Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Os sete corpos do Homem – Uma Introdução

Os sete corpos

sete-corpos-sutís

O homem (ou Ego, ser pensante e consciente) possui 7 tipos de corpos. Esses são envoltórios que permitem ao homem atuar nas diferentes regiões do Universo. São veículos, instrumentos que o Ser utiliza para atuar nessas regiões e que, por isso, pode variar sua constituição sendo mais ou menos denso de acordo o plano em que irá atuar.

São eles:

Sob a denominação de "corpo físico" devem incluir-se os dois princípios inferiores do homem, corpo grosseiro (a parte visível) e o duplo etérico. Ambos funcionam no plano físico; ambos são compostos de matéria física e formados para um período de vida física, e ambos são abandonados pelo homem físico quando morre e desintegram no mundo físico quando o homem segue para o astral.

A anatomia oculta do ser humano engloba os corpos: físico, etérico, emocional, mental e espiritual. Realizar a unificação em todos os níveis  é a meta do ocultista, e isso inclui os quatro corpos, todos os chakras, a Personalidade, a Alma, a mônada, o antakarana e todos os aspectos do ser.

corpos-inferiores

Quando compreendemos o processo de evolução, a essência do caminho espiritual fica mais fácil integração e a União consigo mesmo, com a Alma com o espírito expandido a consciência do microcosmo com o macrocosmos.

Cada um destes corpos corresponde a um nível de consciência e juntos formam o campo energético humano, no qual o corpo físico é a estrutura mais densa - o que nele se manifesta é consequência de todo o processo energético sutil.”

Como seres multidimensionais que somos, nos manifestamos em várias dimensões (ou diferentes planos de realidade) e possuímos um sistema de corpos, no qual, o corpo físico é na realidade, um conglomerado de todos os outros, com a acréscimo da matéria ou substância planetária (Os corpos sutis são compostos de substância Luz) e isso explica porque tudo...mental, emocional, psíquico e espiritual, encontra-se retratado no corpo físico.

setes-corpos-espirituais

Os corpos sutis são representados por sete corpos ou centros de energias e fluídos, que tem seus centros em pontos distribuídos ao longo do eixo central do nosso corpo e são conhecidos como chakras e, na verdade os chakras não designam centros orgânicos corporais específicos, mas modalidades de existência, estados de ser particulares, ou seja , níveis específicos de consciência.

“Deve-se notar que na literatura teósofica original (como a escrita por Blavatsky) o termo "corpo astral" não tem o mesmo significado de que o termo utilizado em literatura teosófica posterior (como a de C. W. Leadbeater).

sete-níveis-corpos

Nas obras de Blavatsky o corpo astral não se refere ao corpo emocional mas ao duplo etérico Linga Sharira. Contudo mais tarde C.W. Leadbeater e Annie Besant (Adyar School of Theosophy), e a seguir a eles, Alice Bailey, equacionaram o astral com o princípio Kama (desejo) e designaram-no por corpo emocional (um conceito não encontrado na Teosofia anterior).

O duplo etérico é equivalente ao corpo vital na literatura rosacruciana de Max Heindel [1], pois o mesmo refere que o corpo etérico ou vital é divisível pelo indivíduo de forma voluntária-consciente-positiva (no caso de um "Auxiliar Invisível") ou de forma involuntária-inconsciente-negativa (no caso de "Medium"), em duas partes, cada uma das quais com dois etéres. A designação de "corpo vital", segundo Heindel, deve-se ao facto de o éter ser o meio de ingresso da força vital do Sol e das agências na natureza que promovem actividades vitais com o assimilação, o crescimento e a propagação.

Nesta constituição setenária, podemos entender o Atman como a coroa que encima a constituição humana (a ponta superior do triângulo), fornecendo-lhe o seu espírito imortal. Podemos dizer que a Tríade superior é a parte imortal da natureza humana, o "espírito" e alma da terminologia Cristã, enquanto que o Quaternário inferior é a parte mortal, o "corpo", do Cristianismo.

4-Corpos-Espirituais

Segundo Blavatsky, o Absoluto emana de si raios, que são chamados de Mônadas ou Atman. Estas Mônadas são a Essência Imortal do Homem. O Atman, com o objetivo de individualizar-se, emana de si um princípio mais denso chamado Budhi. Esta díade Atman-Budhi reveste-se de princípios cada vez mais densos, e em número de sete. Iniciando do mais denso para o mais sutil:

1. Sthula Sharira - O corpo físico, corpo denso.

2. Prâna - O corpo vital;

3. Linga Sharira - O duplo etérico, o corpo astral na teosofia original, de Blavatsky;

4. Kâma Rupa - O corpo de desejos ou corpo emocional, o corpo astral na literatura teosófica posterior a Blavatsky;

5. Manas - Nossa Alma Humana, ou Mente Divina. É o elo entre a Díade Atman-Budhi e nossos princípios inferiores; O corpo mental de Manas inferior;

6. Budhi - Nossa Alma Divina;

7. Atman - O raio do Absoluto, nossa Essência Divina;

A tríade Atma-Budhi-Manas é a parte superior e imortal do Homem, sendo os restantes quatro princípios chamados de "princípios inferiores" ou "quaternário inferior".

A constituição setenária proposta por Blavatsky e a Teosofia é uma síntese de ideias da filosofia oriental (Advaita Vedanta, Samkhya) e ocidental (Platonismo, ocultismo). Todas estas correntes concordam que a constituição humana é formada por sete princípios.

Embora a ideia original de Blavatsky tenha sofrido posteriores modificações, feitas por esoteristas como Leadbeater, Rudolph Steiner e Alice Bailey, a descrição dos sete princípios de Blavatsky permanece consistentemente como base do pensamento esotérico ocidental.

A CONSTITUIÇÃO DO HOMEM SEGUNDO OUTRAS RELIGIÕES E FILOSOFIAS

A constituição do Homem segundo os Mestres Ascensos Nos ensinamentos da The Summit Lighthouse, o homem também é constituído de sete corpos: três corpos superiores: o Corpo da Presença do EU SOU, o Corpo Causal e o Santo Cristo Pessoal e quatro corpos inferiores: o corpo etérico, o corpo mental, o corpo emocional (ou astral) e o corpo físico. Os três corpos superiores correspondem ao plano do Espírito e os quatro corpos inferiores ao plano da matéria.

Além disto, outras correntes rosacruzes, como é o caso da Fraternitas Rosicruciana Antiqua, preferem propor uma constituição humana formada por três princípios: Corpo,alma e espírito.

Neste esquema tríplice, o Corpo é associado ao corpo denso; a alma é associada ao corpo astral; e o espírito aos princípios superiores do homem. A alma se constitui no elo que une e liga o corpo e o espírito. Um ideia semelhante é o perispírito da doutrina espírita, elemento mais sutil que o corpo, porém mais denso que o espírito e que o reveste.

Interessante observar que uma constituição tríplice do Homem (corpo, alma e espírito) também é aceita pela Igreja Católica.

O Corpo Físico retrata todos os corpos e transmite todas as energias dos raios através dos chakras que são representados pelo sistema endócrino.

É um corpo material, constituído de ossos, pele, sangue. Apresenta cinco sentidos básicos: tato, paladar, olfato, visão em geral, conseguem enxergar.

O corpo físico do homem é composto de matéria nestes setes estados – o corpo grosseiro consiste de sólidos, líquido, gases, e o duplo etérico, das quatro divisões do éter, conhecidas respectivamente sob as denonimações de Éter I, Éter II, Éter III, e Éter IV.

Henrique Rosa (2) diz que o mundo físico ou plano físico tem duas grandes divisões. O lado mais sutil da matéria densa, conhecida como etérica, as crianças e os animais em geral conseguem enxergar.

As duas grandes divisões são:

1. Plano Físico Inferior. É constituído por três subplanos: sólido, líquido e gasoso. Assim, podemos verificar que atualmente todos vivemos no Plano Físico Inferior.

2. Plano Físico Superior. É constituído por quatro subplanos: etérico, superetérico, subatômico e atômico, este o mais elevado deste subplano. Falando em termos mais energéticos, também são classificados como: quarto etérico (matéria da ordem dos iônicos), Terceiro etérico (matéria da ordem dos prótons), segundo etérico (matéria da ordem dos neutrinos), primeiro etérico (matéria da ordem dos elétrons).

Neste subplano é onde vivem muitos dos espíritos da natureza, aquelas criaturinhas pequeninas que cuidam das plantas, flores, árvores, águas, etc., também conhecidas, dentre vários nomes, por: gnomos, ninfas e fadas.

Este texto é resultado de uma pesquisa, é uma compilação:

1- Alice bailey

2- Shaffica Karagulla

3- wikipedia

4-Annie Besant

Fonte: http://dharmadhannyael.blogspot.com.br


Postagens Relacionadas:

O Perispírito e o duplo etérico

O Monoideísmo e a deformação no Corpo Espiritual

O Caduceu de Hermes e sua Relação com os Chackras

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !