Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Vidas Passadas na Visão Xamã

Xamanismo e a Reencarnação

As Vidas Passadas e o Xamã

"Para um viver xamã, o momento atual é o que realmente tem importância e deve ser valorizado o tempo todo. Mas é importante salientar que somos a soma de nossas experiências passadas." (Jorge Menezes)

Ampliação de consciência é a maneira como prefiro tratar o termo que hoje em dia é comumente denominado regressão. Escrevo sobre esse assunto para que possamos pensar juntos sobre a importância dessa técnica que, entre outras de nossa terapia xamã, observo dotada de resultados bastante significativos, alcançados em um curto espaço de tempo.

Para os xamãs, toda vez que entramos em EXC (Estado Xamânico de Consciência), fazemos contato com a maravilhosa biblioteca universal que habita a memória de nosso espírito.

A partir do dia em que começamos a admitir nossos dons, nosso amor incondicional pela vida e nossas vidas anteriores, tudo se torna possível com as lembranças que representam valiosos instrumentos para a melhora da qualidade de nossa vida atual.

Para um viver xamã, o momento atual é o que realmente tem importância e deve ser valorizado o tempo todo. Mas é importante salientar que somos a soma de nossas experiências passadas.

Através da terapia de vidas passadas, tecemos considerações importantes como a identificação de atitudes positivas e forças conquistadas em vidas anteriores como também identificamos erros que, relacionados aos moldes de hoje excluem a repetição de frustrações que geraram a necessidade de utilização do processo em forma de terapia. Quando falamos em vidas passadas, não podemos deixar de fazer referência à reencarnação.

Reencarnação é lógica, é simplicidade, é a própria confirmação da existência do Grande Criador do Universo, conforme a passagem que faço questão de relatar agora.

Eu estava com onze anos, quando, no aniversário de um tio, o frei de uma igreja do bairro, para meu espanto, abriu uma conversação curiosa, chamando de malucas as pessoas que acreditavam na reencarnação e na visão de espíritos. Como, desde menino, o meu contato com a quarta dimensão, a aura humana e o mundo espiritual já era algo bastante normal e natural, me dei conta do que estava sendo dito e não admiti, mesmo que aquilo estivesse sendo dito por um respeitável sacerdote.

O silêncio se fez no grupo, quando perguntei ao frei: - O senhor acredita em Deus? - É claro que acredito! - Esse Deus, em que o senhor acredita, é justo e trata todos os seus filhos da mesma maneira, não é mesmo? - Perfeito, justo e amoroso, respondeu já com alguma ironia. - Então o senhor se contradisse, falando de apenas uma vida. Nesse caso, as pessoas teriam oportunidades totalmente diferentes, retruquei.

Naquele aniversário, a Igreja perdia um "festeiro" (pessoa que organiza as festas da Igreja), pois meu tio passou a se interessar pelas obras de Kardec, vindo a se tornar um trabalhador nas lidas dessa doutrina.

Existem diferentes técnicas para retroceder no tempo à procura de Vidas Passadas. Na Índia, sempre foram utilizados exercícios que baniam da mente os turbilhões de pensamentos que a agitavam. Com isso chegavam à calma espiritual, que propicia a lembrança das vidas anteriores. Preferimos o uso de técnicas semelhantes, não optando pela hipnose, pela característica inconsciente desta forma de terapia, a qual não permite reflexões curativas por parte do cliente e do terapeuta.

Embora tratando-se de um trabalho bastante simples, não aconselho a empreender um trabalho de regressão sem a ajuda de um terapeuta experimentado. Uma vez mexido o fio que liga as encarnações precedentes, essas assomam à superfície pouco a pouco, liberando antiquíssimas emoções esquecidas. É preciso muita experiência e competência do terapeuta para "mexer" com a identidade psicofisiológica do cliente, considerando que cada célula do nosso corpo de hoje traz, na memória, traços, emoções e energias adquiridas em vidas anteriores.

Durante os exercícios, muitos efeitos são notados, como a presença de calor ou formigamento em diferentes partes do corpo, o que é perfeitamente normal. O calor provém do aumento da circulação na área sentida, e o formigamento, do aumento da percepção do sistema nervoso naquela área. É importante observar que a não ocorrência dessas sensações não significa que houve falha no processo, pois também é bastante normal a volta no tempo da memória pelo simples e tranquilo relaxamento do corpo físico.

Outro fenômeno muito comum é o REM (Rapid Eye Moviment), rápido tremor das pálpebras ou movimento dos olhos. Isso acontece por atingirmos níveis mais profundos de alfa, fenômeno comum no sono e na sequência do sonho. É normal a dúvida, nas pessoas que participam de um processo de regressão, no que se refere à veracidade das recordações. Será que é fruto da imaginação? Essa impressão logo desaparece pelos resultados que se alcança e pela lógica trazida no transcorrer do trabalho.

A regressão é apenas mais um passo na caminhada do autoconhecimento. Em nossas terapias xamânicas, a usamos estritamente nos momentos em que, juntamente com o participante, achamos que é necessária. Não realizamos um processo de regressão como uma sessão isolada, com o intuito de satisfação pura e simples da curiosidade. Tudo deve estar incluído em um trabalho organizado a partir de uma primeira entrevista, com avaliações sistemáticas e que fazem parte da ação terapêutica.

Vale lembrar que não é aconselhável a ingestão de álcool ou qualquer droga (mesmo as permitidas) antes de uma regressão. O efeito dessas substâncias produz na mente complicações desnecessárias, que causam distorções inválidas no processo.

Também não acho conveniente, embora tenha participado com meu amigo Patrick Druout, fazer regressões coletivas, uma vez que ocorrem, muitas vezes, troca de impressões (telepatia) que acabam interferindo nos processos individuais.

Para encerrar, lembro que, através de técnicas xamânicas avançadas, associadas às recordações de vidas anteriores, procura-se restituir a harmonia, recuperando-se a Essência Divina em cada uma das células de nossos diferentes corpos.

Para um xamã, a cura só ocorre, quando o corpo visível e a alma invisível encontram-se em perfeita sintonia. Voltar a vidas passadas é um trabalho sério, que não deve ser encarado como um passeio turístico ou uma simples verificação curiosa da identidade da vida anterior. A regressão não é um método mágico que tudo cura, mas mais um instrumento importantíssimo que podemos utilizar na busca de nosso verdadeiro Eu. Quanto mais atenção e sensibilidade atribuirmos ao processo, maiores serão nossos benefícios.

Autor: Jorge Menezes

site do autor: www.jorgemenezes.com (jm@jorgemenezes.com)


Postagens Relacionadas:

O Pastor Reencarnacionista

O Concílio de Constantinopla e a Reencarnação

A Reencarnação no Judaísmo pela Cabala e o Zohar

As Ressurreições dos Últimos Dias

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !