Digite seu E-mail:

Assine o Feed

A Santíssima Trindade e suas definições através dos tempos

santissima-trindade-definiçoes

A Santíssima Trindade

Quando se fala em trindade sob o ponto de vista cristão, levando se em conta as diversas vertentes do cristianismo, encontramos opiniões diversas.

Alguns a defendem sobre a terminologia de “Santíssima Trindade”, outros a consideram com apenas uma conspiração romana, destinada á destruir a bases sólidas do cristianismo.

Este assunto apesar de não ser bem comentada no meio espírita e esotérico segundo as definições cristãs tradicionais, possui ou outro valor que abrange o sentido da criação, como veículo da progressão dos espíritos, filhos de Deus.

Vamos aqui fazer um síntese sobre sua visão do ponto de vista evolucionário, não propriamente na visão espírita, mais sim sobre seu significado para os homens, através dos tempos, deste simbolismo.

A Trindade Pagã

trindade-paga

A visão dos povos pagãos, referente a trindade era materializado em divindades, de diversas denominações definida por um povo, mais sempre se levava uma visão singular em todas elas.

Sempre representavam características trinas, que segundo os pensamentos vulgares representavam três divindades, que na realidade era apenas uma. Ou seja: Três Deuses em um, ou na lógica uma mesma consciência (pessoa) que se manifestava em três formas.

Para aqueles que estavam geralmente familiarizados com as escolas inciáticas, a visão era bem diferente, distantes da crença vulgar popular.

Temos como exemplo:

O Judaísmo que segundo as definição real em seu tempo que representa um povo genuíno guiado por Deus, apesar desta definição sua idéias sobre Deus a criação, e suas manifestações na matéria, eram limitadas e apesar deste povo estar em contado, com anjos, ou “Espirito de Deus”.

Sua visão ficou apenas restrita em “Javé” como consciência plena, e na raça humana como uma simples obra da criação, os mensageiros divinos (anjo), apenas criados para atender os desígnios divinos, desprovidos de consciências e vontade própria, e segundo alguns nem mesmo existiam.

Bastamos analisar esta passagem do apóstolo Paulo quando se refere á algumas denominações judaicas de seu tempo:

“Porque os saduceus dizem que não há ressurreição, nem anjo, nem espírito; mas os fariseus reconhecem uma e outra coisa.” (Atos 23:8)

Talvez muitos perguntem ?

O que tem a ver “anjos” com a trindade? ….no final desta matéria, vão entender sobre o ponto de vista evolucionário espiritual, a verdadeira relação disto.

A Trindade Cristã

santissima-trindadeA Igreja Católica Romana, por ter dominado em si o cristianismo, sancionou o dogma da trindade pagã, e tempos depois através da revolução definida pelo protestantismo, vemos que em parte houve apenas um rompimento, pois muitas visões dogmáticas foram mantidas, como no caso da trindade pagã.

Segundo a visão cristã primitiva, que podemos perceber pelos evangelhos, podemos entender que a “Trindade” existe sobre a forma de manifestação divina, mais não que esta manifestações sejam uma mesma consciência ou ser !

Deus está acima da criação, manifestou-se através da revelação, que caracteriza uma idéia a frente da mentalidade vigente da época.

Todos aqueles que passam aceitar ou se sintonizar com estas novas idéias, se afinaram com a idéia do criador, então podemos afirmar que este passam a se sintonizar com seus enviados, os mensageiros espirituais (Anjos ) e Deus, e é esta idéia que entendemos, quando Paulo afirmava: “O Espírito Santo habita em nós”.

Esta idéia de união por comunhão de pensamentos foi afirmada por Jesus, quando ele citou” Eu e o pai somos um”, e é somente neste ponto que devemos entender, pois ele usou este mesmo termo quando orava por seus discípulos, ver: (João 17:22),

Algumas vertentes cristãos, utilizam esta passagem para afirmar que Jesus e Deus são uma só entidade, mais na realidade, Jesus falava em afinidade com o pai.

Nos Evangelhos temos três definições; Deus, O Filho do Homem(jesus), e o Espírito Santo, que representam três consciências distintas, Mas que possuíam suas próprias individualidades.

Trindade Santíssima

1°- Deus o criador, não é o filho, nem o filho é Deus.

2°- O filho (Jesus) é Um Espirito Santo, mais o Espírito Santo não é somente o filho.

3°- Os Santos(fiéis), Os Anjos e os Espíritos de Deus, são Espíritos Santos.

Trindade Revelada

Sobre outro ponto de vista, podemos ver também a trindade como forma de revelação divina, bastamos só analisar:

- Pai - (O Judaísmo) 1º Revelação

-Filho- (Cristianismo) ou 2º Revelação

-Espírito Santo - (Espiritismo) ou 3° Revelação

Em João: Jesus declara que enviaria o consolador, mais aqui temos um referência antagônica á trindade pagã, pois Jesus afirma positivamente que não era ele, mais sim outro.

O Espírito Santo

espiritos-santos-

Ramatís na obra “O Sublime Peregrino”, quando refere-se a natalidade de Jesus, ele afirma, que a expressão “gerado pelo Espírito Santo” segundo ele, faz uma passagem referencia á “Maria”, que pelo sua estirpe evolutiva em amor, era um anjo descido do céus para aquela missão.

Nas missões das igrejas primitivas, na liderança de Paulo, encontramos varias passagens onde se refere á manifestações espirituais através dos dons mediúnicos, pelo sonho, visão, incorporações e que sempre era designada ao Espirito Santo de Deus.

Em Atos 12:15, Pedro após ser libertado de sua prisão foi a casa de Maria, e uma criada que não quis abrir a porta, avisou aos residentes que Pedro estava na porta a bater, sabendo eles que Pedro se encontrava encarcerado, exclamarão a criada “está louca”, e dando sinceridade do que afirmava, eles afirmaram “Então deve ser o seu anjo!”.

Alguns defendem a idéia de que o espírito santo e somente o próprio Jesus, mais há varias passagens que mostram uma outra visão, em (1 João 4:1) e (2 Crônicas 15:1) e em várias outras mais.

No livro de Apocalipse temos afirmações positivas sobre a atuação dos espíritos de Deus, referido como “os sete espíritos de Deus” e uma afirmação positiva da atuação de desencarnados (santos), e atuando como juízes (Apocalipse 20:04)

A visão Espírita sobre a trindade

trindade-universal

Segundo a definição dada pelos espíritos na codificação da doutrina por Kardec, no tópico 2, referente á Espírito e Matéria, Kardec pergunta na questão 27: Haveria, assim, dois elementos gerais do Universo: a matéria e o espírito?

Na resposta temos: Sim e acima de ambos, Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas ao elemento material é necessário ajuntara fluido universal…..

- Segundo esta definição temos: Espírito, Matéria e Deus acima de tudo, Os espíritos com o principio inteligente do universo, e a matéria que compreende aos mundo habitados, onde interage os espíritos, para progredirem rumo ao criador.

Estas três definições não ficam em si distantes da visão religiosa cristã, é o começo de uma nova síntese, e quem sabe uma resposta a pergunta, sobre o que somos e porque estamos aqui, sem a obscuração dos mitos e alegorias, como afirmavam mesmo os espíritos na codificação.

Autor: Valter J. Amorim


Postagens Relacionadas:

Jesus é Deus realmente ? – Saiba a verdade !

Jesus era Vegetariano segundo relata alguns Espíritos

Jesus filho de José - portanto tem seu DNA

As Profecias Universais Messiânicas

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !