Digite seu E-mail:

Assine o Feed

O Caduceu de Hermes e sua Relação com os Chackras

cauduceu-hermes-chackras

No Egito ele era conhecido como Thot, seu nome correto era Amonthep, Os gregos que o conheceram o idolatraram como um Deus, pelo seu conhecimento na arquitetura, medicina e na magia.

E o chamaram de Hermes Trimegistro, ou seja “três vezes grande”. Hermes usava sempre um bastão na medicina para obter as curas, baseado em princípios que conhecemos hoje, sobre os chacras - os pontos vitais do corpo, usando e manipulação de energias naturais do corpo espiritual, para obter a cura e o restabelecimento dos pacientes.

Os Sumérios e o Caduceu

Os sumérios iniciadores da região mesopotâmica, tinham entre seus deuses, NINGISHIZIDA - deus da cidade de Gishibanda, perto de Ur. Seu nome significa “deus protetor das plantas” e era representado com duas serpentes crescendo de seus ombros. Os sumérios consideravam a serpente, chamada SACHAN, um símbolo de juventude e saúde, pois além de trocar a pele, rejuvenescendo-se, vivia próximo das profundezas da terra, onde habitava EA, deusa das águas e da saúde.

caduceu-sumerios

Mais tarde o símbolo da saúde e medicina passou a ser representado por uma serpente com duas cabeças enroladas em um cajado ou um galho de uma planta. Esta simbologia foi transmitida até o reinado de HAMMURABI, o qual, retirou uma serpente do símbolo, ficando apenas uma serpente enrolada num cajado. Este símbolo foi transmitido para a civilização grega oito séculos mais tarde, que incorporou conceitos da religião mesopotâmica para sua mitologia.

Os Gregos

O equivoco se deu possivelmente dentro da cultura grega, perdendo assim seu significado esotérico pois o caduceu foi induzido ao deus Asclépio relacionado com a astrologia e com a cura dos doentes através da medicina.

Consiste de um bastão envolvido por uma serpente. Esculápio (em latim: Aesculapius) era o deus romano da medicina e da cura.

Na mitologia grega, Asclépio é filho de Apolo e da ninfa Coronis. Foi criado pelo centauro Quiron, que lhe ensinou o uso de plantas medicinais. Tornou-se um médico famoso e, segundo a lenda, além de curar os doentes que o procuravam, passou a ressuscitar os que ele já encontrava mortos, ultrapassando os limites da medicina. Foi por isso fulminado com um raio por Zeus. Após a sua morte, foi cultuado como deus da medicina, tanto na Grécia, como no Império Romano.

caduceu-de-asclepio-grecia

E o deus Hermes grego acabou herdando o caduceu com duas serpentes, que no simbolismo representava o deus dos mensageiros, Mercúrio - o deus romano, é o mesmo que Hermes para os gregos. Hermes ficou conhecido por ser o mensageiro do Olimpo e usar asas nas sandálias e no elmo. Também era muito bom de conversa e muito esperto, motivo pelo qual a efígie de Hermes, de elmo alado e tudo, é o símbolo do comércio, e aparece até nas moedas. (pelo lado comerciante do deus) é o bastão de Hermes chamado Caduceu, possuía duas serpentes entrelaçadas.

O caduceu significa em grego bastão de arauto. Símbolo dos mais antigos, sua imagem já se acha gravada, desde o ano 2.600 a.C., na taça do rei Gudea de Lagash. São várias as formas e múltiplas as interpretações do caduceu. Insígnia principal do deus Hermes, é um bastão em torno do qual se enrolam, em sentidos inversos, duas serpentes.

Enrolando-se em torno do caduceu, elas simbolizam o equilíbrio das tendências contrárias em torno do eixo do mundo, o que leva a interpretar o bastão do deus de Cilene como um símbolo de paz. A serpente é um símbolo encontrado na Mitologia de todos os povos. Todas as grandes ideias surgidas no início da Civilização foram representadas pela serpente: o Sol, o Universo, Deus, a Eternidade. Enroscada no Tau, a serpente é o símbolo do Grau 25 do REAA.

chackras-corpo-humano-caduceu

Também se pode interpretar o caduceu como sendo o símbolo do falo ereto, com duas serpentes acopladas. Esta interpretação do caduceu é uma das mais antigas representações indo-européias, sendo encontrado na Índia antiga e moderna, associado a numerosos ritos, bem como na Grécia, onde se tornou a insígnia de Hermes. Espiritualizado, esse falo de Hermes penetra no mundo desconhecido em busca de uma mensagem espiritual de libertação e de cura. Hoje em dia o caduceu é o símbolo universal da Medicina.

A Serpente de Bronze e o Caduceu

Possivelmente Moisés, iniciado e conhecedor da cultura egípcia utilizou também o cauduceu e sua ciência, pois no velho testamento temos uma passagem um muito curiosa, pois a própria cultura hebraica proibia a utilização e fabricação de imagens para adoração.

cauduceu-serpente-de-bronze

“Então os israelitas saíram do monte Hor pelo caminho que vai até o golfo de Ácaba, para dar a volta em redor da região de Edom. Mas no caminho o povo perdeu a paciência e começou a falar contra Deus e contra Moisés. Eles diziam: - Por que Deus e Moisés nos tiraram do Egito? Será que foi para morrermos no deserto, onde não há pão nem água? Já estamos cansados desta comida horrível ! Aí o SENHOR Deus mandou cobras venenosas que se espalharam no meio do povo; e elas morderam e mataram muitos israelitas.

Então o povo foi falar com Moisés e disse: - Nós pecamos, pois falamos contra Deus, o SENHOR, e contra você. Peça a Deus que tire essas cobras que estão no meio da gente. Moisés orou ao SENHOR em favor do povo, e ele disse: - Faça uma cobra de metal e pregue num poste. Quem for mordido deverá olhar para ela e assim ficará curado. Então Moisés fez uma cobra de bronze e pregou num poste. Quando alguém era mordido por uma cobra, olhava para a cobra de bronze e ficava curado. (NÚMEROS 21.4-9).

O poste com uma serpente é uma descrição fiel do mesmo caduceu editado por HAMMURABI na babilônia, e que foi admitido pelos gregos. E uma prova fiel de que a civilização egípcia herdou tradições de povos mais antigos, como no caso aqui – Os babilônicos.

“E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras.” (Atos 7:22)

simbolo-caduceu-medicina-comercio

- Como vemos aqui nesta passagem da bíblia, podemos entender que essa invenção de Moisés curava, não deixando de ser um objeto incompleto pela falta da outra serpente. No que podemos especular é que a tal serpente atendeu critério em sua arquitetura, para ser direcionado á cura ou (vida), e o caduceu original com duas serpentes, nada mais era que uma união perfeita das energias duais que comandam o universo; bem ou mal, fogo e água, vida e morte.

Os Chakras

simbolismo-dos-chakras

O Caduceus é uma representação externa das vias internas de energia e suas interseções em determinados centros chamados "chakras". Chakra significa "rodas de energia". Estes centros de energia são simbolizados no Caduceu pelo entrecruzamento das serpentes. Uma boa analogia seria um instrumento musical cujas cordas vibram rapidamente para produzir notas agudas e vibram mais lentamente para produzir notas mais profundas.

Da mesma forma cada chacra tem seu próprio ritmo vibratório com os chacras inferiores vibrando em uma frequência mais baixa e os chacras superiores vibra em uma frequência maior. Cada chacra corresponde também a uma qualidade espiritual específica e são referidos como "Tattwas", "siddhis" ou "elementos". O elemento descreve a qualidade da frequência de energia em cada chacra. Os chakras mais baixos estão associados com os princípios da terra, água, fogo e ar. Eles são chamados de "Tetragrammaton" Quaternário "ou na literatura hermética.

Os chacras superiores formam a níveis espirituais mais refinados do princípio etérico e são referidos como a "Trindade". Nós somos basicamente uma síntese do Quaternário e Trindade, que pode ser visto como a encarnação da matéria e do espírito ou corpo e alma. É importante lembrar-se do ponto de vista místico que todas as manifestações é basicamente a força da vida trabalhando em diferentes taxas de vibração e que a diferença entre um elemento e o próximo é em última análise, sua frequência de vibração específica.

Uma pedra vibra em uma frequência e uma flor em outra frequência. A consciência pode vibrar em menor frequência de atividade física manifestação ou pode vibrar em frequências mais altas de realidades espirituais. Matéria e espírito, corpo e alma não são duas naturezas completamente diferentes, mas as vibrações bastante diferente da força de uma vida. A fim de experimentar os níveis mais elevados de consciência, é útil aprender sobre a natureza e a energia de cada chakra e usá-lo como uma "escada de Jacob" para o desenvolvimento espiritual.

chakras-energia-kundalini

Olhando atentamente para o Caduceu, vemos duas serpentes entrelaçadas cruzam entre si em certos pontos, chamados de "chakras". As serpentes se representam os dois principais canais de energia ao longo da coluna chamada de "ida" e "pingala". O canal pingala está associada com o lado direito do corpo, juntamente com a narina direita do nariz. O fluxo de energia sutil do canal pingala é quente, ativa e estimula os processos metabólicos. O canal de ida é legal e passiva, tem um efeito relaxante, calmante sobre os processos metabólicos. Ele é simbolizado pela natureza da lua e é yin ou negativo.

Os canais de energia ida e pingala influenciar a atividade de cada chakra, fazendo com que certos chakras para agir de forma mais predominantemente produzindo certos efeitos físicos e emoção. Nosso sistema metabólico inteiro está em constante estado de mudança como a nossa energia oscila entre os canais Ida e Pingala. Durante certos períodos que tendem a ser mais activo e do canal pingala será dominante e, em seguida, outras vezes, estamos mais relaxados e do canal de ida será ativa. Há muitas práticas de yoga Hatha que ajudam a equilibrar o fluxo de energia ida e pingala pela respiração ou certos exercícios de pranayama.

Quando o fluxo de energia ida e pingala é equilibrado, então o fluxo de energia interna através do canal central chamado "sushumna". Quando o fluxo de energia é equilibrada, o canal Sushumna torna-se ativo e há um sentimento de tranquilidade e paz . É através do canal sushmuna que se pratica a meditação mantra para experimentar níveis superiores de consciência. O canal sushmuna flui pela coluna vertebral a partir da base da coluna até o topo da cabeça. Localizado ao longo da coluna vertebral são os sete chakras diferentes.. O "mistério das sete estrelas" ea "música dos sete mares" são metáforas que se referem aos sete chakras.

Associado a cada um dos chakras são determinadas sílabas sementes mantra. Cada mantra semente mantra tem uma vibração específica, som, cor e forma que abre a porta a cada chacra que permite a transferência de energia para experimentar níveis superiores de consciência. Diferentes tradições yogues têm vários mantras para cada um dos chakras. Eu recomendaria pesquisar algumas das tradições iogues e encontrar uma meditação chakra que parece certo para você.

Autor: Valter J.Amorim


Postagens Relacionadas :

A Deusa Kundalini e os Chakras

Quem foi Hermes Trimegistos

As Sete Leis Herméticas

Os Chakras de Gaia e as Pirâmides como dissipadores do Karma planetário

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !