Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Porque os Judeus Ortodoxos se opõem ao Estado de Israel Sionista ?

judeus-ortodoxos-contra-estado-sionista-israel

O que vamos deixar aqui nada mais ou menos é a visão dos judeus ultraortodoxos, Neturei Karta (em hebraico נטורי קרתא do aramaico "guardiões da cidade"). São um grupo de judeus que procuram resgatar e manter as tradições fiéis do judaísmo e da torah, sua fonte de fé. São o que podemos chamar de o lado bom e puro do povo semita que negam de todas as formas o atual estado de Israel e o Sionismo. E gora vamos entender do porquê ?

“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás.” (Apocalipse 2:9)

Primeiro algumas introduções:

1) O que é "o povo de Israel"?

  • O Povo de Israel já existe há milhares de anos.

  • Eles têm a sua própria particularidade, e natureza essencial.

  • A Torá é a fonte de sua natureza essencial.

  • Sem o Torá e fé não há Povo de Israel.

  • Todo aquele que nega a Torá e a fé não faz mais parte do povo de Israel.

  • O objetivo do povo de Israel neste mundo é o Serviço Divino.

  • Sua salvação é a ocupação no Serviço Divino.

2) O que é o sionismo?

  • O sionismo é uma coisa relativamente nova.

  • Ela existe apenas durante um século.

  • Sionismo tenta redefinir a verdadeira natureza essencial do povo de Israel, ao substitui-lo por um personagem completamente contraditório e contrário - Numa nação mundana materialista.

  • Sua infelicidade é a falta do que outras nações possuem, ou seja, um estado e exército.

  • Sua salvação é baseada na posse de um estado e exército etc.

  • Isto é claramente enunciados nos círculos do pensamento sionista, e entre os dirigentes do Estado sionista, que através da mudança da natureza e do caráter do povo de Israel e de seu modo de pensar que pode-se definir ante o povo de Israel "a sua salvação "- por um estado e um exército.

    O Povo de Israel se opor ao chamado "Estado de Israel" por quatro razões:

    PRIMEIRA - O "Estado de Israel" assim chamada é diametralmente oposta e completamente contraditória com a verdadeira essência e fundamento do povo de Israel, como é explicado acima. A única vez que o Povo de Israel foi autorizados a ter um estado foi á dois mil anos atrás, quando a glória do criador estava sobre nós, e também no futuro, quando a glória do criador vai mais uma vez ser revelado, e todo o mundo o servirão, então Ele mesmo (sem qualquer esforço humano ou da força das armas) vai nos conceder um reino fundado no Serviço Divino. No entanto, um estado mundano, como aqueles possuídos por outros povos, é contraditório com a verdadeira essência do povo de Israel. Quem chama isso de salvação de Israel mostra que nega a essência do povo de Israel, e substitui outra natureza, uma natureza mundana materialista, e, portanto, colocando diante deles, uma "salvação", mundana materialista e os meios para atingir essa "salvação"também são mundanos e materialista ou seja, por organizar uma terra pelo exército. No entanto, a verdadeira salvação do povo de Israel está a aproximar-se do Criador. Isto não é feito pela organização de força armadas. Pelo contrário, é feito através da ocupação do Torá e boas ações.

    SEGUNDA - Por causa de tudo isso e outros motivos a Torá nos proíbe de acabar com o exílio e estabelecer um Estado e exército até o Santo, bendito Ele, na Sua Glória e Essência vir nos redimir. Isso é proibido mesmo se o estado é conduzido de acordo com a lei da Torah porque decorrem do próprio exílio e é proibido, somos obrigados a permanecer sob o domínio das nações do mundo, como é explicado no livro VAYOEL MOSHE. Se transgredir essa liminar, Ele trará sobre nós (nós pode ser poupado) terrível castigo.

    TERCEIRO - Afora as decorrências do exílio, todos os feitos dos sionistas são diametralmente opostas à fé e a Torá. Porque a fundação da Fé e da Torá de Israel é que a Torá foi revelada do céu, e há recompensa para aqueles que obedecê-la e punição para os que transgridem-la. Todo o povo de Israel é obrigado a obedecer a Torá, e quem não quer, deixa de ser parte da congregação de Israel.

    QUARTA - Afora o fato de que eles mesmos não obedecem a Torá eles fazem tudo o que podem para impedir que alguém se dedique ao cumprir os mandamentos da Torah, os créditos a liberdade da religião são mentiras. Eles lutam com todas as suas forças para destruir a fé de Israel.

  • palestina-livre-judeus-neturei-karta

    Os sionistas afirmam que eles são os salvadores do Israel, mas isto é refutado por doze coisas:

    PRIMEIRA - Se alguém contempla-se os dois mil anos de nosso exílio, tomando os cem anos por base, não vai encontrar tanto sofrimento, derramamento de sangue, e catástrofes ao povo de Israel quanto no período dos sionistas, e é conhecida que a maior parte do sofrimento deste século foi causado pelos sionistas, como os nossos rabinos nos alertou que seria o caso.

    SEGUNDA - É declarado abertamente em livros escritos pelos fundadores do sionismo que os meios pelos quais eles planejam para estabelecer um Estado seria instigar o anti-semitismo, minando a segurança dos judeus em todas as terras do mundo, até que eles fossem forçados a fugir para seu estado. E assim eles fizeram - Eles intencionalmente enfureceram o povo alemão e atiçaram as chamas do ódio nazista, que ajudou os nazistas, com a fraude e o engano, tomando comunidades judaicas inteiras afora para os campos de concentração, e os sionistas mesmos admitem isso. (Veja os livros perfídia, Min Hameitzor, etc.). Os sionistas continuam a praticar esta estratégia hoje. Eles incitam o anti-semitismo e, em seguida, eles se apresentam como os "salvadores". Aqui estão duas respostas dadas pelos líderes dos sionistas durante a Segunda Guerra Mundial, quando eles foram convidados a resgatar por dinheiro os judeus dos nazistas. Greenbaum disse "Uma vaca na Palestina vale mais do que todos os judeus na Polónia." (D'us nos livre).

    Weitzman disse: "A parte mais importante do povo judeu já está na terra (de Israel) e aqueles que são deixados, não são importantes" (Que possamos ser poupados).

    TERCEIRO - Vemos que a maioria dos judeus no mundo vivem em segurança e em boas condições físicas, e não tenho vontade de ir morar no Estado sionista. Considerando que muitas pessoas deixaram o Estado sionista para viverem em melhores condições em outros países.

    QUARTA - Os sionistas fazer uma grande quantidade de propaganda para induzir as pessoas a imigrar para seu estado. Se seu estado é tão benéfico por que eles têm de fazer tanta propaganda.

    QUINTA - Porque ninguém quer os sionistas para "salvá-los". A única maneira que eles podem para obter imigrantes é, prometendo as pessoas pobres benefícios materiais e, mesmo assim muitas poucas pessoas respondem.

    SEXTO - O Estado sionista está sempre ameaçado pelos perigos da guerra. Considerando que o resto dos judeus no mundo viver em paz e segurança, (exceto em alguns lugares onde os sionistas têm minado a sua segurança e atiçou as chamas do ódio)

    SÉTIMO - O Estado sionista não pode continuar a existir sem o apoio econômico dos judeus que vivem fora do Estado sionista.

    OITAVO - O Estado sionista está à beira do colapso econômico, e seu dinheiro é quase inútil.

    NONO - O Estado sionista persegue todos os judeus que não são leais à sua fé.

    DÉCIMA - Eles começam guerras que põem em perigo o povo judeu, por causa de seus próprios interesses políticos.

    DÉCIMA PRIMEIRA - De acordo com a Torá o caminho da segurança está em seguir o caminhos da paz e não começar brigas com outras nações, como os sionistas fazer.

    DÉCIMA SEGUNDA - Mesmo se os sionistas pudessem e fornece-sem a segurança física, seria à custa da nossa fé e nossa Torá. O verdadeiro povo de Israel prefere a morte ao invés de vida a tal preço.
    Portanto, é evidente que o sionismo não é o salvador do povo de Israel. Pelo contrário, é a sua maior desgraça.

    Embora existam alguns judeus observantes e rabinos, que aprovam os sionistas, esta não é a opinião da Torá.

    Os sionistas têm controle suficiente sobre a mídia americana se certificar de que apenas o seu lado da história é ouvida.

    Eles fazem com que pareça que todos os judeus e seus rabinos são sionistas, mas esta é falsa propaganda.

    Os rabinos mais importantes e a maioria dos judeus religiosos se opõem ao sionismo, mas a sua voz não são ouvidas por causa do controle sionista na mídia norte-americana.

    Os sionistas aterrorizam todos os que fala contra eles.

    Essa parte das massas judaicas que se deixa enganar pela propaganda sionista coloca pressão sobre os seus rabinos á não falar.

    Entre o terror e a pressão das massas a maioria dos rabinos são impedidos de falar.

  • fé-torah-e-o-povo-de-israel

    Nós trazemos três testemunhos da verdadeira opinião da Torá.

    1) Nos últimos dois mil anos sobre os perigos e os sofrimentos do exílio não se viu uma vez qualquer um dos Sábios de Israel sugerirem que deveríamos criar um estado para nos proteger. Á cada geração, tivemos milhares de Sábios bem versado na Torá.

    2) Temos milhares de trabalho legal da lei da Torá que foram entregues a nós pelos Sábios de todas as gerações. Nem uma vez vemos uma palavra que sugere a criação de um Estado. O que nós encontramos é advertências contra ISSO.

    3) Os fundadores do sionismo eram todos ateus que negavam a Torá. Toda os sábios em Torah da época se opuseram a eles e ao sionismo, dizendo que o sionismo só conduzirá a destruição.

    No entanto o verdadeiro povo de Israel nunca vai mudar sua natureza ou desistir de sua fé por causa da força que o Criador lhes dá.

    O sionismo é um crescimento estranho no corpo do Povo Judeu. A final será que ele vai livrar-se deste crescimento estrangeiro e permanecer puro.

    Sionismo superou o povo judeu por força, fraude e terror, mas nada disso vai ajudá-los, porque a verdade permanecerá sempre com a ajuda do Criador.

    Sionismo não irá substituir o Povo Judeu. O povo judeu continuará forte em sua fé e o Estado sionista deixará de existir.

    É, portanto, a nossa exigência de que o Estado que se chama ISRAEL, deverá deixar de existir. Uma vez que isto não vai ser feito, nós exigimos que eles deixam de chama-lo de "Israel", porque todo o seu ser está em completa oposição com o verdadeiro povo de Israel. O verdadeiro povo de Israel negar-lhes a permissão de se chamar por esse nome. Os líderes sionistas não têm direito a estabelecer-se como os representantes e porta-vozes dos verdadeiros filhos de Israel.

    Desde que nós sabemos que não vai atender a esta demanda, quer nós sentimos que, pelo menos, clamamos a verdade. A verdade será sempre a verdade. De nenhuma maneira ou força poderá a verdade ser alterada. Mesmo se todo o mundo disser que um e um é três, a verdade permanecerá que um mais um é dois.

    Deixem a verdade ser declarada. O uso do nome "Israel" por esse Estado é uma falsificação completa. O povo de Israel não tem nada a ver com esse Estado. Sionismo e seu Estado não têm parte nenhuma no verdadeiro Israel.

    Fonte: http://www.nkusa.org/

  • 1 comentários:
    1. Os naturei katras acreditam que o estado de Israel somente pode ser estabelecido pelo MESSIAS, assim acreditam que apoiando todo aquele que se opõem ao estado secular está apressando a vinda do messias

      Cabe indagar e não foi escrito neste artigo,como será o estado de Israel com o messias??

      Será o grande Israel com dimensões bem maiores que atuais

      Apenas para judeus de preferência da linha naturei katra

      como podem ver quando vejo postagens exaltando estes caras tenho verdadeiros orgasmos,pois quem publica está dando tiro no pé

      e finalizoa

      anti sionismo = antissemitismo

      dois lados da mesma moeda

      ResponderExcluir

    Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !