jesus em ESPÍRITO e VERDADE.

Em toda essa lama histórica da questão da palestina e do estado de Israel, julgando sem as FALSA CRENÇAS que refutamos até aqui, olhando pessoas e não rótulos religiosos, se pergunta ?

O que faz dos Judeus segundo tudo isso, más idôneos ou favoritos para a legitimidade deste território então ? - Levando em conta que antes da criação do estado de Israel; palestinos, judeus e cristãos viviam em paz nestes territórios, antes da jurisdição dos sionistas, como explica alguns os judeus ortodoxos e é nesta paz com respeito mútuo que acredito.

Vejam abaixo este vídeo e conheçam que em Israel existem existe o lado bom, judeus verdadeiro que velam pelas verdadeiras tradições do judaismo.

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=imI8Dzso3vc

- Mesmo tratando a palestina como questão de DESPOJO de guerra e que venham aqui afirmar, que sendo presenteada pela Inglaterra, tem o direito legitimo destas terras. Lembremos que foram os palestinos e árabes que lutaram pela Inglaterra e venceram os OTAMANOS e não os judeus. Então na verdade; o que temos até aqui é uma farsa histórica cheia de injustiças cometidas por aqueles que se acham donos do mundo, defendidos SEMPRE por seus cúmplices bem pagos ou iludidos em todos os tempos da história humana, e na verdade; a verdadeira essência oculta do CAPITALISMO.

E nisto nos perguntamos; não usando o termo “idiota”, más “inocentes”, pois assim tem que ser, este que apostam suas almas e morais com a dependência cultural, religiosa e espirituais á tais falsos mestres que sempre sabem só contar um lado da história, como; OLAVO DE CARVALHO, SILAS MALAFAIA, RAQUEL SHEHERAZADE, BISPO MARCEDO e outros, que no mundo são apenas falsos atrativos, para dominar a mente daqueles sempre presos ás estas falsas imagens.

Ai nos perguntamos; Jesus proibiu o prejuízo moral e espiritual que o homem viesse a infligir á seu próximo, e mesmo que venham desestruturar tal poder político, hoje, quem é que vai pagar estes 60 anos de prejuízos materiais e morais infligido aos palestinos ?

Meditemos meu amigos e trabalhemos para desarticular dia a dia este mal de nossa sociedade, assim como outros, que ainda sobrevivem com a ajuda das mentiras e manipulações, facilitadas pela inocências culturais de muitos, para levar a dor e o sofrimento ao nosso próximo, pois um dia, este próximo pode ser até mesmo um de nós. Sempre com a espada da verdade em mãos. Pois temos que ser o sal da terra e principalmente darmos exemplos.

E não como querem muitos, presos em seus mundos de opulências, vaidades e egoísmo, iludidos sonhando com um novo céu e terra, onde Jesus e Baal andam de mãos dadas.

Meu vídeo resumido sobre o assunto.

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=nqeJKIh9oMk

- Cliquem em aqui, para fazerem o download da versão para WhatsApp.

* Mais links para pesquisas:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Palestina

Israel vs Palestina: História de um conflito I (1900-1948)

Israel foi e continua sendo terrorista

1917: Apoio britânico ao movimento sionista

Mais: A História oculta do Sionismo - PDF

Autor: Valter J.Amorim (Aquárius 2036)

______________________________________________________________________

Postagens Relacionadas:

Estados Islâmicos, criado pelos EUA e Sionista para domínio do mundo Árabe

A Arrogância dos EUA irá destruir seu “IMPÉRIO

Jornalista americano alerta que governo dos EUA estão agindo para derrubar Dilma

Manifestações 2015, Golpistas em prol da Soberania Americana (EUA)

Fora Dilma, fora PT, fora Comunistas e a agenda Anglo-Sionista

1 comentários:
  1. Excelente matéria! Bem elucidativa. Entretanto, vergonhosamente, não são só os protestantes que compõem a ala sionista do Cristianismo. Hoje em dia, muitos católicos também estão apoiando Israel e o Sionismo, vendo o mesmo como algo legítimo, e não acham mais necessário que os judeus aceitem a Cristo. Foram totalmente contaminados pela bactéria sionista! E pior; se mostrarmos-lhes a verdade de tudo, ainda nos tomam por anti-semitas, nazistas e até comunistas, pois vêem a Palestina, o mundo árabe como um todo e seus defensores como tal.

    ResponderExcluir

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !