Digite seu E-mail:

Assine o Feed

A Estrela Baal (Nibiru) ?

estrela-baal-nibiru

Estrela Baal ou Nibiru

Um manuscrito pertencente aos arquivos de um antigo templo lamaísta, de Lhassa, em língua caldaica, conta que há 2.000 anos antes de Cristo, "a estrela Baal" caiu no lugar onde hoje só existe mar e céu e as dez cidades, com suas portas de Ouro e Templos transparentes tremeram e estremeceram, como se fossem as folhas de uma árvore sacudidas pela tormenta.

Eis que uma nuvem de fogo e fumo se elevou dos palácios. Os gritos de horror lançados pela multidão, enchiam o ar. Todos buscavam refúgio nos Templos, nas cidadelas e o sábio Mu, o grande sacerdote apresentando-se, lhes falou:

Não vos predisse eu todas essas coisas? Os homens e as mulheres cobertos de pedras preciosas e custosas vestes clamaram: Mu, salva-nos !...”

Ao que Mu replicou: “Morrereis com vossos escravos, vossas riquezas e de vossas cinzas surgirão outros povos. Se eles, porém, vos imitarem, esquecendo-se de que devem ser superiores, não pelo que adquirirem, mas pelo que oferecerem, a mesma sorte lhes caberá. O mais que posso fazer é morrer juntamente convosco."

- As chamas e o fumo afogaram as últimas palavras de Mu que, de braço estendido para o Ocidente, desapareceu nas profundezas do Oceano, com os 64 milhões de habitantes do imenso continente.

Comentário Aquarius

Uma das grandes tradições que sobreviveu ao antigo cataclismo que destruiu Atlântida na transição passada, foi resguardada nos Tibet, onde as puras vivencias religiosas daqueles tempos até hoje são cultuadas pelo Lamaísmo tibetano, segundo conta algumas informações, até hoje eles guardam raros documentos da época de Atlântida, raríssimos objetos, onde fidelidade espiritual permitiu esse cuidado com essas relíquias, uma sorte que não ocorreu talvez com muitos outros que se encontravam em outros locais destinado a ao mesmo fim como os da biblioteca de Alexandria.

E essa estrela, nada pode ser que um dos fragmentos de Nibiru, que os recolhe em sua caminhada pelo universo, pois numa conceito más lógico, estrela possui luz própria e seu impacto ao pé da letra com a terra, seria seu fim por completo, salvando aqui a linguagem simbólica dos mitos


Postagens Relacionadas:

O Espiritualismo Tibetano segundo o polêmico Lobseng Rampa

As profecias do Crepúsculo dos Lamas e da ascensão do Brasil como uma nova luz para o mundo

O mito do Dilúvio Universal e o fim da Atlântida

A Bíblia Kolbrin e o Dragão Destruidor (Nibiru)

0 comentários:
Postar um comentário

Fica-se aos leitores cientes de que algumas postagens, principalmente do Administrador, Valter J.Amorim, estão sujeitas á alterações ou atualizações, de informações !