Digite seu E-mail:

Assine o Feed

O Milênio com Jesus já ocorrido nos primeiros séculos

Reino-milenar-com-Jesus

O Milênio com Jesus

“Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos. “ (Apocalipse 20:6)

- Por estas palavras acima, se estabilizou por séculos a doutrina do reinado milenar de Jesus com seus futuros escolhidos no céu. E como muitas profecias apocalípticas modernas, a doutrina milenista se diversifica por tantas teorias das mais variadas formas definidas por muitas comunidades cristãs, para o futuro próximo .

Para que possamos entender essa época em toda sua fidelidade, analisaremos o que na verdade é fim dos tempos segundo o que é determinado na bíblia por verdade, e entender porque Jesus usou o termo; Primeira Ressurreição e Segundo Morte.

Como já expliquei o fim do velho testamento ao qual é divulgado pelos quatro evangelhos não representa o mesmo ao qual é divulgada no livro de apocalipse, vejam : “Você Sabia que a Ressurreição dos Mortos do Último Dia já Ocorreu !'’.

milenio-com-cristo

Primeiros e Últimos

“Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.” (Mateus 20:16)

- Como já foi explicado em outras postagens, Os “Primeiros” são os judeus ao qual Deus havia os chamados primeiramente para observar suas leis, os “segundo ou Últimos”; são os cristãos que foram chamados depois, e após a vinda de redenção em Cristo, os primeiros se tornaram os últimos por o negarem e os últimos os primeiros por o segurem. (grifo nosso )

Notem aqui que Jesus usou o termo Último, não deixando margem para a definição de excluídos, definindo uma sequencia de ascensão ao seu Reino, em vez do que prega a doutrina milenista que define que só haverá uma chance ou um único fim dos tempos e ressurreição.

“…Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus.” (Mateus 21:31)

- Notem o mesmo pensamento, Jesus é claro faz uma referencia a todo aquela geração judaica unida pela lei e pela religião semita. Pois os vícios da alma são sempre o grande entrave dos homens ao alcançar o céu, muitos destes vícios levam séculos e até milênios para que o homem, pela dor ôs abandone.

Essa era a finalidade do evangelho, libertar a alma dos homens por seus próprio esforços na compreensão de seus males, enquanto o judaísmo procurava ôs ocultar pelos rituais exteriores de devoção. (Mateus 23:25 e Lucas 11:39)

Milênio-nas-Profecias

Primeira e Segunda Ressurreição

Como já provamos biblicamente que a primeira ressurreição dos mortos junto com o primeiro fim dos tempos ou mundo já ocorreu em Cristo, vamos tentar alinhar cronologicamente as outras profecias para que possam entender.

Mais quando ocorre e se fala da (2º ressurreição) na bíblia ?

No livro do profeta Daniel (Dn 12:2) e que muitos acharam estar se referindo a primeira. Daniel querendo saber a época pergunta ao anjo e lhe responde que depois de;

“tempo, tempos e metade do tempo, e quando tiverem acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas” (Dn 12:7)

1260 dias

O “tempo, tempos e metade do tempo” representa na lingua simbólica da bíblia 42 meses que é definido por 1260 dias e anos proféticos.

(A mulher e o Dragão)

Estes 1260 anos, são os mesmo descritos no livro de João em que a mulher (igreja primitiva) é confinada no deserto longe dos olhos do DRAGÃO (igreja Romana). (Apocalipse 12:14).

(As duas testemunhas)

Os mesmo 1260 anos em que as duas testemunhas (O velho e o novo testamento) profetizariam vestidas de sacos (enclausuradas) ou seja restrita somente ao clérigo PAPAL.

Por tanto o livro de Daniel está fazendo referencia á uma época determinada na história e ao futuro livro do apocalipse, e o fim destes 1260 dias se dá no fim do poder exclusivista da igreja romana. citado em João com a “FERIDA DE MORTE” Ou seja; o fim de um novo ciclo, ou mundo.

(A Purificação do Santuário)  

Na época de Daniel o povo judeu estava cativo dos babilônicos e segundo o anjo por revelação levaria 2300 tardes para purificar o santuário e 70 semanas para acabar com as transgressões ou pecados.

Vejam: Os 144 mil remidos no Monte Sião e a Israel Espiritual

O Fim do Mundo de Israel

era-cristã-descrição

70 semanas = 490

A contagem se inicia desde a ordem para restaurar Jerusalém em 457 a.C, entãos temos.

457-490= 33 DC

- 70 semanas que se conclui na época do inicio da divulgação da mensagem cristã (1º ressurreição), mais para purificar o santuário precisaria de 2300 anos que chegamos à data de: 1843 DC, justamente na época da (2º ressurreição) dos mortos.

Para entendem mais, vejam : “ O Fim da Era Cristã e do Império das Trevas Segundo os Códigos Bíblicos'’.

Jerusalém Celeste

milenio-reino-céus

“Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo; destruirá e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre.

Como viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela destruiu o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro. O Grande Deus fez saber ao rei o que há de ser futuramente. Certo é o “sonho, e fiel, a sua interpretação.” (Daniel 2:44-45).

- Um reino não feito por mãos humanas.

A história mostra a perfeita interpretação de Daniel. Três impérios sucederam o império Babilônico no domínio do mundo: Medo-Persa (Prata), Grego (Bronze), e o Romano (Ferro).

Portanto após após o fim deste último (Roma), esta (Pedra ou Reino Celestial) se faria conhecer. A verdadeira utopia dos cristãos, a Jerusalém celeste, e que dominara sobre todos os reinos da terra eternamente, exatamente na época da (2º ressurreição), que para nós espíritas nada mais é do que a revelação espírita pelas mãos de Allan Kardec.

Ou como muitos entendem, um cristianismo restaurado voltado para o mundo espiritual, suas leis e ao evangelho de Jesus.

“Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias.” (Daniel 12:12)

primeira-ressurreição-milênio

Os Santos da Primeira Ressurreição

“Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; ....” (Daniel 12:10)

“E farei passar esta terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro.” (Zacarias 13:9)

“E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e purificará os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata; então ao Senhor trarão oferta em justiça.” (Malaquias 3:3)

- Ser judeus era orgulho daqueles que nasciam nesta raça, simplesmente pela promessa de Deus de soberania sobre todas as outras nações, um pagão por exemplo era considerado uma raça inferior por eles, além das riquezas que muitas famílias grosavam vindas de outras gerações.

Muitos que se converteram é claro foram pelas maravilhas que viram mais os outros foram por afinidade na doutrina, pois Jesus pregava igualdade, e o sentimento de renuncia e humildade já fazia parte dessas almas, e por essa rebeldia ao mundo, estavam prontos até mesmo dá suas vidas por Jesus e seus ensinos.

arrebatamento-santos-tribulação

Graças a esses verdadeiros mártires e heróis o cristianismo venceu o paganismo em Roma, tornando se religião oficial, pelo derramar de seus sangues, são estes ao qual Jesus faz referencia em (Apocalipse 20:6), são este que reinaram com Cristo no Astral na colônia espiritual NOVA Jerusalém, numa época dentro da história do cristianismo, a quase mil anos atrás, antes de sua ida, quem sabe?

Para seu mundo em esferas superiores !

Autor: Valter J. Amorim


Postagens Relacionadas:

A Visão Espírita Sobre a Besta do Apocalipse

A Grande Tribulação, Arrebatamento e o Fim dos Tempos de Israel

Os Últimos dias e o que diz a bíblia realmente

Os Sete Céus dos Cristãos e o Rumo á Ascensão

1 comentários:
  1. VALTER J.AMORIM;DEUS O ABENÇÕE PELO SEU SITE. OS TEXTOS SÃO BONS!

    ResponderExcluir

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !