Digite seu E-mail:

Assine o Feed

Pietro Ubaldi o apóstolo redivivo

Pietro-ubaldi

Pietro Ubaldi, o maior pensador espiritualista cristão do século XX

Hoje quero comentar sobre um assunto que foge ao conhecimento de muito espírita e espiritualista hoje em dia, É sobre um dos maiores contribuidores da fé Cristã do século vinte, Pietro Ubaldi teria sido a reencarnação do apóstolo Pedro, conforme nos atestam as vozes que revelam de diversas obras mediúnicas.

O grande missionário de Cristo que não nos abandonou e regressou ao nosso convívio a fim de dar continuidade à sua nobres missão de conduzir a nossa humanidade, sob os auspícios do meigo Rabi. Tudo nos leva a crer que Pedro o apóstolo, retornando agora como Pietro Ubaldi, foi assistido pela voz do Santo de Assis que, das esferas superiores, lhe ditava o pensamento do divino Pastor, continuando a Sua tarefa de nos devolver ao aprisco celestial.

Pietro Ubaldi ( O Missionário)

Espiritualista-Pietro-Ubaldi

O PESCADOR DE ALMAS

Que seria da humanidade sem a revelação dos homens de gênio, que aparecem de tempos em tempos? Allan Kardec (A Gênese)

Pietro Ubaldi, filho do casal Lavínia e Sante Ubaldi, nasceu em 18 de Agosto de 1886, as 20:30 h de Roma. Nasceu em terras franciscanas, na cidade de Foligno, Província de Perúgia (Capital da Úmbria). Foligno fica a 18km de Assis, cidade natal de S. Francisco de Assis. Pietro Ubaldi sentiu desde a infância uma poderosa inclinação pelo franciscanismo e pela Boa Nova do Cristo.

Não foi compreendido, nem poderia sê-lo, porque

seus pais viviam felizes com a riqueza e a Senhora Lavínia era descendente da nobreza italiana, única herdeira do título e de uma grande fortuna, inclusive do Palácio Alleori Ubaldi.

Formou-se em Direito (profissão escolhida pelos pais, mais jamais exercida por ele) e em Música (oferecimento, também de seus genitores), fez-se poliglota, para comunicar-se com os outros povos – falava, fluentemente, inglês, francês, alemão, espanhol, português, conhecia latim e grego. Mergulhou nas diferentes correntes filosóficas e religiosas, destacando-se como um grande pensador cristão do século XX.

O Livro dos Espíritos

Por acaso – digo acaso, mas por certo era obra da Providência – caiu em minhas mãos O Livro dos Espíritos de Allan Kardec. Eu era jovem, desorientado, não tinha, ainda, passado pela experiência dos grandes problemas da vida. Li com grande interesse e vos confesso que, em certo ponto, exclamei: achei!... Eureka! Poderia Ter eu repetido:encontrei, encontrei finalmente a solução que procurava e que me esclareceu!”

Daí por diante, os dois mundos, material e espiritual, começaram a fundir-se num só. A vida na Terra não poderia Ter outra finalidade, além daquela de servir a Cristo e ser útil aos homens. Aos poucos, Pietro Ubaldi foi abandonando a riqueza, deixando-a por conta do administrador, Ettore Seste Pacini.

Ubaldi e o voto de Pobreza

Após 16 anos de enlace matrimonial, em 1927, com a desencarnação de seu pai, fez voto de pobreza, transferindo à família os bens que lhe pertenciam. Aprovando aquele gesto de amor ao Evangelho, Cristo lhe apareceu. Isso para ele foi a maior confirmação à atitude tomada. Em 1931, Pietro assumiu uma nova postura, estarrecedora para seus familiares: a renúncia franciscana.

Numa tranqüila paisagem campestre da Úmbria franciscana, próxima de Perúgia, um homem de 45 anos subia sozinho a doce inclinação de uma colina. Aquela manhã radiosa estava perto de 14 de setembro, dia em que São Francisco, em 1224, recebeu os estigmas no monte Alverne.

Estava caminhando quando duas formas paralelas se delinearam. Isto durou cerca de vinte minutos, pelo que teve tempo de controlar tudo e de fixá-lo na memória, para depois analisar o fenômeno com a psicologia racional, independente de estados emotivos. Continuou a observar. As duas formas não constituíam só uma indefinida manifestação de presença. Cada uma delas transmitia à percepção interior uma típica e individual vibração que a definia como pessoa. Foi assim que ele pôde logo sentir com clareza inequívoca que à sua esquerda estava a figura de São Francisco e à sua direita a de Cristo.

O Brasil é a terra escolhida para ser o berço espiritual da Nova Civilização do Terceiro Milênio. Aqui vivem diferentes povos irmanados, independentes de raças ou religiões que professem. Ora, Pietro Ubaldi exerceu um ministério imparcial e universal, por isso, o destino quis trazê-lo para cá e aqui completar sua tarefa missionária. S. Vicente (SP), célula máter do Brasil, foi a

terceira cidade natal de Pietro Ubaldi. Aquela cidade praiana tem um longo passado na história de nossa pátria, desde José de Anchieta e Manoel da Nóbrega até Pietro Ubaldi que viveu ali o seu último período de vinte anos.

O Mensageiro de Cristo

intérprete de Sua Voz, previu o dia, mês e ano do término de sua Obra – Natal de 1971 – com dezesseis anos de antecedência, em seu livro Profecias. Ainda profetizou que sua morte aconteceria logo depois dessa data. Tudo confirmado. Desencarnou no Hospital S. José, em S. Vicente, quarto n.º 5, à 0:30 hora, em 29 de fevereiro de 1972.

Saber quando vai morrer e esperar, com alegria, a chegada da irmã morte, são privilégios de poucos... O arauto da Nova civilização do espírito foi um homem privilegiado.


Postagens Relacionadas :

Profecias Confirmando o Brasil com pátria da Nova Era

As profecias do Crepúsculo dos Lamas e da ascensão do Brasil como uma nova luz para o mundo

A Transição Planetária por completa até 2036

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !