Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Os Sete Arcanjos de Deus sem as Imposições Doutrinárias

Os Sete Arcanjos

Sete-Arcanjos

A doutrina dos anjos e arcanjos sempre foi e é um dos mais admiráveis estudos referente a seres celestes das religiões de muitos povos, na bíblia encontramo-la de forma mais organizada sobre seu verdadeiro aspecto divino.

Mesmo por esses aspectos revelativos, não deixemos de relacionar aqui a limitação doutrinária das organizações religiosas que dominaram essa cultura bíblica, como os hebreus e os cristãos.

Os Arcanjos e as Doutrinas

Os judeus tradicionais vêem esses seres de uma forma, os mais esotéricos baseados também pela cabala e outras fontes apócrifas, já vêem de modo diferente toda essas revelações, assim como protestantes, católicos, e espiritualistas em geral.

Para se ter uma idéia, os católicos acreditam na existências de três arcanjos, simplesmente por que um em evidência (Rafael), está descrito em um de seus livros , não pertencente a cultura literal protestante, e visto como um livro apócrifo, que é o caso do livro de Tobias.

Os protestantes acreditam na existência de apenas de dois arcanjos e em algumas denominações a totalidade apenas de um, sendo o próprio MIGUEL, que para alguns seria o próprio Jesus, como no caso dos testemunhas de Jeová.

E assim por diante.

trono-de-Deus-Anjos

Os Sete Anjos e o Trono de Deus

Apesar da bíblia em si descrever na forma literal apenas um arcanjos, sendo Miguel, na mesma literatura encontramos a descrição dos sete anjos que estão diante do trono de Deus.

Isso é definido no livro de Tobias, e confirmado no livro de apocalipse de João.

“EU SOU RAFAEL, um dos sete anjos que estão sempre prontos para entrar na presença do Senhor glorioso”. (Tobia 12:15)

Confirma-se Em:

“…paz da parte daquele que é, que era e que vem; da parte dos SETE ESPÍRITOS que estão DIANTE DO TRONO DE DEUS”. (Apocalipse 1:4)

“E vi os sete anjos, que estavam diante de Deus, e foram-lhes dadas sete trombetas”. (Apocalipse 8:2)

E mais:

“E no livro de Lucas 1;19  temos: “Eu sou GABRIEL. Estou sempre na presença de Deus, e ele me mandou dar esta boa notícia para você.”

- Definindo literalmente e possivelmente a posição de arcanjo á Gabriel.

Para que possamos ter uma visão mais completa do assunto, iremos nos abastecer de um dos livros apocalípticos mais antigos da história hebraica e que infelizmente é tido como um livro apócrifo também por alguns judeus, como também para muitos cristãos. Seu teor é muito revelador e inspirado, pois os próprios evangelistas inspirados pelo espírito divino os utilizaram e vamos provar também isso aqui.

profeta-Enoch-sete-arcanjos

O livro de Enoch e os Arcanjos

Enoque – חנוך, Chanoch ou Hanokh – é o nome dado uma das personagens bíblicas mais peculiares e misteriosas das Escrituras. Nasceu, segundo os escritos judeus, na sétima geração depois de Adão, sendo filho de Jarede, e pai de outra personagem, Matusalém.

Suas revelações são dirigidas ao fim de um período ou mundo antigo, que seria castigado pelas águas do dilúvio, e nele encontramos ainda mais o enredo profético da futura geração que se daria depois do dilúvio até a época messiânica, e onde tudo se cumpriu, demonstrando literalmente sua seriedade inspiratória e divina.

Enoch é o único profeta bíblico que é levado aos lugares celeste (vários céus) e é presenteado com uma visão mais complexas das coisas divinas.

- Enoch descreve as legiões e poderes celestes organizadas pelos anjos, e arcanjos composta em hierarquias e poderes.

(Enoch 70:9 e 10) “Então o Serafim, o Querubim, e o Ophanin (73) rodearam-na: estes são aqueles que nunca adormecem, mas vigiam o trono de Sua glória”.

”Eu vi inumeráveis anjos, milhares de milhares, e miríades de miríades, as quais rodeavam aquela habitação” .

Trono-de-Deus-Arcanjos

- Apesar de o personagem participar pessoalmente dos acontecimentos dando uma característica contextual de sua obra como reveladora de primeira pessoa, também encontramos no livro as revelações de âmbito espiritual, sendo ele apenas o canal, para a revelação espiritual em segunda pessoa.

Segundo seu livro encontramos no CAPITULO 70: 04 ;

E Miguel, um dos arcanjos, tomou-me pela mão direita e levantou-me…”, nos provando assim nesta frase uma coletividade de arcanjos, coisa que as religiões tradicionais negam.

Bom, mais voltando aos arcanjos, eles também podem serem referidos como titulos menores de anjos, como é tão comum na bíblia tradicional, como no caso de Gabriel.

Os Anjos Sentinelas

Arcanjo-Miguel

Assim como Santos Anjos, Sentinelas, Guardiões e simbolicamente na cultura bíblica como “estrelas”, como é visto nestas passagens;

“E lá eu ví sete estrelas, semelhantes a grandes montanhas, e como espíritos suplicando-me. Então o anjo disse: ….As estrelas que rolam sobre fogo são aquelas que transgrediram o mandamento de Deus antes que seu tempo chegasse; pois elas não vieram em sua própria estação.”

(Enoch 18:14 á 16)

“Lá também vi sete estrelas do céu amarradas juntas, …Eu exclamei: Por que espécie de crime elas foram amarradas, e por que foram removidas de seu lugar?”

(Enoch 21:3)

- Notemos aqui que essas duas passagens se referem aos anjos sentinela que caíram e mais tarde levaram ao declínio da sociedade daquela época, o numero sete na cabala representa perfeição ou algo que está completo, que neste caso pode simbolizar toda a complexibilidade desta posição que segundo Enoch não poderia ser inumerada, deixando aqui a referência de que sete pode não representa a totalidade numeral deste cargo, pois o próprio livro descreve uma coletividade maior.

potestades-e-tronos

(crenças da coletividade de arcanjos e anjos)

Vamos ver :

Eram eles:

“….Semihazah; Artqoph; Ramtel; Kokabel; Ramel; Danieal; Zeqiel; Baraqel; Asael; Hermoni; Matarel; Ananel; Stawel; Samsiel; Sahriel; Tummiel; Turiel; Yomiel; Yhaddiel”.

- E como já tinha explicado, segundo alguns trecho esse numero era bem maior. E assim diz o livro que o julgamento daquela geração e dos caídos era presenciado pelos sentinelas fiéis do Senhor, onde temos a descrição contextual de 6 Sentinela.

(Capítulo 20)

”1- Estes são os nomes dos anjos Sentinelas: 2- Uriel, um dos santos anjos, o qual preside sobre o clamor e o terror. 3- Rafael, um dos santos anjos, o qual preside sobre os espíritos dos homens. 4- Raguel, um dos santos anjos, o qual inflige punição ao mundo e às luminárias. 5- Miguel, um dos santos anjos, o qual, presidindo sobre a virtude humana, comanda as ações. 6- Sarakiel, um dos santos anjos, o qual preside sobre os espíritos dos filhos dos homens que transgridem. 7- Gabriel, um dos santos anjos, o qual preside sobre Ikisat(serpentes), sobre o paraiso e sobre o querubim.

Anjos-Arcanjos-Querubins

- Possivelmente o sétimo anjo que falta nesta passagem é Phanuel, e podemos concluir isso, pois o livro descreve quatro cantos importantes da habitação celeste ou da presença de Deus, e vemos a descrição formal deste anjo em um destes cantos;

Depois disso eu pedi ao anjo da paz, que prosseguia comigo, para explicar tudo o que estava escondido. Eu disse-lhe: Quem são aqueles que eu havia visto nos quatro lados ….? Ele respondeu: O primeiro é o misericordioso, o paciente, o santo Miguel. O segundo é aquele que preside sobre todo sofrimento e toda aflição dos filhos dos homens, o santo Rafael. O terceiro, o qual preside sobre tudo o que é poderoso é Gabriel. E o quarto, o qual preside sobre o arrependimento e a esperança daqueles que herdarão a vida eterna, é Fanuel. Estes são os quatro anjos do Altíssimo Deus e suas quatro vozes, as quais naquele momento eu ouvi.(Enoch 40:8 ao 9)

Os Espíritos Santos:

Como já descrevi em outras postagens minhas o termo “espírito santo”, tão tradiciona está errado, pois “Ruach HaKodesh” significa espírito do santo, portanto não se limitando apenas a Jesus, mais aos santos, anjos, arcanjos, serafim e outros mais, que se manifestaram por diversos dons na pentecostes.

A tradição protestante de hoje afirma categoricamente que os deutorocanônicos ou até alguns apocrifos não foram citados pelo apóstolos, mais a história a verdade não é bem assim.

“Também Henoc, o sétimo depois de Adão, profetizou sobre esses indivíduos, quando disse: "Eis que o senhor veio com seus exércitos de anjos” (São Judas 1,14)

- Judas em sua carta o cita o livro de Enoch!

“Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu.” (2 Coríntios 12:2)

- Paulo também faz referência ao mesmo livro (cap 33: 3):

“…Será que não devemos submeter-nos muito mais ao Pai dos espíritos para termos a vida? “

- O termo “Pai dos espíritos” induz  ao termo “Senhor dos espíritos” que caracteriza o espírito como primícia da criação, foi muito utilizado no livro de Enoch (grifo meu).

Deixando aqui exposto que se limita quem quer, a sua própria culturas bíblica literal.

Para encontrar mais referências bíblicas sobre Enoch na bíblia, indico a ler este post(click aqui).

Potestades-Arcanjos

A Doutrina Espírita

Cada arcanjo possui sua função principal, estão hierarquicamente acima de outros seres das potestades ou poderes celestes como; os anjos, e os filhos dos anjos, querubins e outros mais.

A conotação do numero sete simboliza a perfeição na cabala judaica, e possivelmente esse numero pode ser extenso na qualidade de seres divinos que estão nesta categoria.

No livro Apócrifo “Os segredos de Enoch”, temos a referência não de sete arcanjos, mais sim; de sete grupos de ARCANJOS.

Portanto quando se refere á Gabriel, não qualifica um anjo em especial, mais sim possivelmente á uma Legião que possui este nome, assim como a ordem da cruz e do triangulo no astral dirigida por Ramatís.

O termo “Arc” significa “primeiro ou principe”, poderíamos compreender com a categoria em estagio evolutivo acessível ao criador pela perfeição. Más biblicamente é importante notar que esta posição de arcanjo não é vista como perfeição absoluta, pois segundo o livro de Enoch; os anjos rebeldes também ocupavam esta mesma posição de sentinelas, notando quem sabe uma hierarquia entre eles.

A queda somente é verificada a espíritos que estão submissos a lei progresso e das reencarnações sucessivas, ou seja; existem mundo de outras dimensões mais sutis onde essas civilizações ainda estão submissas a esta lei, sendo possivelmente a queda designada á uma classe alta na escala, más não perfeita.

A doutrina espírita ensina que os arcanjos estão no mais alto grau da escala espírita, definida pelos espíritos. ver: Escala Espírita

sete-arcanjos-eos-poderes

Comentário Aquárius

O livro de Enoch apesar de seu teor profético e espiritual, não deixamos de colocar em evidência sua essência simbólica, para uma época bem primitiva onde era necessário as imagens, essa literatura faz uma referência lógica sobre o ponto de vista transcendental a queda das almas rebeldes ás leis divinas do sistema planetário de capela e de outros mundos.

O livro de Enoch em si, ou seja; está versão a que está disponível hoje, foi muito alterada em sua originalidade segundo muitos pesquisadores, falta-lhe paginas e trechos, e para ser ter uma idéia complexa sobre as coisas divinas seria um utopia, por isso aconselho aqueles que querem também se aprofundar neste estudo, que não se limitem, busquem outras fontes apócrifas também e façam suas próprias conclusões.

Futuramente estarei expondo mais fatos sobre o livro de Enoch e outras revelações que sempre se fizeram ocultas por causa da ignorância e limitação humana, mais mesmo assim espero que gostem do que foi exposto até aqui, abraços e paz e luz a todos !

Autor: Valter J.Amorim (o adimnistrador)


Postagens Relacionadas :

A Bíblia e o Livro de Enoch - QUEM COPIOU DE QUEM?

As Chaves de Enoch e Suas Profecias Extraterrenas

Qual é a Bíblia Verdadeira, Católica ou Protestante ?

Quem são os espíritos categorizados como Engenheiros Siderais

A Origem de Lúcifer e o Mito Anunnaki

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !