Digite seu E-mail:

Assine o Feed

As 16 Profecias Extraterrestres

16-profecias-extraterrestres

AS PROFECIAS dos EXTRATERRESTES

por Vera Helena Tanze – vhct@uol.com.br

A Terra em si, a Humanidade que nela vive, as pessoas, a Vida que acontece em nosso atual planeta, transformam-se cada dia mais rapidamente. Essa “aceleração sistêmica”, em que pese ser um fato ou fenômeno “cosmicamente localizado”, é parte de uma ordem muito maior, de processos de grande amplitude, onde o macro, o “meso” e o micro constituem uma só e extraordinária UNIDADE em contínua e perfeita evolução.

Todos os sistemas que podemos conceber ou “isolar” teoricamente são parte interagentes do TODO, enquanto tudo e “todos” interferem em cada parte, mais ou menos “sutilmente”.

Ora de baixo para cima, ora de cima para baixo, ou seja, desde as dimensões mais elevadas ou “genéricas”, até as mais densas ou “especializadas” A maturação de um sub-sistema qualquer, pequeno ou grande, geral ou setorial, implica transformações que, por sua vez, são parte da evolução de outros sistemas.

A Terra, o seu Sistema Solar atual — ORS RRAÚH — bem como cada pessoa e a Humanidade que hoje vive a Terra física está atravessando, sim, um momento particular, um momento de “Zutzi”, um instante “Yang”, onde uma ruptura se dará e, algo novo, algo ainda em potencial, se manifestará como resultado direto da evolução do modelo anterior, abrindo, também, possibilidades profundamente novas para os desdobramentos que se sucederão, até o fim de um novo ciclo.

Fim de ciclos

Fatos “naturais”, ou seja, “ordinários” ou característicos desses períodos vão se somar a processos de “intervenção” por parte d’Aqueles que, há Eras, vêm nos acompanhando na Terra, ou seja, por aquelas Inteligências que colonizaram o Planeta e outras mais que, por razões que não vêm ao caso nesta oportunidade, somaram-se ao curso dos acontecimentos terrestres. Seres, sim, muitos avançados, muitos deles com expressões materiais, como nós, e de natureza HUMANA também, como nós todos, na medida em que os HUMANOS não são um fenômeno “terrestre”, mas um REINO CÓSMICO que, inclusive, apresenta uma incrível complexidade na sua estrutura e constituição, fato que pode ser sumariamente observado na incrível pluralidade de biotipos materiais dos corpos “envergados” pelas criaturas desse REINO CÓSMICO.

Colonizadores Siderais

Esses COLONIZADORES, organizados por sinal de um modo bastante complexo ao nosso entendimento comum, têm mantido contato com a HUMANIDADE DA TERRA sem descontinuidades significativas, mesmo considerando o período que chamamos de “histórico”, pós diluviano.

Segundo toda sorte de artifícios, nos acompanham amiúde e têm mantido com grupos, organizações secretas ou “esotéricas”, escolas iniciáticas e de mistério, governos, setores de inteligência e grupos pára-acadêmicos e místicos, seitas e tradições religiosas ou mesmo com certas pessoas que periodicamente têm tomado corpo físico entre os terrestres, CONTATO direto.

Têm sido inúmeras as formas de manifestação e as linguagens das quais se utilizam, sempre por conta de uma estratégia de respeito aos “terrestres”, muito embora tenham irremediavelmente de agir às escondidas e de modo pouco compreensível para nós em razão das complexas tarefas que precisam eles empreender por aqui entre nós e junto aos processos telúricos físicos e não físicos em curso.

Encarnações na terra

Muitas vezes se fazem eles mesmos de “cobaias”, na medida que, ordinariamente, nascem com corpos terrestres, têm vida de terrestres, passam normalmente pelas vicissitudes de um cidadão típico, para que depois possam ser objeto de avaliações ou meios para que certos processos possam ser instalados, acompanhados ou modificados na Terra.

Inumeráveis vezes eles, essas “cobaias” têm sido “abduzidas” em vida, inclusive, e sendo objeto de experiências nada agradáveis para o emocional humano terrestre, para que a HUMANIDADE TERRESTRE como um todo possa realizar sua TRAVESSIA de um modo menos traumático e de forma tão completa como adequada, segundo os planos com os quais, sim, temos concordado faz milhares de gerações. São esse COLONIZADORES, que tantos “nomes” possuem, que tantas “caras” mostram, que avaliam a situação e antevêem as seguintes 16 PROFECIAS EXTRATERRESTRES:

___________________

01 – As alterações climáticas e geomagnéticas se intensificarão muito ao longo de 5 ou 6 décadas, ao ponto de inviabilizarem de modo particular os grandes complexos urbanos, direta ou indiretamente, com repercussão nos meios de transporte aéreo e marítimo de superfície, bem como nas comunicações;

02 – O desabastecimento será crescente e, consequentemente, a fome, o desabrigo, as migrações em massa, a violência e o desgoverno em todas as escalas, chegando ao plano dos organismos internacionais de gestão dos interesses globais da Humanidade (ONU) e suas agências internacionais;

03 – Serão observados comportamentos anômalos entre os animais, a partir dos mamíferos, depois dos peixes e das aves, e por fim dos insetos e dos microrganismos, assim como estranhos e inexplicáveis fenômenos “interdimensionais”, fruto de instabilidades geomagnéticas e espaço-temporais cada vez mais comuns, ensejando muitas vezes o pânico e comportamentos psico-sociais traumáticos;

04 – Doenças desconhecidas, entre “falsas” e verdadeiras se alastrarão, muitas delas resultado do colapso imunológico dos humanos frente aos problemas dos animais, inclusive os domésticos e aqueles criados para abate e consumo humano, bem como as decorrentes da devastação florestal, da alimentação industrializada e da poluição das águas doce e salgada (oceanos), fato que impedirá a ação que têm elas para a manutenção da salubridade ambiental em escala global;

05 – Um corpo celeste de médio porte impactará a Terra, depois de vários de seus pequenos acompanhantes e fragmentos caírem ou se chocarem com equipamentos orbitais, danificando-os;

06 – Ondas cada vez maiores de refugiados de guerra, do clima, da fome e da violência urbana tomarão conta do mundo, ensejando o uso de forças militares contra civis desassistidos. Guerras de conquistas de territórios aniquilados ou abandonados alastram-se, oficial e oficiosamente;

07 – A superfície da Terra, aqui e ali, experimentará extremos de temperatura em períodos de 72 horas, quando serão registrados 50° Celsius ora positivos, ora negativos, e ventanias assustadoras, de grande impacto material;

08 – Avistamentos de Óvnis e seus tripulantes se intensificarão, bem como o número de contatos e abduções, cujo desenvolvimento retirarão, em segurança, muita gente da Terra, embora de uma maneira aparentemente confusa e traumática;

09 – Acontecerá uma explosão atômica “sem bandeira” sobre alvo civil. Uma terceira guerra mundial se instalará, embora de modo descontínuo e precário. Crise técnica nos meios de comunicação meio a intensa atividade solar “complicarão” a evolução do estado de guerra e desviará a atenção de todos para a questão da sobrevivência;

10 – Cidades inteiras virão seus habitantes desaparecerem sem “explicação”… Abduções de todos os tipos, além de nascimentos estranhos e a vinda de crianças extraordinárias serão abundantemente verificados;

11 – Será uma realidade a migração caótica e depredadora em massa de populações urbanas e o abandono às pressas dos litorais no rumo do campo, bem como de um hemisfério para o outro;

12 – O dinheiro e a economia organizada perderão seu sentido e as moedas seu valor como instrumento de troca e especulação. Água potável será o bem mais requisitado e o menos partilhado. As regiões polares terão migrado de suas atuais posições geográficas. Fatos arqueológicos extraordinários derrotam as manobras para encobrir de todos a verdade sobre o passado da Humanidade e a real estrutura de seus bastidores;

13 – Muros surgirão em torno de velhas cidades resgatadas, agro-vilas (ecovilas) surgirão no campo e retiros serão implantados nas montanhas, enquanto estranhos fenômenos telúricos estarão em pauta, além de terremotos, intensa atividade vulcânica e um novo corpo celeste, que então se mostrará de modo impactante no céu;

14 – Caem todas as fronteiras nacionais dos estados constituídos, bem como entre as religiões. A velha ordem agoniza e muito rapidamente cede lugar a novas formas de organização cooperativa em rede por afinidades e gestões de vizinhança com desdobramento em cadeia;

15 – Em muitas comunidades, terrestres e não-terrestres (alienígenas) conviverão. Potenciais humanos até então raros tornam-se mais comuns. Conhecimentos novos serão compartilhados pelos Espaciais diretamente com as novas gerações de terrestres. A inversão dos pólos magnéticos da Terra se confirma, bem como uma nova inclinação para seu eixo de rotação, além de ajustes orbitais, inclusive da Lua;

16 – Um evento celeste sem precedente em termos de beleza, significado e magnitude assinala novos tempos para a Humanidade terrestre, em que pese o caos ainda reinante. Seguir-se-ão 343 anos lunares de profunda reconstrução. O Sistema solar, no período, estabilizará um novo planeta com anéis (Dóton, entre Marte e Júpiter )e confirmará a existência de mais dois, um dos quais entre o tamanho real do Sol e Mercúrio (Missal). Planetas não-físicos serão contabilizados também.

COMENTÁRIOS

As fontes esclarecem que as datações variarão, até porque a evolução dos fatos no espaço-tempo como o percebemos seria função de elementos de natureza “consciencional”. Numa tradução grosseira, de caráter especulativo, coloca as 16 PROFECIAS EXTRATERRESTRES entre, aproximadamente, os anos de 1991 e 2112 do Calendário Gregoriano como hoje ele se encontra, período após o qual a Humanidade viveria uma fase de intensa reconstrução, ao longo de 343 anos de um novo Calendário. Uma Civilização profundamente nova e diferente estará nascendo e se desenvolvendo rapidamente, em estreita parceria com povos do Espaço, Extraterrestres e Interplanetários diversos.

O momento da efetiva ruptura da ordem estabelecida — de acordo com a maioria das correntes de pensamento ligadas ao assunto — estaria localizada entre os anos de 2011 e 2016 (incluindo Calendários Maia e Inca), finda a qual a Humanidade viveria, ao longo de uns 100 anos, na informalidade de um sistema de improvisação geral, meio a maiores ou menores dificuldades, conforme a região do Globo e a capacidade de organização dos milhares de grupos que viriam a se formar, principalmente no campo e, em menor número, nas montanhas, mas sempre longe dos litorais e das centenas de quilômetros de acampamentos lineares ao longo de rodovias, em todo o mundo sobrevivente. Como tornar essa TRAVESSIA menos dolorosa, ou mesmo bastante feliz?

Fonte: AMASOFIA e outras compilações / www.amasofia.com.br.

As referências têm origem em comunicações de natureza psico-mediúnicas com Inteligências ditas “do Espaço” — Vários Canais.


Postagens Relacionadas:

As Chaves de Enoch e suas profecias extraterrenas

Os “Últimos dias” e o que diz a bíblia realmente

Mensagem Extraterreste Falam Sobre Três pré-desastre, Como Três Sinais Antes do Início

O Fim dos Tempos e Visitas Intra e Extraterrenas segundo os Espíritos

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !