Digite seu E-mail:

Assine o Feed

A missão da Criança e Adulto índigo na Transição Planetária

A missão da criança indigo na transição planetária é a de mentores no processo de regeneração.

O tema Crianças e adultos índigos e também o processo de transição em que nosso amado planeta Terra se encontra, vem sendo tratado com muita dose de espiritismo, esoterismo e misticismo. Não excluo esses tratamentos porque a intenção de levar adiante informações tão preciosas e importantes neste processo de Transição Planetária, onde as crianças índigos em especial fazem toda a diferença. Se houver desde já linguagens específicas, por si só já criam separatismos. O desejo é fazer-se entender de forma ampla e multilateral.

O Nosso planeta passa por um processo de transição de forma acelerada. Haverá expressiva melhoria moral e espiritual da humanidade, como tantas escrituras, livros religiosos e proféticos proclama desde tempos remotos.

As crianças índigo, assim como os adolescente e já alguns adultos índigos ajudarão decisivamente neste processo de transição de nosso planeta. Os índigos, em sua maioria, crianças e adolescentes se encontram neste exato momento em meio a tormentas existenciais pois sabem que alguma coisa de suma importância na humanidade está ocorrendo, sabem que podem e devem fazer alguma coisa, apenas precisam saber como e quando e de informações que o ajudem a se compreenderem e a se fazerem compreender principalmente, pois são super mal interpretados, incompreendidos dentro do contexto familiar, escolar,etc.

Viver melhor, a fazer as pessoas viverem de forma mais plena, em paz, em harmonia, baseados no amor ao próximo, está é a missão do índigo, ele é assim. O índigo veio dotado de certas faculdades que o diferenciam das demais pessoas, são mais sensíveis, mais inteligentes, mas seletivos, suas mentes selecionam o que de fato sabem ter mais valor real. Eles conseguem uma espécie de comunicação telepática com quem se afina, com quem ele escolhe para serem seus amigos, o que são em geral poucos.

Eles vieram diferentes porque precisam ser fortes para somente desta forma conseguirem alterar sistemas arraigados em coisas do passado que já não servirão mais para a nova Era em que se destina nosso planeta. Todos os seres humanos recebem uma classificação, como a identifica-los e reconhecê-los entre muitos. Por isso estas pessoas diferentes receberam por uma psicóloga americana Nancy Ann Tape, a denominação de crianças ÍNDIGOS, nome dado por ser esta a cor de suas auras. (campo energético que envolve nosso corpo).

A Grande preocupação é que na fase de adolescentes, este se mostra mais incompreendido que outros jovens e isso causa grande preocupação, pois tendem a se isolar com mais facilidade de seus familiares, campo aberto às drogas e até mesmo ao suicídio em casos extremos. Devido a seu alto grau de sensibilidade sentem mais os ambientes e as pessoas.


Postagens Relacionadas:

As Crianças da Nova Era e a Transformação da Humanidade

Menina Gênio de 4 anos: Heidi Hankins tem QI parecido com de Einstein

O que diz a Numerologia sobre as Crianças Prodígios ?

6 comentários:
  1. ''CURTI'' A INFORMAÇÃO!
    :)

    ResponderExcluir
  2. hoje meu namorado é um adulto índigo com uma mediunidade bastante aflorada

    ResponderExcluir
  3. Td mto lindo na teoria... Minha grande questão é como sobreviver sendo um indigo adulto. Sabe, contas a pagar e a luta pela sobrevivência e ter que se submeter a prisão vulgo emprego/trabalho. Não suportar fazer parte disso mas ser obrigado a viver feito gado.

    ResponderExcluir
  4. eu souy indica pois sou capaz de meio que sentir o que as outras pessoas pensan mais sou doente e depressiva

    ResponderExcluir
  5. Tá mais do que na hora de os adultos índigos começarem a perceber a existencia de outros como ele, ajudando-os mutuamente para que todos possam ajudar o planeta. Resolvendo os problemas da forma que viemos a resolver. Nao deixar se levar pelos problemas deste mundo e poder concretizar a vontade maior que guia cada um de nós. renela@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Um índigo simplesmente sabe que é. Vive só, mesmo cercado de pessoas e quando entra num lugar logo fica cheio e sai por não suportar o barulho e a multidão, mas não nutre sentimento de desprezo pelo outro. Não sente preconceitos porque simplesmente vê a alma do outro. Provoca mudança no comportamento do outro, sem que eles percebam, sente-se profundamente tristes com a violência, falsidade, cinismo. Os animais se aproximam como que fossem se comunicar, e sorri como entendesse, assim quando um adulto índigo encontra as crianças fixam os olhares e se comunicam sorriem um para outro e tem vontade de abraçar. Mas também sentem ira exagerada quando há incompreensão, mentira e hipocrisia, mas ao mesmo tempo sente um amor infinito pelo outro e sabe que não estará para sempre aqui, pois sente uma saudade imensa de outro lugar. Sentem-se incapaz quando sentem que algo catastrófico vai acontecer e nada pode fazer, pois e a lei divina e universal. Não se preocupem em como viver, pois há muito não vivemos aqui... os espiritualistas enxergam o tempo nos nossos olhos. Não suportamos a prisão porque sabemos que esta não é a regra básica do fluido da alma que é livre e ninguém pode subjugar o outro. Estamos depressivos, a transição esta acontecendo e muitos seres humanos teimam em ficar presos na deformidade de seus atos, e isto nos cansa pois queremos. Não temos muita paciência e somos chamados de hiperativos, mediúnicos. Sabemos a resposta antes de ela ser dada, sem que ninguém perceba. Mas acima de tudo os índigos tem quebrar barreiras mesmo que lhe custem a vida, pois os cristais estão na forma de nossos filhos e netos...pois tudo passa muito rápido...pois somos muito intensos

    ResponderExcluir

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !