Digite seu E-mail:

Assine o Feed

A Figueira continua sendo Israel ou é a Igreja ?

Figueira-Israel

A Figueira era Israel

O que na verdade é uma figueira segundo o mentalísmo de Jesus que chegou ao ponto de até á amaldiçoar uma ?

Na verdade, uma arvore que tem o propósito de dar frutos e no sentido simbólico uma referência á Nação de Israel que como esta arvore o importante era produzir seu frutos, que nada mais era a evolução espiritual dos homens.

Israel em sua história referenciada nos livros da Torah é assemelhada não somente á uma figueira, más também á uma mulher formosa que mais tarde se prostitui (Ezequiel 16), traindo seu marido (Isaías 54:5)tendo o destino de se regenerar e se tornar fiel ao seu Senhor (Isaías1:21), assim também como um servo (Isaías 41:8) que morre e depois deve ressuscitar (Isaías 37) .

A Figueira que não dá Frutos

figueira-israel

Jesus muitas vezes deixou em observação o entendimento do fim dos últimos dias da nação política israelita á seus apóstolos, quando ele amaldiçoa uma figueira infrutífera (Mateus 21:19), ele deixa claro á seus apóstolos de que aquilo que não servia mais para os propósitos divinos deveria secar até a raiz.

João Batista que o antecedeu, afirma a mesma mensagem quando dizia que o machado já estava posto á raiz das arvores (Mateus 3:10). Lembrando que o termo arvores era usado no velho testamento para nações.

Como já expliquei em outras postagens; os Últimos dias de Israel representava aquela época ao qual no mundo israelita estava sendo pregado a redenção pelo evangelho do Messias. O profeta Joel em uma das profecias prevê o estado espiritual ao qual se encontraria Israel na época de Jesus (Lucas 18:8)no futuro afirmando:

“A vide se secou, a figueira se murchou, a romeira também, e a palmeira e a macieira; todas as árvores do campo se secaram, e já não há alegria entre os filhos dos homens.” (Joel 1:12)

Portanto a figueira e vinha simbolizada na época de Jesus era ISRAEL que já não podia mais cumprir sua missão redentora entre os homens por causa de seus trabalhadores(Lucas 12:46).

A Nova Figueira do Senhor

a-noiva-igreja-do-cordeiro

Na parábola profética das bodas temos o seguinte:

“E, por último, enviou-lhes seu filho, dizendo: Terão respeito a meu filho. Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e apoderemo-nos da sua herança. E, lançando mão dele, o arrastaram para fora da vinha, e o mataram. Quando, pois, vier o senhor da vinha, que fará àqueles lavradores? Dizem-lhe eles: Dará afrontosa morte aos maus, e arrendará a vinha a outros lavradores, que a seu tempo lhe dêem os frutos.” (Mateus 21:37-41)

- No enredo profético entendemos que após (Deus) enviar seus servos (Profetas) que foram mortos e humilhados (Mateus 21:35), envia seu filho por último (JESUS), que foi morto fora da vinha, ou seja: como um herege, e depois da vinda do SENHOR em sua propriedade ele deu morte aos culpados e a vinha á outros, ou melhor: á nação espiritual cristã.

A vinda do SENHOR é uma referência ás guerras judaicas-romanas ocorridas no períodos entre 70 e 135 dc, conhecida também como a GRANDE TRIBULAÇÃO, marcando o fim do ANTIGO REINO DE ISRAEL.

Vejam: A Grande Tribulação, Arrebatamento e o Fim dos Tempos de Israel

A Pedra da Igreja

Jesus-pedra-angula

E continuando pelo mesmo pensamento e pagina do livro de Mateus:

“Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras:A pedra, que os edificadores rejeitaram,essa foi posta por cabeça do ângulo;pelo Senhor foi feito isto,E é maravilhoso aos nossos olhos? Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.” (Mateus 21:42,43)

- Quando Jesus se refere á PEDRA que os edificadores (judeus) reprovaram ele faz uma referencia á profecia de (Zacarias 12:3), que diz que Jerusalém seria essa Pedra. Más essa exaltação soberana da nação prevista também por outros profetas; só seria possível com a aceitação do Messias Ungido dos Céus (Jesus).

Portanto: na época prevista desta redenção de Israel para sua ascensão, a nação negou Jesus e assim as profecias de glória sobre a nação material acaram não se cumprindo.

O apóstolo Paulo entende isso quando afirma que Jesus era essa pedra (Atos 4:11). E assim entendemos que após o fim do reino de Israel em135 dc, através da igreja primitiva o cristianismo passou a se instalar na sede do mundo pagão (ROMA), que mais tarde por sua igreja se espalhou pelo resto do mundo.

Jeremias 31: 31e a Igreja

jesus-bom-pastor

Para finalizarmos nossa visão sobre este assunto e ficar bem mais claro essa compreensão, vamos analisar a profecia em Jeremias 31 que fala da redenção de Israel com uma nova aliança.

“Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá.” (Jeremias 31:31)

- Essa passagem prevê a futura Nova Aliança traga por Jesus e o apóstolo Paulo em seu tempo faz referência á esta passagem de Jeremias em (Hebreus 8:8), más continuando a sequência profética de Jeremias 31 temos:

“Se falharem estas ordenanças de diante de mim, diz o Senhor, deixará também a descendência de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre.” (Jeremias 31:36)

- Portanto como já foi explicado lá em cima; ao negarem Jesus como o Messias encarnado e enviado dos Céus, a nação Israel dos Filho de Abraão segundo a CARNE deixou de ser uma NAÇÃO divina. Pedra, Vinha, Noiva, Servo e Figueira. Passando todo essas suas promessas todos estes títulos de glória áos Filhos de Abraão segundo o Fé e não á carne. Ou melhor: a Nação Espiritual Cristã ou Israel espiritual.

Essa conclusão não é bem vistas á judeus messiânicos e muitos protestantes; más as escrituras são claras de quem se apoia pela LEI para suas reflexões da Graças tendes caído (Gálatas 5:4 )e está submisso á maldições reservadas para aqueles que são pela LEI.

Portanto não podemos obrigar a ninguém a seguirem nossas objeções, as provas estão mais do que obvias segundo o que diz as próprias palavras de Jesus. E esperemos que muitos estudem bem estes pontos, pois não é nossas objeções particulares, más sim várias objeções que se findam em uma mesma conclusão.

Fica aqui um pequeno filme de 3min, bem explicativo sobre o assunto:

Versão em inglês: God of Israel or the Church ?

Versão em espanhol: ¿ Dios de Israel o la Iglesia ?

- E mais este vídeo abaixo deste bispo da congregação: ”Igreja Cristã Nova Vida” que confirma a mesma conclusão aqui expostas desta postagem.

Abraços a todos e paz aos homens de boa vontade.

Autor: Valter J.Amorim (Aquárius 2036)


Postagens Relacionadas:

Israel – A Nação Rebelde Cujo o Deus não é o SENHOR !

Os 144 mil remidos no Monte Sião e a Israel Espiritual

Israel o Relógio Profético de Deus e a grande conspiração Cristã Sionista

Ex-Presidente Jimmy Carter denúncia Política inescrupulosa de Israel para com Palestinos

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !